Resenha | A amante, de Danielle Steel

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

A amante”, escrito por Danielle Steel e publicado pela Record, foi um lançamento do primeiro semestre de 2019 e vai contar uma história cheia de riqueza, poder, desejos e paixão.
Danielle Steel
Foto: PS Amo Leitura
Nesse romance vamos conhecer Natasha Leonova que foi resgatada das ruas de Moscou por um bilionário russo Vladimir Stanislas. Desde então, sua vida nunca mais foi a mesma: ela vive sob proteção em um mundo cheio de luxo, glamour e negócios.
Mas apesar de Vladimir tê-la resgatado, para que ela continue mantendo essa vida, ela precisa seguir algumas regras como não ter filhos ou falar sobre casamento. Ela precisa se conformar apenas com a vida luxuosa que ele é capaz de oferecer.
Por outro lado conhecemos Theo Luca, filho de um dos maiores artistas do século XX, onde herdou do seu pai o dom de pintar, mesmo não acreditando que seja tão bom quanto ele. Porém, Theo é muito dedicado ao trabalho e continua buscando seu reconhecimento no mercado.
No restaurante onde ele de vez em quando ajuda a sua mãe, há obras de Lorenzo (seu pai) expostas para atrair os clientes. É naquele momento que a vida de Natasha se cruza com a dele e começa a sonhar de olhos abertos com uma mulher que jamais poderia ter.
Seria apenas uma paixão avassaladora ou poderia se tornar um verdadeiro amor?
Danielle Steel
Foto: PS Amo Leitura
Eu nunca tinha lido nada da Danielle Steel. Recebi esse livro ano passado em parceria com o Grupo Editorial Record e demorei para ler, pois confesso que tinha um certo receio do livro ser completamente hot, mas preciso dizer que me agradou em alguns momentos.
Logo quando vi a capa de “a amante”, imaginei que seria um romance de época, mas não foi bem assim. O livro poderia ser caracterizado como new adult (talvez?) e possui algumas cenas mais quentes em sua narrativa, mas nada que incomode o leitor que não gosta de livros nessa pegada (e isso falo por mim que não leio hot).
Danielle Steel
Foto: PS Amo Leitura
Um ponto que me incomodou bastante durante a leitura foi a forma como o romance foi desenvolvido, apresentando argumentos rasos e até mesmo abusivos.
É perceptível durante a narrativa como Natasha é completamente grata por ter sido resgatada da rua e agora ter uma vida totalmente maravilhosa. É também compreensível que ela queira dedicar sua vida à ele como forma de agradecimento, mas até que ponto ela precisa se resguardar, se afastar e se isolar do mundo para agradar?


E isso não vou dizer que aconteceu apenas com ela, não. Quando a narrativa intercalava para Theo, era possível perceber que a mulher que ele namorava também queria controlá-lo em suas atitudes e até mesmo em seus sentimentos.
Sem contar que o romance que a Danielle Steel apresenta, é aquele romance onde os personagens acabaram de se conhecer e já estão completamente apaixonados. Acho que precisava ser explorado melhor.
Porém nos últimos capítulos, a história tomou um rumo que realmente fez eu mudar a minha percepção sobre a obra e até mesmo me agradou. Se tivesse seguido dessa forma desde o começo, acredito que teria conquistado muito mais.
Danielle Steel
Foto: PS Amo Leitura
Lendo assim até parece que eu não gostei do livro, né? Mas eu gostei em alguns pontos. Eu gostei o rumo que a autora deu para os personagens e a forma como ela descreveu os acontecimentos (mesmo o livro apresentando capítulos grandes).
Por ter sido meu primeiro contato com a autora e algumas coisas não ter agradado tanto quanto eu esperava, Danielle Steel apresenta uma boa escrita e eu até me arriscaria dizer que leria outras obras da mesma.
A amante” não é um livro marcante (pelo menos não para mim), mas é uma leitura agradável e para quem busca algo mais leve e rápido, pode apostar nesse livro.


adicione no skoob: a amante
*recebido em parceria com o Grupo Editorial Record, em 2019.


Título original: The Mistress
Escritora: Danielle Steel
Editora: Record
Páginas: 280
Lançamento: 2019
Gênero: romance

SINOPSE
A grande dama do romance está de volta com uma trama de riqueza e poder, onde o amor e a liberdade podem ser os desejos mais perigosos. A beleza de Natasha Leonova foi sua salvação. Resgatada das ruas de Moscou pelo bilionário russo Vladimir Stanislas, há anos ela vive sob sua proteção em um mundo de luxo, glamour e negócios escusos, dos quais ela nada sabe. A casa deles é o mundo. A bordo de um incrível iate, eles vão para onde querem. Mas, para fazer parte da vida de Vladimir, ela tem de aceitar suas regras: nada de filhos ou casamento. Em troca de segurança e conforto, ela é dele e de mais ninguém. Theo Luca é filho de um dos maiores artistas do século XX. Ele herdou do pai não só o talento para a pintura como também um valioso patrimônio. Ele e a mãe frequentemente expõem as obras de Lorenzo Luca no restaurante que a viúva mantém em homenagem ao falecido marido em uma comuna na França. Theo é muito dedicado ao trabalho e luta para ser reconhecido como um grande pintor; porém, um belo dia, ele comete um erro grave: apaixona-se pela amante de um dos homens mais poderosos do mundo. Mas talentoso pintor é o retrato de um mundo novo, que abre os olhos de Natasha para uma realidade com a qual ela pensava que só poderia sonhar.

11 comentários

  1. Oii, que interessante. Eu admiro muito essa autora, embora não leia tanto os livros dela. Jurava que esse era um romance de época kkkk
    Mas amei saber sobre a trama, isso será muito legal de ver, tudo que é proibido a gente quer mais, só quero ver esse casal...
    Mesmo tendo esse fator de relacionamento abusivo, confesso que gosto, mesmo sendo errado e tendo noção disso. Acho que vou gostar muito de ler esse livro.
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pela capa, também julgava um romance de época haha. Eu não curto muito ler sobre relacionamentos abusivos, pois isso me causa uma certa angustia, sabe? Mas, espero que você dê uma chance ao livro e curta.

      Excluir
  2. Eu costumo ler vários gêneros, mas confesso que minha paixão maior é o romance ( de época á Alguns Darks ) Porém quando o relacionamento ou quando o autor coloca a situação de forma abusiva já me desestimula. Eu começo a entrar na pele da (o) personagem de maneira avassaladora e começo um processo de defesa kkkkk e por ai vai só ladeira a baixo. Romances que mostram os personagens apaixonados em uma semana não dá ( ainda é menos ruim do que um dia) perde a graça, não tem desenvolvimento... ou quando cenas quentes começam no primeiro capitulo.
    Nunca tinha lido nada da Danielle, mas tenho alguns livros dela no Kindle. Agora tenho receio mas vou ler um dia pra ver se vou gostar kkk o leitor é assim, dificilmente desiste.

    Amei sua resenha!

    um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, isso de relacionamento abusivo é bem louco, né? Eu começo a me imaginar na situação também e fico angustiada. Espero que algum livro da autora te conquiste e te proporcione uma boa leitura.

      Excluir
  3. Não conhecia esse livro mas já ouvi falar da autora. Confesso que achei o enredo interessante e fiquei até curiosa com esse trio; mas fiquei meio desconfiada qnd vc falou da narrativa é dos argumentos rasos ... que medo. Mas enfim como vc mesma destacou, caso a pessoa queira ler algo sem muito aprofundamento só pra distrair é uma ótima dica. Enfim, valeu pela dica é parabéns pela leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A autora poderia ter aprofundado melhor em alguns aspectos, sabe? Isso eu senti falta. De qualquer forma, acho que é uma leitura válida.

      Excluir
  4. Oi Fabiana.

    Eu também não li nada da Danielle Steel e pela sua resenha eu estou querendo começar por este livro, pois adorei os detalhes que você mencionou sobre a história. Gostei de saber que a leitura é agradável mesmo não sendo marcante. Já estou adicionando na lista de desejados.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado e eu espero que este livro te proporcione uma boa leitura.

      Excluir
  5. Gostei muito da sua resenha, ficou clara e muito informativa, me deixou bastante curiosa sobre o livro, embora não tenha certeza se vou gostar (sou do tipo que gosta daquele romance construído sabe? Que começa com uma leve afeição ou nem isso e aos poucos vai se tornando amor) mas para saber mesmo só lendo não é? Rsrsrsrs

    Obrigada pela resenha, foi de grande ajuda ♥

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amo livros onde o relacionamento vai crescendo aos poucos! Mas, enfim, eu espero que se você der uma chance a este livro, ele te conquiste de alguma forma.

      Excluir
  6. Sempre tenho muita vontade de ler livros da Danielle, mas esse foi um dos que não me chamou muita atenção, agora que li a sua opinião, já vi que irei testar a leitura de outro.

    ResponderExcluir