Resenha | A distância que nos separa, de Kasie West

terça-feira, 29 de junho de 2021

 Quem nunca desconfiou de outras pessoas que atire a primeira pedra. Em A Distância que Nos Separa, escrito por Kasie West e publicado pela Verus Editora, vamos conhecer a história de Caymen Meyers, uma jovem que aprendeu desde cedo a nunca confiar nos ricos.

a distância que nos separa


Desde pequena, a mãe de Caymen sempre a ensinou a nunca confiar nos ricos. Com esse pensamento, ela cresceu acreditando que eles queriam apenas gastar dinheiro com inutilidade, como as bonecas de porcelana da loja de sua mãe.

Só que tudo muda quando Xander Spence entra na loja. Ele é neto de uma das clientes mais antigas de sua mãe e quando ele aparece em sua frente, ela percebe que ele é aquele típico cara cheio de grana e apesar de ser completamente fofo e entendê-la como ninguém, ela sabe que aquilo não iria durar. Afinal, ela conhece caras ricos como ele e que partem o coração das mulheres como ela.


"O sorriso. O que tem naquele sorriso, afinal? Talvez sejam os dentes brancos e perfeitos. Mas é mais que isso. É meio inclinado, um lado da boca sobe mais que o outro. E, de vez em quando, os dentes de cima mordem o lábio inferior. É um sorriso franco, diferente do restante de sua aparência, que é uma fortaleza." (pág. 28)

 

Porém, com o passar dos dias, ela percebe que existe uma conexão muito grande entre eles. A amizade e a lealdade de Xander estão prestes a convence-la de que ser rico não é uma falha de caráter. O dinheiro tem um papel muito maior do que qualquer um dos dois poderia imaginar. Seria o momento de quebrar todas as suas barreiras e finalmente acreditar em alguém?

Caymen é aquela personagem bem insegura com relação as pessoas, principalmente com os ricos. Tudo isso se deve ao que sua mãe sempre falou e a ensinou ao longo dos anos. Isso é algo que me instigou bastante na leitura, afinal, por quê a mãe falaria algo assim? Por que a deixaria com esse pensamento sobre pessoas com uma classe social diferente?

E apesar dela manter essa visão, quando ela vai conhecendo o Xander, ela percebe que o dinheiro não diz sobre o caráter da pessoa. Ele, por exemplo, é aquele cara doce e gentil, que acaba mudando sua visão sobre esse ponto, assim como outras diversas coisas. Sua forma de enxergar o mundo não apenas a transforma, mas também toda a sua vida.


"Mas nada de bom acontece, se você não correr riscos." (pág. 91)

 

Apesar da trama clichê do qual sou totalmente apaixonada, o que gosto bastante na escrita da Kasie West é a forma como ela ainda apresenta assuntos importantes, mesmo que de uma forma mais superficial. Sei que o foco da leitura não são esses assuntos, mas sinto que poderiam ser mais explorados. A questão apresentada aqui em A Distância que Nos Separa, é um tema que se fosse aprofundado, daria um toque diferente na trama.

a distância que nos separa

Uma outra reflexão que esse livro me proporcionou foi a questão de que a classe social é algo que realmente importa? Isso pode separar duas pessoas que realmente se amam? Isso pode interferir em algo? Acredito muito que quando existe amor, existe sentimento, algumas coisas são minúsculas.

Ainda assim, o romance é algo bem descrito e que acontece aos pouquinhos. Sem contar que possui aquela pitadinha de drama adolescente, afinal, às vezes, pequenas coisas podem alastrar em grandes dimensões nessa idade (e eu confesso que adoro isso em romances jovem adulto).


a distância que nos separa
Adicione no SKOOB | Compre na AMAZON

Título original: The distance between us
Escritora: Kasie West
Editora: Verus
Páginas: 240
Ano: 2017
Gênero: jovem adulto

SINOPSE
Caymen Meyers aprendeu desde cedo a não confiar nos ricos. E, depois de anos observando-os, ela tem certeza de que eles são bons em apenas uma coisa: gastar dinheiro em inutilidades, como as bonecas de porcelana da loja de sua mãe. Assim, quando Xander Spence entra na loja, basta um único olhar para Caymen perceber que ele tem muita grana. Apesar de ele ser um fofo e entendê-la como ninguém, Caymen é esperta e sabe que o interesse de Xander não vai durar. Porque, se tem algo que ela aprendeu com a mãe, é que caras ricos vão inevitavelmente partir o seu coração. Mason, o cantor de rock tatuado — e classe média —, tem muito mais a ver com ela, certo? Então por que ela não consegue tirar Xander da cabeça? Quando a amizade e a lealdade de Xander estão prestes a convencer Caymen de que ser rico não é uma falha de caráter, ela descobre que o dinheiro tem um papel muito maior no relacionamento dos dois do que ela poderia imaginar. Será que Caymen vai arriscar ter o coração partido para encontrar o seu verdadeiro amor?

Postar um comentário