sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Resenha: Uma Estranha em Casa, de Shari Lapena

Dois acontecimentos ocorreram na mesma noite: um homem foi encontrado assassinado e uma mulher sofreu um acidente de carro, está no hospital e perdeu temporariamente a sua memória. O que será que eles têm em comum?

Shari Lapena

Em “uma estranha em casa” nós vamos conhecer a família Krupp. No dia em que tudo mudou na vida do casal, Tom chega em casa e não encontra ninguém. Sua mulher saiu sem levar nenhum documento, a casa estava destrancada e já passam das nove da noite. Pensa em ligar para a polícia, mas antes, verifica com suas amigas se sabem de seu paradeiro. E é quando Tom recebe uma ligação da polícia.

Karen Krupp está no hospital. Ela sofreu um acidente de carro em uma região muito perigosa da cidade. Quando acorda, não entende o porquê está naquele local e não se lembra de tudo que ocorreu; ela perdeu a memória dos acontecimentos mais recentes e importantes que poderiam lhe ajudar com a polícia, já que ela estava dirigindo com excesso de velocidade.

💣 “Desconfiança é um negócio insidiosos: as dúvidas começaram a surgir, as coisas que antes ele conseguia ignorar.”

Nessa mesma noite, um corpo de um homem é encontrado em um restaurante abandonado. O que intriga a polícia é que o acidente de Karen foi próximo ao local onde encontraram esse corpo. Qual seria a ligação entre ela e aquele homem completamente desconhecido? Como Karen não lembra de como foi parar naquela região e nem de nada, aparentemente, a polícia começa a investigação.

Há muitas informações perdidas e que precisam ser averiguadas. Quanto tempo a polícia levará para desvendar todos os mistérios e segredos que cercam Karen, Tom e a vizinha?

💭
Shari Lapena

Antes de iniciar a leitura de “uma estranha em casa”, eu havia lido algumas resenhas não tão positivas do livro, dizendo que o mesmo tinha um enredo fraco. Sinceramente, eu não achei! A história foi completamente envolvente, apesar de ser um pouco arrastada, é cheia de mistério. É perceptível logo nas primeiras cem páginas o rumo que o enredo irá tomar, mas isso não muda o fato da história ser bem construída.

Quando os segredos são revelados, você começa a se questionar se deixou passar algo ou se há mais coisas para serem descobertas. Há muitas informações! Apesar de já saber como tudo iria terminar, eu ainda desconfiava que muito mais poderia acontecer e que eu poderia estar enganada com todas aquelas informações. De qualquer forma, gostei de como tudo ocorreu.

💣 “Talvez esteja apenas sendo paranoico. Ou talvez esteja começando a enxergar as coisas como elas realmente são.”

Um outro ponto positivo para o livro é que os capítulos são curtos, possuindo uma narrativa em terceira pessoa e possuindo bastante diálogos no decorrer deles. Sem contar que o livro é bem envolvente e é uma leitura rápida – têm 266 páginas. Um livro que prende totalmente o leitor.

Agora vem um ponto que não gostei: o final. Ao longo de 49 capítulos, a autora Shari Lapena consegue envolver completamente o leitor, mas logo nos últimos e que está quase tudo tomando o seu devido rumo, os capítulos começam a ficar mais rápidos e um pouco sem nexo. Da forma como tudo finaliza, a mesma deixou a entender que haverá uma continuação (será?). Torço, sinceramente, para que isso ocorra, pois, algumas respostas não foram dadas.

Exceto o que citei acima, achei o livro bem construído. Como estou aos poucos me aventurando no gênero de thriller, eu gostei muito do que li. Todos os mistérios, todas as descobertas, todas as coisas foram bem narradas e apesar do final previsível é uma excelente perdida, principalmente se você, assim como eu, está iniciando nesse gênero literário. Vale a leitura!

Uma vida inteira apagada da memória. Um passado do qual não consegue se fugir. O que será que Karen está escondendo? 


Avaliação: 4/5 ❤
Adicione no SKOOB | Compre na AMAZON

Título original: A Stranger in the House
Escritora: Shari Lapena
Editora: Galera Record
Ano de publicação: 2018
Páginas: 266
Gênero: Ficção / suspense / mistério

SINOPSE
Karen Krupp acorda no hospital, sem ter a menor ideia de como foi parar nele. Tom, seu marido, diz que a porta estava destrancada quando ele entrou em casa, as luzes acesas, e que a esposa provavelmente saiu às pressas quando estava preparando o jantar, pelo que ele viu na cozinha. Karen perdeu o controle do carro enquanto dirigia a toda a velocidade e bateu de frente num poste. O mais estranho: o acidente aconteceu num dos bairros mais perigosos da cidade.
   A polícia suspeita de que Karen esteja envolvida em algo obscuro, mas Tom tem certeza de que não. Ele está casado com ela há dois anos, conhece muito bem a mulher. Será mesmo? Vai perguntar tudo a Karen quando chegar ao hospital, depois de dizer que a ama e que está feliz por ela ter sobrevivido, é claro. Mas Tom não obtém resposta nenhuma... porque ela não se lembra de absolutamente nada.

6 comentários:

  1. Eu estou muito curiosa com esse livro, é o meu gênero literário preferido e acho que ele vai me agradar muito. A premissa é bem intrigante, espero não me decepcionar quando for ler.

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?

    Li esse livro em junho e gostei bastante Uma coisa que não me prendo muito é o que o pessoal diz sobre livros desse gênero, tem gente que vai gostar e tem gente que não. Eu também gostei muito, inclusive, do final e mesmo se não tiver outro vou ficar satisfeita.

    Xero, bom fds!

    Aproveita e passa por aqui, saiu resumo do mês de julho. E se puder, dá aquela forcinha seguindo de volta! Obrigado.
    Transbordando pelos dedos

    ResponderExcluir
  3. Oi! eu li e resenhei este livro e não achei tão envolvente assim.. Talvez por eu ler muito romance policial, e suspenses e tal, eu achei muito fraco e previsível. Quem conhece essas histórias, consegue saber antes do final grande parte do mistério.. Mas não foi uma leitura ruim, pelo contrário, eu até que gostei, mas achei bem previsível. Enfim, obrigada pela resenha!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  4. Achei interessante a sinopse do livro, com todos os seus mistérios. Fiquei curiosa para saber a ligação entre o assassinato e o acidente.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  5. Oii tudo bem??

    Eu também li algumas resenhas negativas, e não conseguiram diminuir meu interesse pelo livro, continuei querendo ler.
    E ler sua resenha foi muito bom, pois me animou, é sempre bom ver opiniões diferentes, e que bom que gostou, me animei mais.
    Adorei
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  6. Oi Tudo bem?

    Estou com muita vontade de ler este livro. Com sua resenha, minha curiosidade aumentou e me animou bastante para colocá-lo na meta de leitura. Parabéns pela resenha e obrigada pela dica.

    Bjos
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir