Resenha | Mais do que palavras podem dizer, de Brigid Kemmerer

sexta-feira, 11 de setembro de 2020

Você já parou para pensar no poder das palavras, mas também dos simples gestos? Mais Do Que Palavras Podem Dizer, escrito por Brigid Kemmerer e publicado pela Plataforma 21, vai contar a história cheia de emoções.

mais do que palavras podem dizer


Nesse livro, nós vamos conhecer a história de Rev Fletcher que está lutando com os traumas do passadoApesar de ter enfrentado momentos difíceis em sua infância, Rev encontrou o amor e a paz em seus pais adotivos. Sua vida melhorou completamente e ele sente que, finalmente, encontrou a sua família. Porém, quando uma carta do seu pai biológico chega, todas as memórias terríveis da infância violenta e cheia de dor, retornam em sua mente.

Por outro lado, conhecemos a história de Emma Blue, uma adolescente completamente inteligente, onde criou códigos para o seu próprio jogo. Seu pai é programador e isso a inspirou em seguir em frente com esse sonho, mesmo com sua mãe não apoiando. Porém, ela não esperava que fosse sofrer assédio de um usuário anônimo e isso começa afetar completamente a sua vida, assim como o inesperado divórcio de seus pais.

"Se o destino é algo real, talvez seja sua maneira de me dizer para controlar meu próprio futuro." (pág. 71)

Apesar da diferença entre eles, Rev e Emma acabam se esbarrando, por um acaso, em um momento de "esfriar a cabeça". Nesse encontro, eles vão perceber que apesar dos problemas diferentes, eles possuem muito em comum. Aos poucos, essa conexão vai ficando mais fortes e até mesmo a confiança será colocada em jogo. Mas, eles vão perceber que as respostas para todas as suas perguntas estão bem ali... um no outro.

mais do que palavras podem dizer

Incrivelmente emocionante e tocante.


Desde quando tive meu primeiro contato com a Brigid Kemmerer com o livro Sombria e Solitária Maldição, eu fiquei completamente encantada por sua escrita e pela forma como ela conduz a narrativa, deixando o leitor completamente imerso no enredo. Após ler Aos Perdidos, Com Amor, tive ainda mais certeza de que ela é uma autora que eu quero ler até a lista de supermercado. E com esse livro, não foi diferente.

Mais Do Que Palavras Podem Dizer é aquele livro que emociona e toca o coração. Nós conhecemos dois personagens que estão fragmentados, enfrentando diversos problemas em suas vidas, tentando lidar da melhor forma possível e ainda assim, conseguem se conectar, criar um vínculo e encontrar as respostas que tanto precisavam um no outro. É ou não é uma forma de aquecer imensamente o coração? Tudo isso me deixou completamente envolvida com a história.

"Crianças pequenas são simples, na verdade. Se têm fome, precisam ser alimentadas. Se estão tristes, precisam ser reconfortadas. Se estão machucadas, precisam ser atendidas. É o centro de uma relação de confiança com um adulto. Mas se não tem ninguém lá para fazer essas coisas, ou se não houver consistência, algumas partes ficam faltando na construção da personalidade dessas crianças." (pág. 171)

mais do que palavras podem dizer


Além de retratar esses dilemas, a autora também abordou temas bem delicados e importantes ao longo da narrativa, começando com o assédio sexual virtual. Isso é algo que, infelizmente, acontece em nossa realidade, mas vale ressaltar que é crime! Vendo isso retratado através de um livro, me deixou aflita junto com a personagem. Em muitos momentos senti o seu desespero e a sua angustia em se livrar daquilo.

Ela também mostrou a importância da família para que não haja uma desconstrução na personalidade. A família é a base de tudo e são com eles que devemos ficar seguros, sentir a força para encarar todos os medos e anseios do passado. E apesar dos traumas do passado de Rev, ele encontrou a sua família, o seu porto seguro.


E tem mais! Além disso tudo, Brigid Kemmerer mostrou as emoções e descobertas do primeiro amor. Acredito que todo mundo já passou por esse momento ou irá passar em algum. É aquele sentimento único, cheio de insegurança, mas que, ao mesmo tempo, proporcionam descobertas maravilhosas. Rev e Emma possuem uma conexão incrível e marcante, e isso é perceptível ao longo de cada capítulo.

mais do que palavras podem dizer


Acho que é visível o quanto esse livro me marcou, né? E apesar dele ser uma continuação de Aos Perdidos, Com Amor, é um livro que pode ser lido de forma independente, pois na outra história, conhecemos Juliet e Declan, e consequentemente, somos apresentados a Rev, porém em segundo plano. Aqui, conhecemos mais a fundo quem ele é e todas as suas cicatrizes.

Com uma narrativa em primeira pessoa, intercalada no ponto de vista de ambos os personagens, Mais Do Que Palavras Podem Dizer apresenta uma grande reviravolta no enredo, deixando o leitor ainda mais vidrado nos acontecimentos e até mesmo tirando o fôlego nas páginas finais. É um livro com uma história cativante, repleta de lutas, superação e amor.

"Ninguém vive no vácuo. Nossas ações têm impacto em todo mundo à nossa volta. Às vezes sem que a gente se dê conta." (pág. 221)



Título original
: More than we can tell
Escritora: Brigid Kemmerer
Editora: Plataforma 21
Páginas: 408
Lançamento: 2018
Gênero: jovem adulto / romance

SINOPSE:
Rev Fletcher ainda luta com demônios do passado. Mas, graças ao amor de seus pais adotivos, tem ficado bem. Uma carta de seu pai biológico, porém, traz novamente à tona a memória de uma infância violenta. Já Emma Blue tenta não pensar no divórcio dos pais, dedicando seu tempo a códigos e games. Mas, com o assédio persistente de um usuário anônimo, tudo fica ainda mais difícil. Em meio a tantas turbulências, Rev e Emma se encontram. E quanto mais perigosas se tornam as situações em que estão mergulhados, mais a confiança que têm um no outro é colocada à prova. Eles procuravam respostas… e encontraram um ao outro.

9 comentários

  1. Oi
    não conhecia a autora, mas confesso que já vi a capa desse nas redes sociais, só que nem dei atenção, depois da resenha agora quero conhecer mais dessa história, porque fala de temas atuais como assedio na internet que é algo muito grave, parece ser um livro emocionante e que bom que gostou de ler.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oie,
    Sempre tive vontade de conhecer o trabalho da autora e agora estou mais ainda! Li apenas 2 livros da Plataforma 21 e tive uma experiência maravilhosa, já coloquei todos esses na lista. Gosto desse tipo de narrativa, que combina realidades dolorosas com uma sutileza que conseguimos nos identificar facilmente. Adorei sua resenha!

    Beijos, Fantasma Literário

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Eu também tive meu primeiro contato com ela na obra de fantasia, e estou doida para conseguir ler suas outras obras. Pelo que fala, já prevejo eu amando também. A escrita dela é sensacional, a forma como cria os personagens, o enredo, enfim, acho que tem tudo para eu favoritar também. Sua resenha me deixou mais animada, e essas capas são lindas não são?! Ótima resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi. :)
    Não conhecia o livro nem a a autora, mas me parece ser bem interessante. Gosto de estórias que abordam temas tão importantes nos dias de hoje.
    Sua resenha me deixou curiosa, dica anotada.

    Beijos.
    Manuscrito de Cabeceira

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro, já tinha visto a capa dele, mas não conhecia o enredo. Gostei, me chamou a atenção, fiquei com vontade de ler. Curto livros que nos prende e que nos emociona.

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia a obra. Mas achei bem legal. Sua resenha me deixou realmente instigada a ler.
    Vou anotar essa dica com certeza.
    Parabéns pela resenha!!

    ResponderExcluir
  7. Nossa! Esse livro parece ser incrivelmente emocionante! O tipo de história que com certeza me faria chorar.

    A família é essencial na formação da personalidade de uma criança e sei, como o Rev, o que é carregar traumas do passado, ser marcada pelas atitudes dos próprios familiares. Isso é difícil de superar e já sinto uma conexão com o personagem, por compreender sua dor. Mas fico muito feliz por ele encontrar na família adotiva pessoas que finalmente lhe dão segurança.

    A relação entre os protagonistas deve ser linda, já que juntos eles vão se completar e se apoiar, encontrar um refúgio um no outro. Se tiver a oportunidade, certamente lerei o livro!

    ResponderExcluir
  8. Olá tudo bem ?
    Não conhecia nem Aos Peridos com Amor e nem esse, mas você falou desse livro com tanto "gosto " que fiquei curiosa para ler, gosto destes livros que despertam algo na alma, que nos tocam de alguma forma. Mesmo com dor e traumas fico feliz que o livro tenha amor.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que comecei a ler Aos perdidos com amor, mas acabei abandonando a leitura porque não me conectei com os personagens. Porém, sempre vejo tantos elogios para a escrita da autora que tenho vontade de dar uma segunda chance. Inclusive, tenho Sombria e solitária maldição aqui para ler. Apesar de não ter dado continuidade no outro livro, já tinha simpatizado com o Rev e gostei de saber que ele é o protagonista de Mais do que palavras podem dizer. Além disso, percebi pela sua resenha que é um livro que traz temas muito importantes, o que me deixa mais curiosa.
    Adorei sua resenha e saber que a leitura te tocou tanto. Espero dar uma nova chance para a autora ainda esse ano.
    Beijos!

    ResponderExcluir