quinta-feira, 5 de outubro de 2017

[Resenha] O Livro do Amanhã

Escritora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Páginas: 368

SKOOB

SINOPSE: "Nascida no luxo, Tamara Goodwin, de 16 anos, nunca precisou olhar para o amanhã, até que a morte abrupta de seu pai deixa a ela e a sua mãe uma montanha de dívidas e as obriga a se mudarem para a casa dos tios de Tamara, em um vilarejo no interior. Solitária e entediada, a única diversão de Tamara é uma biblioteca itinerante. E ali, ela encontra um livro muito misterioso. 
Tamara vê inscrições com sua própria letra e datadas para o dia seguinte. Quando tudo acontece exatamente como o livro previa, ela percebe que pode ter encontrado a solução para seus problemas. No entanto, Tamara descobre que é melhor não virar algumas páginas e que, apesar de muito tentar, não pode mudar o destino."



Se você soubesse o que irá acontecer amanhã, você mudaria o seu destino ou deixaria que tudo acontecesse da forma como foi descrita?

"Em que medida ele, de fato, me salvou de mim mesma, do desespero absoluto. Talvez saiba e talvez fosse isso o que costumava fazer. Devia ser um anjo que entrou em minha vida no momento exato e me varreu de um terrível lugar para uma terra longínqua." (pág. 83)

Tamara Goodwin é apenas uma adolescente de 16 anos. Ela e sua mãe, Jennifer, vem passando por um momento muito difícil, pois Georgie, seu pai, cometeu suicídio. Sem conseguir aguentar essa tristeza profunda, elas vão para a casa de seu irmão, em um vilarejo no interior, passar um tempo até que tudo volte ao normal. Porém, chegando lá, a vida muda todo esse percurso.

Jennifer fica apenas dentro do quarto, a maioria das vezes dormindo, e não vê as coisas que acontecem ao seu redor; já Tamara tenta descobrir uma forma de sua mãe melhorar, de fazer com que tudo volte ao normal.

"Talvez o amor seja assim: todas as vezes que seu parceiro faz ou diz alguma coisa mundana, você quer se lançar numa onda mexicana daqui ao Uzbequistão, em todo deleite. Nunca tive nada disso com ninguém." (pág. 119)

Quando Marcus passa na rua com sua biblioteca itinerante, eles criam uma grande afinidade por conta disso. Tamara acaba ficando com um livro todo preto: não tem nome de autor, está trancado, parece completamente secreto. Depois de um tempo ela descobre que isso é um diário, só que ele escreve sobre o futuro, sobre o que irá acontecer amanhã.

No começo Tamara não acreditou que isso fosse possível. Era a sua letra! Como ela escreveu aquilo se não viveu e nem consegue se lembrar de ter escrito? Relutante, ela espera até o dia seguinte para saber se aquilo que leu irá realmente acontecer. Surpresa por tudo ter acontecido, Tamara vê a oportunidade para mudar alguns acontecimentos e até mesmo a sua vida.


Imagina você acordar em um dia, abrir o diário e descobrir o que irá acontecer no dia seguinte? Não é surreal? É nesse momento que você pensa se irá fazer algo diferente para mudar o futuro ou irá seguir com tudo e aceitar aquilo que ele proporciona.

Tamara como era apenas uma adolescente, sofrendo com tudo que aconteceu recentemente, ela decide que é hora de fazer as mudanças necessárias em sua vida e o diário é o seu refúgio. Não pode contar muito com a ajuda de seus tios, principalmente da sua tia, para muita coisa. Então como ajudar sua mãe sem saber sobre o amanhã? O diário realmente foi como um presente para ela.

"Às vezes o tom pode mudar as coisas, sei disso. Às vezes em mensagens de texto, as pessoas não captam os tons ou captam tons que não existem e interpretam de forma totalmente errônea algumas mensagens inocentes." (pág. 184)

Confesso que no começou achei um pouco confuso sobre isso, mas no decorrer da estória acabei me adaptando com esses acontecimentos. Não vou dizer que esse foi o melhor livro que li da Cecelia porque não foi. O livro é bom, a premissa é interessante e claro, a autora sabe como narrar perfeitamente os fatos! Mas não me prendeu tanto quanto eu desejava.

Os primeiros capítulos são bem descritivos e narra perfeitamente os acontecimentos ruins com Tamara; após a descoberta do diário, a narrativa é dividida entre o que está no diário e a decisão de Tamara sobre o amanhã; no final do livro, os segredos finalmente descobertos, são “jogados” para o leitor e acontecem de forma rápida – o que me fez ficar com aquela sensação de: mas já? E aí?

"Aprendi algo importante naquela noite. Não se deve tentar impedir tudo de acontecer. Às vezes, devemos esperar ficar sem jeito. Às vezes, também, devemos aceitar a possibilidade de ficar vulnerável diante de pessoas. Às vezes isso é necessário porque tudo faz parte de você chegar à parte seguinte de si mesma, no dia seguinte." (pág. 202)

Além do que citei anteriormente, ainda ficou faltando o esclarecimento de um detalhe importante durante a narrativa e era um detalhe que poderia deixar o leitor ainda mais consciente de como tudo ocorreu. Mas enfim, como não há uma continuação, vou realmente ficar tentando imaginar como isso aconteceu. Poderia dizer que foi sobrenatural? Sim, mas é um mistério que eu nunca vou descobrir.

Apesar do livro ter apresentado essa pequena falha no final, “o livro do amanhã” traz grandes reflexões. O que você faz hoje, reflete no seu futuro. Então antes de qualquer coisa, pense e analise toda a situação. Porém não deixe de viver o seu presente com o medo do seu futuro, mas lembre-se que suas escolhas de hoje refletirão no seu amanhã.


"É como qualquer coisa ruim ou assustadora que acontece: quando você termina ou a supera, sente-se tão aliviado que se esquece de como a circunstância foi terrível, de como você se sentia infeliz, e quer vê-la mais uma vez, ou apenas se lembrar das partes boas, ou dizer a si mesmo que aquilo o ajudou a chegar à nova parte de si mesmo." (pág. 361)



Avaliação: ❤❤❤

4 comentários:

  1. Adorei a foto q vc tirou *-*
    Eu já li esse livro há um tempão, e ainda n li outros da autora, mas quero! Dei nota 4 pra ele XD
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada <3
      Eu gostei desse livro, mas confesso que queria um pouco mais de explicações. De qualquer forma, amo a escrita da autora.

      Beijos.

      Excluir
  2. Olá!

    Tenho uma relação de amor e ódio com a Cecelia Ahern. Já li Simplesmente Acontece e Se você me visse agora e fiquei apaixonada por ambos, mas tentei ler Como se apaixonar e As suas lembranças são minhas e não curti muito, tanto que nem terminei... Enfim, que bom que você gostou do livro, apesar de não ter te prendido tanto. Realmente tem uma premissa bastante interessante e quero ler pra saber se esse vai me agradar ou não hahaha

    Beijos,
    Isa
    Viciadas em Livros
    Participe do Amigo Secreto Literário do Viciadas em Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te entendo esse caso de amor e ódio porque às vezes sinto a mesma coisa com os livros dela haha.
      "Simplesmente acontece" e "como se apaixonar" são os meus favoritos da autora! Assim como "se você me visse agora" levou cinco estrelas, mas não favoritei. Entendo que "as suas lembranças são minhas" foi uma leitura realmente difícil.
      Mas leia outros da autora. Ela é uma escritora incrível e vale a pena ler tudo!

      Beijos.

      Excluir