quarta-feira, 2 de maio de 2018

Resenha: P.S Eu te Amo, de Cecelia Ahern

O que você faria se após a morte de seu marido você começasse a receber cartas com indicações do que fazer nos meses seguintes após à morte? Seguiria tudo à risca ou simplesmente ignoraria?

resenha



Esse é o grande dilema que Holly se encontra. Ela e seu marido, Gerry, se conheceram na infância, foram grandes amigos antes de serem namorados. Conseguiam saber tudo o que o outro pensava, se divertiam e compartilhavam os seus maiores segredos. Era impossível alguém imaginá-los separados, mas quando a doença apareceu, essa alegria que transbordava o casal apaixonado foi dissipando.

Gerry começou a sentir fortes dores na cabeça e decidiu procurar um médico. Quando finalmente o fez, foi diagnosticado com um tumor e não restava muitos meses de vida – talvez um ano. E era tudo que Holly e Gerry tinham de sua vida de casados. Como passar os dias seguintes após essa terrível notícia? Holly fazia de tudo para que Gerry aproveitasse todos os últimos meses de sua vida.

📖 "A vida seria muito mais fácil sem os problemas de gente grande com os quais se preocupar." (pág. 146)

resenha
Após sua terrível morte e uma Holly completamente despedaçada e prestes a completar 30 anos, ela descobre um pacote de carta deixado por Gerry. Mesmo prestes a morrer, ele se preocupou e pensou em todos os passos que Holly precisaria dar em sua vida após esse trágico acontecimento. Quem, além dele, era capaz de imaginar como ela conseguiria seguir a vida?

Era uma carta por mês e cada uma ditava o que ela precisava fazer. Mas eram apenas até dezembro, em torno de 9 meses, depois disso ela teria que seguir com a sua vida. Essas cartas irão ajudar uma Holly completamente devastada a sorrir um pouco, dançar, ser corajosa e até mesmo deixar a tristeza sair e mostrar ao mundo que ela está tentando sua vida sem o seu melhor amigo; seu verdadeiro amor.

📖 "Era bom ter lembranças, mas elas não podiam ser tocadas, não tinham cheiro e nem forma. Elas nunca eram exatamente como no momento em que aconteciam, e desapareciam com o tempo." (pág. 208)

💭


Com as cartas em mão, a vida de Holly começa a tomar um rumo. E a recente morte de seu marido, claro que Holly precisaria de força e até mesmo de coisas que ligassem a sua vida atual com seu falecido marido. Afinal, não é fácil superar a morte de um ente querido, não é mesmo? Essas cartas, apesar de muitas pessoas acharem que fariam mal a ela, trouxe esperança de dias melhores.

PS eu te amo” foi a terceira releitura para o meu projeto e tenho que dizer que foi uma leitura ainda melhor do que a primeira vez. Li esse livro a primeira vez em 2014 quando ganhei do meu namorado. Após decidir criar esse projeto já sabia que esse livro entraria em algum momento nele. Não sei dizer o que o mudou nesses quatros anos – além da minha idade, claro –, mas a leitura me emocionou de uma forma completamente diferente e me fez ver com outros olhos alguns acontecimentos.

📖 "Todos sentimos medo, às vezes. Não há nada de errado com isso e chegará um dia em que você deixará de ter medo." (pág. 310)

resenhaCecelia Ahern é capaz de nos surpreender em cada livro seu. O que mais gosto em sua escrita é a forma como a leitura flui facilmente e apesar de apresentar uma grande carga emocional, ela ainda consegue dar aquela pitadinha de humor e descontração em seus personagens. Tem coisa melhor do que em um momento triste, choroso, você conseguir sorrir nem que for um pouquinho?

Outra coisa que gosto muito na escrita da autora é a forma como todos seus livros apresentam uma grande lição, independente de qual seja. Ela consegue nos transmitir uma emoção diferente em cada capítulo e até mesmo nos fazer sonhar acordadas junto com seus personagens – assim como foi no caso de Holly. Como a escrita intercala no presente e em alguns pensamentos do passado, nossa personagem estava imaginando em diversos momentos e isso foi muito legal para perceber a ligação que ela tinha com Gerry.

📖 "Ela acreditava que era possível qualquer pessoa amar qualquer pessoa, era o grande barato do amor; acontecia de todas as formmas, tamanhos e intensidade." (pág. 325)

Gerry ajudou, mesmo após a morte, a guiar a vida da Holly mesmo que por alguns meses; Holly conseguiu seguir sua vida apesar de todos os dias ruins e momentos ruins que ela teve que enfrentar sozinha, sem seu melhor amigo ao lado. Mas também nos mostrou que a vida deve ser vivida, mas que é sempre importante ter alguém para guiar e também que alguns amores duram mais que a vida.

Leiam “PS eu te amo”. Se encantem com essa emocionante estória e vivenciam uma montanha-russa de sentimentos junto com a personagem, aliás, sua vida está em um momento de reconstrução e redescobertas, eu diria.

📖 "Encontrar alguém que amamos e sermos amados é um sentimento maravilhoso, maravilhoso. Mas encoontrar uma alma gêmea é um sentimento ainda melhor. Uma alma gêmea é alguém que entende você como nenhuma outra pessoa, que ama você como ninguém, que estará ao seu lado para sempre, independentemente do que aconteça. Dizem que nada dura para sempre, mas acredito firmemente que, na verdade, para algumas pessoas, o amor continua vivo depois da morte." (pág. 358)


resenha

📖 "Passar para o capítulo seguinte de sua vida, levando todas as experiências maravilhosas consigo e as experiências que a ensinaram muito e a ajudariam a moldar o futuro. Certamente seria difícil; ela havia aprendido que nada era fácil." (pág. 359)


Avaliação: 4,5 

Título original: P.S I Love You
Escritora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Ano de publicação: 2012
Páginas: 368
Gênero: Romance / drama 

SINOPSE | SKOOB
Gerry e Holly eram namorados de infância e ficariam juntos para sempre, até que o inimaginável acontece e Gerry morre, deixando-a devastada. Conforme seu aniversário de 30 anos se aproxima, Holly descobre um pacote de cartas nas quais Gerry, gentilmente, a guia em sua nova vida sem ele. Com ajuda de seus amigos e de sua família barulhenta e carinhosa, Holly consegue rir, chorar, cantar, dançar e ser mais corajosa do que nunca.

4 comentários:

  1. Oiieee


    Da Cecelia eu só li uma distopia, Imperfeitos e adorei a escrita fluída da autora. Tenho vontade de conhecer a escrita dela em outros gêneros, esse parece ser ótimo.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.

      "Imperfeitos" foi uma leitura bem surpreendente! Nunca tinha lido nada da autora da forma como ela narrou e nossa, amei. Você com certeza vai se apaixonar pelas outras obras dela.

      Beijos.

      Excluir
  2. Oii!!

    Eu acho essa história linda e emocionante, mas como já assisti o filme, não tenho muito interesse na leitura do livro.
    Quem sabe mais a frente.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.

      É normal quando assistimos ao filme primeiro e depois vamos ler o livro. Foi assim que me senti com esse livro. Assisti várias vezes, ganhei o livro e fui ler e não gostei da primeira vez. Depois de um tempo, fiz essa releitura e nossa, me surpreendeu e vi tudo de um ponto de vista diferente. Espero que mais para frente você leia e goste.

      Beijos.

      Excluir