9 melhores leituras do segundo semestre 2019

2019 já acabou, mas nada como abordar sobre os melhores livros do segundo semestre, né? Então confira só quais foram as melhores leituras.


todas as suas imperfeições
Foto: PS Amo Leitura

ANO UM

Tudo começa na noite de Ano-Novo. A doença se alastra rapidamente. Em questão de semanas, a rede elétrica para de funcionar, as leis e o sistema de governo entram em colapso e mais da metade da população mundial é dizimada.
Onde existia ordem, agora só há caos. E conforme o poder da ciência e da tecnologia diminuíam, a magia crescia e tomava o seu lugar. Uma parte dessa magia é boa, como a feitiçaria praticada por Lana Bingham no apartamento que divide com o amante, Max. Outra parte dela, no entanto, é inimaginavelmente maligna, e pode se esconder em qualquer canto, numa esquina, nos fétidos túneis sob o rio ou dentro daqueles que você mais ama e conhece…

Espalham-se rumores de que nem os imunes nem os dotados estão a salvo das autoridades que patrulham as ruas devastadas, então Lana e Max resolvem deixar Nova York. Outros viajantes também seguem esperançosos para o oeste: Chuck, um gênio da tecnologia que mantém o bom humor em um mundo off-line; Arlys, uma jornalista que insiste em buscar e registrar a verdade; Fredinha, uma jovem com um otimismo que parece fora do lugar nessa paisagem desoladora; Rachel e Jonah, médica e paramédico, determinados a proteger uma jovem mãe e seus três bebês recém-nascidos.
Em um mundo em que cada estranho no caminho pode representar a morte ou a salvação, nenhum deles sabe o que encontrarão. Porém, um novo horizonte os aguarda, a concretização de uma profecia ancestral que transformará a vida de todos os sobreviventes.
O fim chegou. O início é o que vem agora.


AS DEZ-VANTAGENS DE MORRER DEPOIS DE VOCÊ



Coisas mágicas acontecem quando a gente se abre para o mundo.
Gabriela Muniz tem dez desafios a cumprir, um mais desconcertante que o outro. Saltar de paraquedas é só o começo ― ela ainda vai ter que distribuir abraços a desconhecidos, aprender a dançar, cantar para uma multidão, entre outros itens da lista que sua amiga Júlia deixou para ela. A ideia surgiu em uma tarde em que as duas não tinham muito o que fazer: inventar dez coisas para a amiga cumprir caso a outra morresse. E que fossem coisas absurdas, já que, aos dezessete anos, a morte era algo muito, muito distante.
Mas, quando Júlia sofre um terrível acidente, resta a Gabriela a memória de sua melhor amiga ― e a lista de desafios, que agora terão de ser cumpridos. Entre situações que tiram a pacata Gabriela completamente da zona de conforto ― é sério que a Júlia incluiu “Se apaixonar” na lista? ―, ela talvez aprenda que a vida pode ser mais leve quando vivida com alegria e intensidade, e que coisas mágicas acontecem quando a gente se abre para o mundo.


A REAÇÃO ADVERSA DO CAOS

Luna levava uma vida isolada desde que fora expulsa da escola há um ano. Ela odeia Nietzsche por conta de sua afirmação sobre não existirem verdades absolutas, pois acha que todos precisam de alguma coisa para acreditar. Mas, depois que encontra uma pedra que veio do espaço, e um cara de outro planeta a leva embora da Terra, ela que era tão cheia de certezas começa a ficar cheia de dúvidas.
Inserida em novas culturas e relacionamentos complexos entre diferentes espécies, a jovem percebe que precisa encontrar seu lugar nesse novo mundo. Porém, reviravoltas acontecem, e, com o intuito de saber mais sobre seu passado, ela termina presa em um lugar esquecido e desabitado que ninguém consegue encontrar.
Forçada a viver com um bando de estranhos, Luna vai descobrir que nem tudo é o que parece. Um chuveiro que serve de psicólogo, uma governanta que adora fazê-la passar vergonha, um amigo que dá péssimos conselhos e um professor que lhe diz verdades que ela se recusa a aceitar começam a fazê-la ter outro modo de enxergar a vida e a ajudam a descobrir coisas surpreendentes sobre sua história.
Mas é justamente a pessoa que Luna mais odeia, quem a tirou do lugar a que ela achava pertencer, que a faz questionar tudo aquilo em que sempre acreditou e sentir coisas que ela não sabia que eram possíveis de sentir.



A GUERRA QUE SALVOU A MINHA VIDA / A GUERRA QUE ME ENSINOU A VIVER

Ada tem dez anos (ao menos é o que ela acha). A menina nunca saiu de casa, para não envergonhar a mãe na frente dos outros. Da janela, vê o irmão brincar, correr, pular – coisas que qualquer criança sabe fazer. Qualquer criança que não tenha nascido com um “pé torto” como o seu. Trancada num apartamento, Ada cuida da casa e do irmão sozinha, além de ter que escapar dos maus-tratos diários que sofre da mãe. Ainda bem que há uma guerra se aproximando.
Os possíveis bombardeios de Hitler são a oportunidade perfeita para Ada e o caçula Jamie deixarem Londres e partirem para o interior, em busca de uma vida melhor.
Kimberly Brubaker Bradley consegue ir muito além do que se convencionou chamar “história de superação”. Seu livro é um registro emocional e historicamente preciso sobre a Segunda Guerra Mundial. E de como os grandes conflitos armados afetam a vida de milhões de inocentes, mesmo longe dos campos de batalha. No caso da pequena Ada, a guerra começou dentro de casa.
Essa é uma das belas surpresas do livro: mostrar a guerra pelos olhos de uma menina, e não pelo ponto de vista de um soldado, que enfrenta a fome e a necessidade de abandonar seu lar. Assim como a protagonista, milhares de crianças precisaram deixar a família em Londres na esperança de escapar dos horrores dos bombardeios.


Após uma infância de maus-tratos, Ada finalmente recebe o cuidado que merece ao ter seu pé operado. Enquanto tenta se ajustar à sua nova realidade e superar os traumas do passado, ela se muda com Jamie, lady Thorton e Susan — agora sua guardiã legal — para um chalé em busca de um recomeço. Com a guerra se intensificando lá fora, as adversidades batem à porta: o racionamento de alimentos é uma preocupante realidade, e os sacrifícios que todos devem fazer em nome do confronto partem corações e deixam cicatrizes. Outra questão é a chegada de Ruth, uma garota judia e alemã, que gera uma comoção no chalé. Seria ela uma espiã disfarçada? Ou uma aliada em meio à calamidade? Mais uma vez, Kimberly Brubaker Bradley conquista com sua narrativa carregada de sensibilidade. Seu registro historicamente preciso revela o conflito armado pela perspectiva de uma criança, além de lançar luz sobre a atual crise de refugiados, a maior desde a guerra de Hitler, que já obrigou milhões de pessoas a deixarem seus lares em busca de paz. Discutindo assuntos delicados com ternura, a autora guia o leitor por uma jornada que mostra a beleza dos pequenos gestos. E, ao revelar as camadas de seus personagens, apresenta uma história sobre amadurecimento e aceitação — principalmente para Ada, que precisa aprender a acreditar. Acreditar em sua família e em si mesma. Na resiliência que vem da dor. Na superação que vem do medo. Na empatia, que reacende a humanidade. E no amor, é claro. Em sua forma mais pura e sincera.


TODAS AS SUAS (IM)PERFEIÇÕES

Uma história de amor perfeita é suficiente para manter vivo o casamento entre duas pessoas imperfeitas?
O acaso uniu Quinn e Graham duas vezes. A primeira delas, no que consideraram o pior dia de suas vidas, quando ela descobriu às vésperas do casamento que estava sendo traída pelo noivo e ele, pela namorada que pretendia pedir em casamento. A segunda, meses depois, em meio a encontros ruins.
Deste reencontro surgiu um amor profundo e um relacionamento perfeito... ou talvez nem tanto. Com o passar dos anos e a frustração por não conseguirem ter filhos, Quinn e Graham acumularam silêncios e desconfianças. O casal se encontra no centro de um furacão, e seu futuro depende das promessas feitas quando o casamento ainda parecia uma praia paradisíaca.


LÁGRIMAS DE AMOR E CAFÉ

Fragilizada pela morte da mãe e a miséria na Itália, Angelina aceita a proposta de um estrangeiro rico que oferece não só casamento, mas também conforto para seu pai e sua irmã caçula.
Decidida a ajudar a família, ela embarca para um país distante tendo como companhia somente a escrita e os romances que ama, já que durante a viagem o marido se revela muito diferente do príncipe que sonhou um dia conhecer. Vincenzo também tem o Brasil como destino e, por uma traição, vê seus sonhos roubados logo que desembarca no novo país. E é na fazenda de um barão do café, onde Angelina é senhora e também vítima do marido cruel, que Vincenzo acaba achando trabalho.
Em meio a encontros e conversas nasce entre ambos uma amizade verdadeira e uma paixão secreta que pode colocar em risco não apenas a vida deles, mas também a segurança de outras pessoas. Vincenzo e Angelina teriam coragem o bastante para esquecer as proibições, passar por cima dos perigos e viver esse grande amor?


OS DELÍRIOS DE NATAL DE BECKY BLOOM

A irresistível consumista Becky Bloom está de volta e com uma missão: fazer um Natal inesquecível! Becky Brandon (nascida Bloomwood) adora o Natal. A família se reúne na casa dos pais dela, eles ouvem canções natalinas, sua mãe finge ter feito a sobremesa e os vizinhos chegam para tomar uma taça de xerez usando suéteres horríveis de Natal... Pelo menos agora, com a internet, as coisas ficaram mais fáceis. Todos os sites estão em promoção. Além disso, se as suas compras passarem de determinado valor, você ainda ganha frete grátis! E, nessa época, as vitrines estão brilhando, convidativas, cheias de descontos! Mas as coisas serão um pouco diferentes esse ano… Sem conseguir resistir aos apelos da cerveja artesanal e do creme de abacate, os pais de Becky acabam se mudando para Shoreditch, um bairro super da moda, e pedem à filha que organize o almoço de Natal pela primeira vez. Combinado. Afinal, o que poderia dar errado? Becky é perfeitamente capaz de organizar um almoço maravilhoso, não é? Mas ela tem de atenter a algumas demandas bem específicas, como providenciar um peru vegano para a irmã, um presente perfeito para Luke (ela só precisa encontrar uma maneira de entrar num clube exclusivo para homens) e um mimo para sua filha Minnie (se ela conseguir entender o que a garotinha realmente quer ganhar). Ah, e ainda tem um ex-namorado dela que surgiu do nada, cheio de segundas intenções, e com a nova e controladora namorada dele. Mas Becky vai tirar tudo de letra. Será?


TEMPO DE REGRESSO

Meghann Dontess é uma mulher atormentada pela tristeza e pela solidão, e não consegue lidar com a difícil decisão que tomou na adolescência e que a fez perder tudo, inclusive o amor da irmã. Advogada de sucesso, trabalhando com divórcios, ela não acredita em relacionamentos – até que conhece o único homem capaz de fazê-la mudar de ideia.
Claire Cavenaugh está apaixonada pela primeira vez na vida. Conforme seu casamento se aproxima, ela se prepara para encarar a irmã mais velha, sempre tão dura e arrogante. Reunidas após duas décadas, essas duas mulheres que pensam não ter nada em comum vão tentar se tornar algo que nunca foram: uma família.


9 melhores leituras do segundo semestre 2019 9 melhores leituras do segundo semestre 2019 Reviewed by PS Amo Leitura on janeiro 03, 2020 Rating: 5

28 comentários:

  1. Oi! Esse ano foi bastante intenso de leituras né? Eu vi algumas resenhas de Ano Um e não foram boas, mas que bom que curtiu. Ainda não li esse da CoHo, mas eu quero muito!
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gente, como assim? Eu achei "ano um" muito incrível hahaha. E você precisa conhecer a escrita da CoHo. É maravilhosa!

      Excluir
  2. Nossa!
    Muitas boas leituras.
    Embora ainda não tenha lido nenhum deles, sou bem fã da Kristen Hannah, Sophie Kinsella, Babi A. Sette, Collen Houver, e, Nora Roberts, já li outros livros dela que não os indicados aqui.
    Um novo ano carregado de esperança e amor no coração!
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse ano eu pretendo ler todos os livros da Kristin Hannah, Babi e da CoHo. Espero que eles me conquistem assim como esses.

      Excluir
  3. Fiquei só rindo sozinha na hora que eu vi o livro da Nora. Eu fiz a leitura dele nunca tinha imaginado que ela ia escrever também um livro assim, Sombrio. Não sei você mas a gente percebe que ela quis sair da zona de conforto acho que ela se deu muito bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como esse foi meu primeiro contato com a Nora, devo dizer que foi surpreendente! Eu gostei muito da escrita dela e pelo o que percebi, ela saiu mesmo da zona de conforto. Achei ótimo.

      Excluir
  4. Dos livros da sua lista o que mais amei foi A Guerra que Salvou a minha vida e sua sequência. QUE LIVROS BONS!! Os que eu ainda não li, anotei aqui para ir atrás.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São ótimos mesmo! Eu fiquei com o coração bem apertadinho enquanto lia.

      Excluir
  5. Ameeei o seu post! Temos três livros em comum ♥ Preciso ler a guerra que salvou a minha vida, todo mundo fala desses livros e sinto que irei adorar!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele tem uma temática na Segunda Guerra, mas aborda muitos contextos além disso. Acredito que você vai amar.

      Excluir
  6. Ver CoHo na sua listinha encheu o meu coração de alegria, amo demais essa mulher e é impossivel nao se emocionar com as suas obras. Curiosamente OS DELÍRIOS DE NATAL DE BECKY BLOOM será a minha próxima leitura e espero gostar tanto quanto você, Sophie é sempre maravilhosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É impossível não se emocionar com as histórias que a CoHo cria, né? Eu amei demais esse livro! Espero que esse livro da Sophie te conquiste também. Achei uma história muito divertida.

      Excluir
  7. Estou louca para ler algo da Colleen Hoover, por isso comprei Um caso perdido, só estou esperando chegar!! Esse livro da Becky Bloom parece ser ótimo, ainda mais em clima natalino!
    A Guerra que salvou a minha vida é um livro que eu preciso ler!!
    Beijos
    https://blog-apaixonadaporpalavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não li "um caso perdido", mas deve ser incrível, assim como os outros da autora. O livro da Becky é muito divertido! Se procura um livro engraçado, recomendo ele. E você precisa conhecer "a guerra que salvou a minha vida". É lindo!

      Excluir
  8. Olá!
    Gostei muito da sua seleção, estou doida pra ler o novo livro da Becky e também tenho muita vontade de ler A Guerra que salvou a minha vida (nem sabia que tinha uma continuação!) Todos os livros mencionados são ótimas sugestões para quem ainda está indeciso sobre o que ler esse ano, adorei!
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São livros que me conquistaram bastante e eu espero que isso aconteça com vocês <3

      Excluir
  9. Olá!

    Das suas leituras, uns 4 livros estão na minha lista. Esse ano pretendo começar os livros da Becky Bloom, então vou deixar esse do natal para o final do ano, os outros vou lendo durante 2020.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não li todos, mas apesar de saber um pouco do rumo que a história da Becky tomou, gostei muito de conhecer. Espero que você curta também.

      Excluir
  10. Das suas leituras confesso que não li nenhum então não sei nem bem o que dizer sobre eles. Mas assim, existem dois que estou de olho já a um tempo, foi o Lágrimas de amor e café e o livro da Colleen, por falar nela, o último livro que lindo o um dela é amei. Enfim, espero ler esses livros em breve.


    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CoHo é maravilhosa, então sem dúvidas recomendo esse livro! "Lágrimas de amor e café" foi minha primeira experiência com a autora e eu amei demais. Espero que você curta.

      Excluir
  11. Quanta coisa boa que leu. Nas minhas metas desse ano estão a duologia da Darkside que leu e pelo menos uma obra da Collen Hoover para eu conhecer sua escrita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai amar a escrita da CoHo e essa duologia também. É linda!

      Excluir
  12. Olá!!!
    Sim mesmo que seja em 2020 é claro que podemos falar das nossas leituras de 2019 e eu adorei que no meio da leitura teve o novo livro da CoHo.
    Que as leituras desse semestre sejam maravilhosas.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro da CoHo foi muito lindo! Me conquistou de uma forma que nem sei dizer.

      Excluir
  13. OLA
    gostei de saber de suas leituras preferidas
    AINDA não li nenhum livro da COOLEN HOOVER mas quero muito ler algum livro dela esse ano
    KRISTIN HANNAH E NORA ROBERTS é top amo as duas
    e fiquei interessada no livro A Guerra que mudou nossas vidas Ainda não conhecia esse livro mas parece bem emocionante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você precisa conhecer os livros da CoHo. São ótimos! E "a guerra que salvou a minha vida" tem uma leitura bem intensa. Vale a pena.

      Excluir
  14. Olá, tudo bem?
    Gostei das suas leituras em 2019, a sinopse de A reação adversa do caos me intrigou bastante. E Tempo de Regresso também me pareceu ser aqueles dramas que mexem com a gente. Obrigada pelas dicas, anotado na minha lista.
    Bjs :)

    starbooks.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os livros da Kristin Hannah sempre tem um drama familiar bem intenso. Recomendo a leitura! E sem palavras para "a reação adversa do caos". O livro me prendeu infinitamente!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.