Resenha | Jardim de inverno, de Kristin Hannah

segunda-feira, 8 de junho de 2020

Jardim de Inverno, foi publicado em 2013 pela Editora Novo Conceito e escrito pela maravilhosa Kristin Hannah, e vai contar uma história incrível entre duas irmãs e como elas se conectaram com a mãe depois de tantos anos.

A última coisa que queria era dar a alguém o poder de machucá-la. A autopreservação era a única coisa que aprendera com a mãe. (pág. 44)

Meredith e Nina Whiston são bem diferentes.

Uma ficou em casa para cuidar dos filhos e da família, e a outra viajou pelo mundo para realizar seus sonhos e tornou-se uma fotojornalista bem conhecida.

Apesar das diferenças, as irmãs também não possuem nenhuma conexão. Porém, com a doença do pai, elas encontram-se novamente e precisarão lidar com toda a dor e a frieza da mãe, Anya.

Talvez pensasse que o tempo era mais elástico, ou o amor mais capaz de perdoar. (pág. 197)

O que Meredith e Nina não sabem, é que sua mãe tem uma história guardada a mais de 65 anos, desde a época da Segunda Guerra, e como promessa ao pai, elas precisarão conhecer sobre o passado de Anya.

É no meio dessa história que elas irão descobrir sobre os segredos de sua mãe e como isso irá mudar a vida de todas elas.


Kristin Hannah

Mais um livro da Kristin Hannah que mexeu com meu coração!

Para quem me acompanha há mais tempo sabe o quanto estou amando conhecer as obras da autora. Jardim de Inverno foi meu sexto contato com a sua escrita e devo dizer que ela soube como criar uma história com drama familiar impecável.

Não nego que em determinados momentos eu já achei previsível o que Anya iria contar, mas não imaginava como seria contado e que haveria muito mais. E isso tocou fortemente no meu coração, ocasionando diversas emoções ao longo das páginas.

Perder o amor é algo terrível, mas virar as costas para ele é insuportável. (pág. 311)

Kristin Hannah



Logo após a morte do pai de Meredith e Nina, é perceptível como as irmãs começam a se distanciar ainda mais. Como elas nunca tiveram uma conexão muito grande, isso abalou bem mais a relação delas e, principalmente, com a mãe.

Algo que me surpreendeu neste livro foi encontrar uma mulher totalmente fria. É difícil conseguir criar uma empatia por Anya logo no começo, ainda mais pela forma como ela trata suas filhas com total frieza. Porém, conforme ela vai contando a sua história, entendemos sobre seu passado, suas dores, seus medos e como isso a mudou completamente.


E o que deixa a história ainda mais envolvente é a forma como os capítulos são intercalados entre as irmãs e, assim, entendemos como cada uma tem uma jornada e uma dor para carregar também.


Se havia uma coisa que ela aprendera com tudo isso era que a vida - e o amor - podem acabar em um segundo. Quando você os tem, precisa se agarrar a eles com toda a força e saborear cada segundo. (pág. 401)

Kristin Hannah

Jardim de inverno é uma história marcante, bonita e destruidora ao mesmo tempo. É aquele livro que nos faz refletir sobre a vida, sobre como a Guerra afetou e mudou muitas pessoas. Como a união familiar é algo extremamente importante e que o amor, apesar da distância e todo sofrimento, pode sobreviver por anos.

Foi o começo desta nova vida, o momento em que finalmente aprendi que, com o amor, vem o perdão. (pág. 412)


Adicione no skoob: Jardim de Inverno

Título original: Winter Garden
Escritora: Kristin Hannah
Editora: Novo Conceito
Lançamento: 2013
Páginas: 416
Gênero: romance / drama

SINOPSE:
Meredith e Nina Whiston são tão diferentes quanto duas irmãs podem ser. Uma ficou em casa para cuidar dos filhos e da família. A outra seguiu seus sonhos e viajou o mundo para tornar-se uma fotojornalista famosa. No entanto, com a doença de seu amado pai, as irmãs encontram-se novamente, agora ao lado de sua fria mãe, Anya, que, mesmo nesta situação, não consegue oferecer qualquer conforto às filhas.
A verdade é que Anya tem um motivo muito forte para ser assim distante: uma comovente história de amor que se estende por mais de 65 anos entre a gelada Leningrado da Segunda Guerra e o não menos frio Alasca. Para cumprir uma promessa ao pai em seu leito de morte, as irmãs Whiston deverão se esforçar e fazer com que a mãe lhes conte esta extraordinária história.
Meredith e Nina vão, finalmente, conhecer o passado secreto de sua mãe e descobrir uma verdade tão terrível que abalará o alicerce de sua família… E mudará tudo o que elas pensam que são.

12 comentários

  1. Oii!

    Eu ainda não li esse livro da autora, mas eu gosto muito da escrita dramatica que ela possui. Já conhecia o enredo e vi muitos elogios para essa obra, gostei de ler sua critica e fiquei curiosa para entender mais sobre Anya...
    As fotos estão lindas!

    Beijinhos,
    Ani
    www.entrechocolatesemusicas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kristin Hannah é uma das minhas autoras favoritas do momento. É uma obra carregada de drama familiar e com inúmeras lições. Garanto que você irá adorar.

      Excluir
  2. Oi Fabi.

    Eu ainda não li nada da autora, mas, sem dúvidas conheço alguns dos seus trabalhos. Achei a premissa desse livro muito interessante e fiquei bastante curioso! Amo essas histórias com passados sombrios a serem revelados.

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou suspeita em falar da Kristin Hannah, pois eu amo suas obras, mas vale muito a pena você conhecer esse livro. Tem muitos segredos que serão revelados e vai deixar o coração bem apertadinho.

      Excluir
  3. Tive uma experiência muito positiva lendo esse livro, tem um tempo que realizei leitura mais me lembro da história com perfeição, um drama familiar envolvente que nos marca de fato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A autora tem uma escrita muito boa mesmo e ela sabe como criar um drama familiar. Isso é o que mais me encanta.

      Excluir
  4. Eu acho que ainda tenho esse livro na minha estante. Sua resenha me conquistou! Irei procurar hahahahah (se eu não passei pra frente), acho essa capa tão fofa.

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu espero que você não tenha passado para frente esse livro porque ele é quase uma raridade de encontrar hahaha. Você vai amar, certeza!

      Excluir
  5. Oi!
    Já ouvi falar dessa autora, mas ainda não li nenhum livro dela. A trama parece ser bem envolvente com muitos sentimentos misturados, fiquei curiosa para saber o passado da mãe, o que eu acho que não justifica do jeito que trata as filhas, mas cada caso é um diferente do outro. Obrigado pela dica, parabéns pela resenha, bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo contigo. O passado da mãe não é uma justificativa para isso e confesso que fiquei chocada pelo comportamento dela e até mesmo pelo o que aconteceu. Mas, ainda assim, vale a pena conhecer essa obra.

      Excluir
  6. Já li um livro da autora anos atrás e lembro que fiquei destruída emocionalmente, de ter crise de choro e o marido querer proibir que eu continuasse lendo, mas ao mesmo tempo aprendi muito com tudo que ela abordava. Mas confesso que por causa disso passei a evitar os lucros dela por medo de sofrer mas ainda quero ler um dia, penso que tudo tem seu tempo.
    Amei conferir suas impressões. Parabéns pela leitura, resenha e fotos (lindas!!!).

    ResponderExcluir
  7. Fabi, eu tenho um carinho especial por essa história! Lembro como hoje que ele foi indicado por uma moça no aeroporto, quando ela me viu lendo um livro. Depois de um tempo acabei comprando ele na Bienal aqui da minha cidade e sou totalmente apaixonada por ele. A autora tem uma forma particular e emocionante de contar as suas histórias! :)

    ResponderExcluir