[Resenha] Para Sir Phillip, Com Amor (Os Bridgertons #5)

setembro 16, 2017

Escritora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 276
SKOOB

SINOPSE: "Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências. 
Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos.
Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar?
Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços.
Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro."




E eu conheci a história de mais um Bridgerton e tenho que dizer que não foi tão empolgante quanto eu esperava. Nesse quinto livro da série nós vamos conhecer a Eloise Bridgerton.

Após a morte de sua prima distante, Eloise decide escrever uma carta para o Sir Phillip sobre como sentia muito por conta da sua perda. Ela não o conhecia, mas achou que prestar as condolências era um gesto nobre de sua parte. Eloise só não esperava que fosse receber uma resposta.

"Levantou a cabeça e olhou à mulher que, daquela forma tão inesperada, tinha chegado a sua vida. A luz das velas lhe tingia o cabelo de cor avermelhada e quando seus olhos se cruzaram, viu neles um brilho de vitalidade e um pouco de malícia." (p. 1311)

Phillip foi surpreendido com um gesto tão amável. Jamais esperava que fosse receber uma carta, ainda mais referente a morte de sua esposa. Ele decide que precisa responder e agradecer esse lindo gesto, mesmo sem saber como uma Bridgerton saberia de tudo isso.

Com isso, Eloise e Phillip começam a trocar correspondências e tudo que começou com um simples gesto, tornou-se diversas cartas apaixonadas. Em uma delas, após meses se correspondendo, Phillip convida Eloise para passar alguns dias com ele e eles finalmente se conhecerem.

"O amor pode chegar sem fazer ruído, sabe?" (p. 2602)

Eloise relutou apenas um pouco para aceitar o convite e conhecer esse misterioso homem. Mas quando chega em sua residência vê que não era tudo o que esperava: ele nunca havia mencionado os filhos pestinhas e parecia ser tão grosseiro. Eles não se deram bem no começo e o que Eloise faria agora? Daria uma nova chance a ele e seus filhos ou voltaria para Londres?


A premissa desse livro tinha tudo para me agradar de diversas formas, porém não foi o que aconteceu. Claro que em alguns momentos eu ri das atitudes de Eloise e como ela reagiu a tudo, mas em muitos momentos eu senti vontade de gritar com Phillip. Ele era tão grosseiro com Eloise, tão chato, que a leitura não ficou mais agradável por conta dele.

"Às vezes, era o que a gente necessitava em um momento assim, que lhe dissessem o que fazer." (p. 4229)

Outro ponto que me incomodou um pouco no livro foi Eloise trocar cartas apaixonadas e de certa forma ter se envolvido emocionalmente com o marido de sua prima. Sério, era algo que eu não esperava. Entendo que era uma época completamente diferente da qual vivemos hoje, porém eu fiquei surpresa com esse fato.

De qualquer forma, o livro possui uma narrativa fluída e repleta de detalhes, e que também vai te arrancar várias risadas em diversos momentos. Eloise realmente é uma personagem alegre e extrovertida - completamente o oposto de Phillip. É o que dizem: os opostos de atraem. Essa é a definição exata para esse livro! 

"Ria. Ri muito e com vontade. E, quando as circunstâncias peçam silêncio, converte a risada em silêncio." (p. 4875)

Contudo o livro não é ruim, porém há outros livros melhores da série (O Visconde que me Amava & Um Perfeito Cavalheiro). Claro que pretendo continuar com a leitura dos Bridgertons porque confesso que tenho grandes expectativas com alguns livros.

Avaliação: ❤❤❤

You Might Also Like

8 comentários

  1. Olá!
    Ahhh esse não é o meu favorito da série também. Mas a premissa da história ficou bem interessante, principalmente pelas atitudes dos personagens para o padrão da época. Nos outros livros esses personagens aparecem e a gente começa a gostar mais deles.
    Amei seu layout novo ♥
    Beijos!

    Books & Impressions

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu realmente entendo algumas atitudes para a época, mas algumas dessas atitudes me deixou realmente irritada. Acho que eu não serviria para aquela época haha.
      Estou ansiosa para dar continuidade na série. Bom saber que vou gostar mais deles. Isso realmente é um alívio! haha

      Obrigada <3 Beijos.

      Excluir
  2. Oi
    concordo com você não é o melhor da série, mas eu achei uma boa leitura e adorei o jeito de Eloise, apesar de ter achado ela meio egoísta quando pensava sobre a melhor amiga casando com o irmão.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nesse ponto Eloise foi bastante egoísta mesmo! Uma das coisas que me deixou irritada com a personagem.
      Não é o melhor da série, realmente, mas confesso que estou cheia de expectativa para os próximos.

      Excluir
  3. Oiee, eu gostei do livro, embora tb não seja meu preferido que no caso é O visconde que me amava, mas as crianças são ótimas, dei boas risadas com elas hehehehehe

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a melhor parte desse livro foram as crianças realmente! haha
      "O visconde que me amava" até me conquistou, mas "um perfeito cavalheiro" é um dos meus favoritos até o momento.

      Beijos.

      Excluir
  4. Oie
    Eu amo esta série, o meu preferido é o Duque e eu, mas gosto de cada um que me conquistou de uma forma.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso que "o duque e eu" não me conquistou tanto. Fiquei até com receio de continuar a série por conta disso, mas fico feliz em ter dado a chance pois estou adorando, mesmo alguns livros não me agradando tanto quanto eu esperava.

      Beijos.

      Excluir

curta no facebook

sobre o blog

blog PS Amo Leitura
Blog PS Amo Leitura, 2014
O blog surgiu com o intuito de compartilhar o meu amor pela leitura com todos.

o que estou lendo