Na mídia | Opinião sobre 3% (4ª temporada)

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

 3%, uma série nacional e original Netflix, onde ela aborda sobre diversas questões importantes ao longo de cada temporada, ganhando um espaço único e exclusivo no catálogo.

3%


OPINIÃO SEM SPOILER DAS TEMPORADAS ANTERIORES

Afinal, vocês já assistiram ou conhecem a história 3%?

Essa é uma série distópica, onde o planeta virou um lugar completamente devastado. Todo cidadão do Continente recebe uma chance de passar por uma seleção completamente rigorosa para viver uma vida farta no Maralto. Porém, essa seleção será apenas para 3% da população onde cada um terá que dar o melhor de si para conseguir passar no processo.

E assim a história de 3% começa acontecer, porém, ao longo de cada episódio, desde a primeira temporada, nós conhecemos melhor cada personagem, quem são os mocinhos e quem não são, mas, ao mesmo tempo, há sempre uma reviravolta que nos faz duvidar sobre todos os envolvidos.

3%

Nessa quarta temporada, a série conseguiu me surpreender ainda mais! Se eu havia achado que a terceira temporada teve muitas reviravoltas entre a Concha e o Maralto, devo dizer que nessa última, tudo foi ainda mais intenso e revelador. Cada episódio instigava ainda mais, criava uma dúvida e a incerteza do que realmente estava acontecendo. Quem era a pessoa por trás daquilo tudo? Quem era o infiltrado?

Ah, essa história do infiltrado... Confesso que após essa enorme revelação, fiquei incrédula. É como eu falei: a gente cria inúmeras teorias ao longo de cada episódio e, muitas vezes, deixamos pequenos detalhes passar e quando é explicado, pensamos: "ah, como não percebi isso antes?". Eu me senti assim durante toda a temporada e confesso que amei essa experiência.

3%

Como eu disse no começo desse post, a série aborda muitas questões importantes e quando digo isso, estou me referindo a questão de classe social. Contado em forma de ficção distópica, 3% mostra a diferença que o Continente tem do Maralto; mostra como a desigualdade está presente, refletindo muito a nossa sociedade. Esse é o grande destaque da série e o que me deixou totalmente envolvida com a trama.

Os personagens têm seu carisma também! Cada um, de alguma forma, é capaz de transparecer toda a emoção dos personagens, fazendo com que o telespectador tenha um misto de sensações, desde aquela boa vibração por algo tão esperado até um momento de raiva por determinadas atitudes.

3%

A quarta temporada de 3% atendeu todos os requisitos: explicações das temporadas anteriores foram dadas e com momentos de muitas revelações também. Três personagens que eu adoraria citar, mas poderia ser spoiler, decidiram o final de tudo e mostraram a verdade do casal fundador que nunca foi contada.

Apesar de ter esperado um desfecho diferente no final, acredito que tudo foi da maneira como deveria ser: um final à altura para cada personagem, conforme merecido por suas atitudes. 3% tornou-se uma série nacional bem queridinha! Recomendo.

Um comentário

  1. Eu comecei a ver mas desisti não lembro porque. Acho que só esqueci mesmo. É muita série nessa vida pra administrar... Kkkkk
    Achei bem legal ela. Vou concluir.
    Obrigado pelo post!

    ResponderExcluir