Resenha | Em casa para o Natal, de Cally Taylor

segunda-feira, 14 de dezembro de 2020

 Você acredita em milagres natalinos? Em Casa para o Natal, escrito pela Cally Taylor e publicado pela Bertrand Brasil, vai nos contar a história de Beth e Matt, duas pessoas que tem o caminho cruzado e descobrem que existe muito mais em comum do que imaginam.

em casa para o natal


Beth Prince sempre acreditou em finais felizes e que tudo era como num conto de fadas. Ela tinha um emprego no cinema que sempre amou, um namorado maravilhoso e dividia um apartamento com sua melhor amiga.

Apesar de estar em um relacionamento, Aiden, seu namorado, nunca falou aquelas três palavrinhas mágicas; aquelas palavrinhas que tanto esperamos em um relacionamento. Então determinada à mudar isso, ela decide que chegou a hora de finalmente abrir o seu coração.


"O tempo não importa. A questão é que quando se ama alguém, você luta pelo relacionamento; você não vai embora assim que surgem as primeiras divergências." (pág. 23)

 

Do outro lado da história, nós conhecemos Matt. Um jovem rapaz que estivera em um relacionamento complicado. Sua ex-namorada era abusiva, ciumenta e não aceitava que ele fizesse absolutamente nada, mesmo após o término.

Mas quando seu avô comenta sobre dar uma segunda chance, ele acredita que tentar reatar essa relação pode ser uma boa iniciativa. Ele só não esperava que seu caminho cruzasse com o de Beth e fizesse ele perceber algo que jamais imaginou.

em casa para o natal


Em Casa para o Natal é aquele livro para aquecer o coração! Com uma trama envolvente e engraçada, a autora nos apresenta uma história de amor, mas, ao mesmo tempo, uma jornada de autoconhecimento e amor próprio.

Com os capítulos intercalados entre ambos os personagens, conseguimos entender um pouco mais sobre cada um e suas trajetórias. Nos de Beth, conhecemos uma garota sonhadora, cheia de planos para o cinema do qual trabalha e que só queria ouvir o "eu te amo" do seu namorado. 


"As pessoas não precisam ser tão dramáticas nem salvar ou completar uma às outras, mas o sentimento precisa ser recíproco." (pág. 163)

 

Já nos capítulos de Matt, percebemos o quanto o seu relacionamento anterior fora abusivo e quantas vezes ele ouviu que "desistia fácil quando as coisas começavam a complicar". Porém, também vemos um rapaz que trabalha dura por aquilo que acredita.

Os personagens secundários também ganham destaque nessa obra. Apesar de alguns a gente odiar, outros conseguem conquistar o nosso coração com toda a sua delicadeza e sabedoria.

em casa para o natal


Desde o primeiro capítulo eu me senti envolvida com os personagens e com a escrita da Cally Taylor. Esse foi meu primeiro contato com a autora e eu confesso que adorei a forma como ela nos apresentou nesse universo, com pitadinha do clima natalino.

Muitas pessoas comentaram que o livro não era natalino e que o título não fazia jus à obra. Devo dizer que a questão de natal ficou como pano de fundo da história, porém, nos últimos capítulos, sabemos que tudo está acontecendo na véspera de natal. Apesar da autora não ter deixado isso explícito, eu entendi o verdadeiro motivo de tudo aquilo e o propósito do "em casa".

Gostei muito de como a história se desenrolou. Ela me mostrou que não precisamos ouvir aquelas palavras mágicas de alguém. Nós precisamos nos amar em primeiro lugar, assim como não devemos deixar que "suposições" sobre nós ou alguma coisa nos atrapalhe em seguir nosso caminho.

em casa para o natal


"Em primeiro lugar, o amor não se trata de alguém lhe dizer as três palavrinhas mágicas, mas significa ser amado por quem você é, por quem você realmente é, e não quem você acha que a outra pessoa gostaria que fosse. Em segundo lugar, as palavras 'eu amo você' só têm valor quando você pode dizê-las de volta." (pág. 276)

 

Um livro leve, fofinho, bem sessão da tarde mesmo. Apesar de querer mais clima natalino, senti que o mesmo conseguiu expor essa magia do seu jeitinho.


*Disponível no Kindle Unlimited.

em casa para o natal

Título original: Home for Christmas
Escritora: Cally Taylor
Editora: Bertrand Brasil
Tradução: Bruna Hartstein
Páginas: 350
Lançamento: 2013
Gênero: chick-lit

SINOPSE

Beth Prince sempre adorou contos de fadas e acredita que está prestes a viver um final feliz: tem o emprego dos sonhos em um charmoso cinema independente e um namorado maravilhoso chamado Aiden. Ela faz parte de um grupo privilegiado de pessoas que trabalha com o que ama, e o entusiasmo pelos filmes intensifica a busca por seu próprio “felizes para sempre”. Só há um problema: nenhum homem jamais declarou seu amor por ela. E, apesar de acreditar que Aiden é o príncipe encantado, a protagonista desconfia de que ele tem medo de dizer “eu amo você”. Desesperada para escutar essas palavras mágicas pela primeira vez, ela resolve assumir as rédeas do destino — e acaba se arrependendo.

Postar um comentário