quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Resenha: Meus dias com você, de Clare Swatman

Você já parou para pensar o que faria da sua vida se acordasse em um dia, do passado, e tivesse que reviver todos os momentos, sendo eles felizes ou tristes? E foi isso que aconteceu com a personagem Zoe.


"Sei que todos dizem que o tempo cura, mas não sei se quero que isso aconteça. Não quero que a lembrança dele, de tudo que vivemos juntos, desapareça." (pág. 13)

Zoe está passando por um momento completamente complicado de sua vida: seu marido acabou de falecer. O peso da culpa cai sobre Zoe imensamente, pois antes de Ed sair de casa, eles tiveram uma terrível discussão - algo que vem acontecendo recorrente no seu casamento - e ela não se despede dele.

Quando Ed saiu de casa para trabalhar de bicicleta, infelizmente o mesmo foi acertado por um ônibus e não resistiu ao atropelamento e acabou falecendo. Quando Zoe recebe essa notícia, ela não sabe o que fazer: por que não disse que o amava? Por que brigaram por besteiras? Por que o relacionamento estava em crise?


"Quero dizer a ele que nunca é o momento certo, que a vida é muito curta para jogar as coisas fora, para perder tempo, para ficarmos separados." (pág. 43)


Infelizmente agora é tarde demais para recompensar o tempo perdido. Dois meses após a tragédia que afetou a vida de Zoe, ela ainda não conseguiu superar esse trauma. Ainda de luto, ela decide que é hora de cuidar do jardim que seu marido tanto adorava e foi onde tudo aconteceu: ela desmaiou e acordou em 1993, quando ela e Ed se conheceram na faculdade.

Como isso seria possível? Como é possível reviver o passado? Será que se ela mudasse alguma coisa nele isso alteraria o seu presente? É uma jornada que Zoe terá que descobrir sozinha.


"Você tem que fazer alguma coisa, não pode simplesmente deixar a vida passar. Você conhece o velho ditado: é melhor se arrepender de algo que fez do que de algo que não fez." (pág. 73)


A estória toda é contada no passado. No prólogo a autora apresenta a dor e o sofrimento da personagem e o que ela terá que enfrentar. Após isso, os capítulos são narrados no passado de Zoe e Ed: como eles se conheceram, tudo que aconteceu até eles começarem a namorar e até que tudo chega no dia da sua morte.

Zoe se sente sortuda por ser capaz de reviver e ter a uma nova chance de mudar tudo na sua vida. Ela não sabe como tudo aconteceu, mas já que ela tem essa chance, por que não fazer as coisas de um jeito diferente e melhor? O que ela desejou realizar na época e não fez, agora é a hora certa de fazer. É hora de mudar e quem sabe seu presente seja mudado também.


"Há momentos em que eu só queria que o tempo parasse e que nada, nem mesmo o mais ínfimo detalhe, mudasse." (pág. 107)



Quando eu descobri o que realmente tinha acontecido com Zoe, confesso que já esperava por esse desfecho. A leitura foi bem agradável e as mudanças que ela proporcionou no passado para melhorar o seu relacionamento foram ótimas e só mostrou o quanto ela precisava reconhecer alguns dos seus erros. 

Única coisa que me incomodou um pouco, mas que não altera a essência do enredo, foram os finais de capítulos. Em cada um ela falava de voltar a dormir e quem sabe ainda estaria no passado. Não eram essas palavras, mas era claro como ela vivia cada dia e que ela tinha medo de dormir e não ter novamente essa chance. Então, sim, os finais de capítulos eu achei um pouco repetitivos.


"É natural que, em vez de aproximarem as pessoas, acabem afastando-as. Esse foi o único ponto que deu errado, mas não significa que vocês fracassaram." (pág. 219)


Exceto isso, "meus dias com você" mostra uma estória de amor, superação, sofrimento e aprendizado. A gente pode nunca ter uma nova chance para reviver o passado e nem para concertar o que fizemos, então viva! Se cometer algum erro, corra atrás e tente concertar. A vida é apenas uma e nunca sabemos o que pode acontecer no dia seguinte.




Avaliação: ❤❤❤❤


Título original: Before you go
Escritora: Clare Swatman
Editora: Arqueiro
Ano de publicação: 2017
Páginas: 288
Gênero: Ficção / literatura estrangeira / romance


SINOPSE | SKOOB
"Quando o marido de Zoe morre, o mundo dela desaba. Mas e se fosse possível tê-lo de volta?
   Numa fatídica manhã, Ed e Zoe têm uma discussão terrível, algo recorrente no seu casamento em crise, e ela acaba se despedindo de forma brusca quando ele sai para o trabalho.
   Pouco tempo depois, um ônibus acerta a bicicleta de Ed, matando-o e deixando Zoe arrasada por não ter lhe dito quanto o amava. Se tivessem ficado mais um pouco juntos aquela manhã, ele ainda estaria vivo? Será que poderiam ter reconstruído o amor que os unira?
   Após dois meses, Zoe ainda não conseguiu se conformar. De luto, decide cuidar do jardim do marido, quando acaba caindo e desmaiando. Então, algo estranho acontece: ao acordar, ela está em 1993, no dia em que conheceu Ed na faculdade.
   A partir desse instante, Zoe passa a reviver momentos cruciais de sua vida e percebe que talvez tenha conseguido uma segunda chance: uma oportunidade de fazer tudo diferente, de focar naquilo que realmente importa, de mudar os rumos do relacionamento – e, quem sabe, o destino de seu grande amor."

2 comentários:

  1. Oie.
    Eu amo essa capa, acho ela muito bonita mas até hoje não li o livro. Eu já vi tantas críticas negativas a respeito da obra, principalmente Zoe, tachando ela como uma personagem egoísta. Não posso concordar mas fico com medo de ler o livro e encontrar isso, talvez eu deva esperar mais.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li também algumas críticas negativas sobre esse livro e entendo as pessoas avaliando a personagem como egoísta. Sim, alguns momentos ela foi mesmo, mas eu entendo como ela quis melhorar o passado e tudo mais.
      Bom, espero que você leia o livro e goste.

      Beijos.

      Excluir