Resenha | Agora e sempre (Sequels #1), de Judith McNaught

segunda-feira, 24 de maio de 2021

Já imaginou ser enviada para a Inglaterra para reivindicar seu lugar de direito na sociedade inglesa? Em Agora e Sempre, publicado pela Betrand Brasil e escrito por Judith McNaught, vai contar a história da Victoria Elizabeth Seaton e toda a sua jornada.

agora e sempre


A personagem principal da trama, Victoria Elizabeth Seaton, perdeu seus pais em um trágico acidente. Imediatamente ela é enviada para a Inglaterra, onde ela precisa reivindicar o seu lugar na sociedade inglesa. Porém, assim que chega à propriedade de Jason Fielding, seu tio Charles já a enxerga como a mulher perfeita para seu sobrinho.

A má fama do marquês de Wakesfiel é algo que percorre por todo o lugar. Isso, sem dúvidas, é algo que assusta Victoria. Ela jamais imaginou que ele seria alguém tão frio e cheio de amargura, mas ninguém consegue desvendar que por trás disso tudo, existem lembranças de um passado doloroso e atormentador.


"O amor não pode ser forçado a existir. Não se trata de algo que passe a existir por nossa vontade." (pág. 11)

 

Apesar de todo o o sofrimento, incapacidade de acreditar novamente no amor e todas as diferenças entre eles, juntos irão descobrir como enfrentar inúmeros obstáculos e, até mesmo, como conter um coração que começou a palpitar mais forte.

agora e sempre

Agora e Sempre estava encalhando na minha estante. Fiz a leitura do mesmo no final do ano passado e devo dizer que foi extremamente envolvente, principalmente por ser meu primeiro contato com a Judith, foi uma surpresa bem agradável.

A forma como ela apresenta todas as questões da época é realmente muito boa. Ela sabe trabalhar na descrição de cenários e todos os elementos durante cada capítulo. Todas as cenas são bem descritas e que envolve o leitor com a trama.


"Toda vez que um homem se dá conta de que uma mulher tem medo de alguma coisa, usa isso contra ela das formas mais horríveis." (pág. 119)

 

E por falar em questões da época, alguns fatos me deixaram um pouco nervosa, principalmente nos últimos capítulos. Sempre quando eu leio um romance de época, fico me perguntando o quão difícil foi para a mulher viver nesse tempo. Não que hoje seja diferente, afinal, enfrentamos diariamente inúmeras coisas, mas naquela época, era algo visto como "comum". De qualquer forma, a Judith McNaught soube como trabalhar bem até mesmo esse aspecto.

agora e sempre

Apesar do desfecho previsível, a obra conquista em cada virar de página, despertando a curiosidade para o próximo capítulo. Fiquei tão envolvida com a trama e todos os acontecimentos que não sentia vontade de parar de ler. Realmente é uma obra muito envolvente para quem curte o gênero e/ou quer iniciar.

Agora e Sempre é o primeiro livro da série Sequels, mas, assim como as outras obras, esse pode ser lido de forma independente. O final desse livro deixou um gancho para a continuação - Algo Maravilhoso - mas, ao meu ver, como um personagem secundário. Curiosa para saber como tudo irá desenrolar no segundo livro e em Alguém Para Amar.


"Nunca tenha medo de me dizer a verdade, por pior que possa parecer." (pág. 221)

 


agora e sempre
Adicione no SKOOB | Compre na AMAZON

Título original: Once and Always
Escritora: Judith McNaught
Editora: Bertrand Brasil
Tradução: Cristina Laguna Sangiuliano Boa
Páginas: 350
Lançamento: 2019
Gênero: romance de época

SINOPSE
Após perder os pais em um trágico acidente, Victoria Elizabeth Seaton é enviada para a Inglaterra, onde se espera que reivindique seu lugar de direito na sociedade inglesa. Assim que chega à suntuosa propriedade de Jason Fielding, ela é vista por seu tio Charles como a mulher perfeita para o sobrinho. Assustada com a má fama do marquês de Wakefield, Tory jamais pensaria que sob a frieza e a amargura de Jason haveria lembranças de um passado doloroso a atormentá-lo. Ele, por sua vez, acredita ser incapaz de amar de verdade, quem quer que seja. Juntos, Victoria e Jason descobrirão até que ponto se pode conter um coração que quer se entregar e todos os obstáculos que só um amor verdadeiro é capaz de vencer.

Postar um comentário