Resenha | Todas as suas (im)perfeições, de Colleen Hoover

Todas as suas (im)perfeições”, lançamento da Colleen Hoover publicado pela Galera Record, vai contar a história do antes e do agora de dois personagens que enfrentaram muitos problemas durante o relacionamento.

Colleen Hoover


Antes de começar essa resenha, quero dizer que esse livro possui alguns gatilhos relacionados a dificuldade para engravidar. Então se você está passando por um momento delicado ou já enfrentou algo, fica um alerta.


As pessoas acreditam que um casamento só termina quando não há mais amor. Quando a raiva suplanta a felicidade. Quando o desdém substitui a alegria. (pág. 22)

Em “todas as suas (im)perfeições”, conhecemos Graham e Quinn. Antes deles se conhecerem, eles tinham um relacionamento com outras pessoas. Porém, um belo dia, quando Quinn vai visitar Ethan, ela dá de cara com Graham, sentado em sua porta e descobre que sua namorada está lá dentro com seu noivo.



Ironia do destino? Talvez. Mas é nesse momento que a vida de ambos toma um caminho diferente. Apesar de eles não ficarem juntos logo de cara, há muitas faíscas entre eles, mas cada um segue o seu destino.


Pedidos de desculpas são ótimos para admitir arrependimento, mas de pouco valem para esvaziar a verdade das ações que causaram remorso. (pág. 141)

Mas é aquela história: a vida é uma caixinha de surpresas e um belo dia, meses depois (mais especificamente no dia 08 de agosto), Graham e Quinn acabam se reencontrando por um acaso em um restaurante. E é nesse instante que tudo começa a mudar.


Colleen Hoover

Colleen Hoover nunca decepciona e isso já sabemos. A cada nova obra da autora, me pego surpresa como essa mulher tem a capacidade de escrever livros incríveis e de cativar o leitor de uma forma espetacular!


Somos cheios de defeitos. Centenas deles. São como pequenos furos em nossa pele. E, como sua sorte disse, às vezes prestamos muita atenção em nossas imperfeições. Mas algumas pessoas tentam ignorar as próprias falhas ao destacar as dos outros, a ponto de torná-las seu único foco. Elas as cutucam, pouco a pouco, até que se rasgam, e é só o que nos tornamos para essas pessoas. Uma gigantesca imperfeição. (pág. 147)

O que me cativou muito nessa história foi a forma como a autora narrava os capítulos. Eles são divididos entre o antes, contando como Quinn e Graham se conheceram e ficaram juntos, e no agora que conta como está o relacionamento e todas as crises enfrentadas.



Um problema que mais assombra o personagem, sem dúvida, é a dificuldade de Quinn engravidar. Isso é o foco principal do enredo e que deixa o leitor devastado em diversos aspectos. É um misto de emoções que chega a ser complicado explicar.


Quando conhecer alguém bom, ele não vai encher você de insegurança, focando em seus defeitos. Vai encher você de inspiração, porque vai iluminar suas qualidades. (pág. 148)

O sofrimento, a dor e a crise que seguiu no relacionamento por conta disso é algo tão real! Imagino quantas mulheres não passam por problemas iguais ou semelhantes e até mesmo como isso é capaz de afetar a vida de um casal. Mas sabe o que mais me emocionou? Foi saber que Graham é aquele cara com defeitos, assim como todos nós, mas que estava sempre ao lado de Quinn em qualquer situação.


Colleen Hoover

Eu pensei muito em como eu começaria essa resenha ou até mesmo o que eu falaria nela. Pensei muito mesmo porque eu acho que nenhuma palavra será capaz de transmitir tudo o que eu senti durante a leitura. Foram muitas emoções em 300 páginas que chega ser difícil listá-las.


Alguns homens não são capazes de se desculpar nem pelos erros que cometem na vida real. Mas meu marido se desculpa pelos erros cometidos em sonhos. (pág. 153)

Confesso que faz um tempo que eu não choro em livro, mas “todas as suas (im)perfeições” fez isso mudar. Por todos os acontecimentos narrados no livro e a forma como a CoHo consegue nos inserir totalmente em seu contexto, fez com que isso tocasse no fundo do meu coração. Eu senti empatia pela personagem. Eu me coloquei no lugar dela. Eu senti todas as suas dores e seus receios.



Tem uma parte exata do livro que eu não aguentei. Eu chorei. A carga emocional dessa obra é enorme. Por isso que eu digo que se você está passando por um momento delicado da sua vida e que, principalmente, envolve gravidez, é um gatilho. Evite.


É estranho se sentir tão feliz com alguém, amando tanto essa pessoa, e ao mesmo tempo ter um medo latente permeando tudo, de um modo que jamais sentiu antes de conhecê-la. O medo de perdê-la. O medo de magoá-la. (pág. 193)

Colleen Hoover

Apesar de todo sofrimento, a autora descreve a importância de conversar em um relacionamento. O amor é algo que constrói, mas ele não é o que mantém. É preciso ter diálogo; é preciso confiar, perdoar e entender que todos nós somos falhos em algum momento. Nós temos nossas imperfeições.

Todas as suas (im)perfeições” é um livro que vai te causar diversos sentimentos. Vai te causar alegria, mas também vai te causar tristeza; vai fazer seu coração explodir de tanto amor, mas também fará seu coração despedaçar de tanta dor.  

Costumava acreditar que, se você ama muito alguém, esse amor pode enfrentar qualquer coisa. Desde que duas pessoas continuem apaixonadas, então nada pode separá-las. Nem mesmo uma tragédia. Mas agora percebo que uma tragédia pode destruir até mesmo a mais forte das coisas. (pág. 270)

adicione no skoob: todas as suas (im)perfeições | 5 ❤
*livro recebido em parceria com a editora.

Título original: All your perfects
Escritora: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Páginas: 304
Lançamento: 2019
Gênero: drama


SINOPSE
Uma história de amor perfeita é suficiente para manter vivo o casamento entre duas pessoas imperfeitas?
O acaso uniu Quinn e Graham duas vezes. A primeira delas, no que consideraram o pior dia de suas vidas, quando ela descobriu às vésperas do casamento que estava sendo traída pelo noivo e ele, pela namorada que pretendia pedir em casamento. A segunda, meses depois, em meio a encontros ruins.
Deste reencontro surgiu um amor profundo e um relacionamento perfeito... ou talvez nem tanto. Com o passar dos anos e a frustração por não conseguirem ter filhos, Quinn e Graham acumularam silêncios e desconfianças. O casal se encontra no centro de um furacão, e seu futuro depende das promessas feitas quando o casamento ainda parecia uma praia paradisíaca.


Resenha | Todas as suas (im)perfeições, de Colleen Hoover Resenha | Todas as suas (im)perfeições, de Colleen Hoover Reviewed by PS Amo Leitura on novembro 04, 2019 Rating: 5

33 comentários:

  1. É um livro com uma trama interessante, aborda a dificuldade dela engravidar. Para muitas mulheres não conseguir ter filhos ou ter dificuldades é como o mundo cair na cabeça.
    Não iria ler o livro porque esse tema para mim é muito chato. Mas do resto Colleen sempre trás livros ótimos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não acho que seja um tema chato. Acho que é um tema que mostra a realidade que muitas mulheres enfrentam e isso não é fácil. De qualquer forma, espero que você dê uma chance e curta a leitura. Achei incrível!

      Excluir
  2. Tenho alguns amigos que sou loucos pelo livros da Colleen e eles não cansam de me dizer o quanto a escrita dela é maravilhosa e tal, de como ela desenvolve bem seus personagens e também como ela faz a gente deitar no chão e rolar de tanto sofrer com suas histórias. Isso meio que me fascina e ao mesmo tempo me afasta, porque imagino que vou ficar destruído com a leitura e prefiro ficar feliz com leitura do que triste rsrs. Mas algo interessante sobre as Colleen são as temáticas validas e precisas que ela usa em suas histórias, falar sobre dificuldade de engravidar e o quanto isso pode interferir num relacionamento é muito pontual, um dia pegarei o livro mais leve dela e lerei.

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvidas os livros da CoHo são aqueles livros que nos destroem do começo ao fim. O que mais me cativa em sua escrita é a forma como ela aborda diversos assuntos, desde problemas em engravidar até mesmo assédio. Ela é maravilhosa e acho que vale a pena ler, só precisa ter o coração bem preparadinho.

      Excluir
  3. Tenho que lhe ser sincera, deu para sentir o tanto que o livro mexeu com você, isso tenho que ser justa, mas confesso que se tem uma autora que ao longo dos anos não funcionou para mim foi essa, eu já tentei ler tantos livros dela e sempre largo no inicio, mas de qualquer forma, parabéns pela lindíssima resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro mexeu e muito! Faz tempo que eu não chorava com um livro ou que ele me causasse uma ressaca literária, sabe? Uma pena que os livros dela não tenham funcionado para ti, mas espero que um dia você leia algum que te cative e muito.

      Excluir
  4. Nossa sua resenha esta incrível! Já vi bastante gente falando bem desta autora, mas não li nada dela ainda.

    Acho que este é um belo livro para começar conhecer o trabalho dela.

    Sobre suas impressões... realmente, tratar das dificuldades de engravidar mexe com todos os nossos sentidos. Um sofrimento sem fim...Dá pra compreender porque ele mexeu tanto contigo!

    Vou esperar passar minha gravidez E daí vou pegarste livro pra ler.


    Grata pela dica e parabéns pela linda resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado. Realmente, espere passar seu momento de gravidez para ler, mas prepare seu coração porque é um livro com muita carga emocional e pode mexer muito contigo. Espero que ele te cative, assim como fez comigo.

      Excluir
  5. Colleen se superou tanto nesse livro!
    Dias depois de ter finalizado e eu ainda sinto a dor de Quinn.
    Esse livro é perfeito!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, nem me fala... fiquei de ressaca quase uma semana. É um livro muito impactante que nem sei dizer.

      Excluir
  6. Oiii


    A Colleen sempre escreve temas profundos, todas as estórias dela tem algo para se refletir, se debater, nunca são dramas ou romances apenas e é justamente isso que gosto na autora, além da versatilidade dela. Eu recebi esse livro há pouco tempo da editora e pretendo ler em breve, espero gostar.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, isso é o que mais me cativa na CoHo. Também recebi da editora e foi uma leitura muito boa. Espero que te cative também.

      Excluir
  7. Recentemente li uma resenha sobre esse livro e a resenhista não deu muitos detalhes sobre o problema enfrentado, mas conforme li a resenha e a sinopse, desconfiei. Depois de saber que acertei, fiquei mais ansiosa para ler esse livro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, pensei muito em aprofundar no tema ou não, mas acredito que é importante falar, pois às vezes as pessoas estão passando por situações semelhantes e pode ser um gatilho.

      Excluir
  8. Sua resenha faz todo o sentido com o que eu senti ao ler o livro. Incrivel como a CoHo consegue mexer comigo quando leio algo dela. Nem sempre é bom, mas o fato é que essa mulher consegue nos fazer ser aquela personagem durante a leitura.

    Silviane, blog Memento Mori• Siga no Instagram: @kzmirobooks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! A CoHo aborda assuntos pesados e precisamos estar preparados pelo o que vem pela frente, mas ainda assim, mexe com a gente de uma forma inexplicável. Eu realmente amo essa sensação.

      Excluir
  9. Olá, tudo bem por aí?

    Olha, confesso que nunca li uma obra da Colleen Hoover, mas suas considerações acerca de "Todas as suas (im)perfeições" me instigaram a ler. Eu adoro leituras que nos proporcionam esse mix de sentimentos que você citou... A gente se sente parte daquilo, não é? É como se fosse conosco haha.

    Parabéns pelo blog e pela resenha, já estou seguindo.
    Beijos.
    www.acampamentodaleitura.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! É assim que me sinto quando leio algum livro da CoHo e vale a pena, apesar dos temas abordados. Espero que você dê uma chance e curta.

      Excluir
  10. Eu acho o tema desse livro bem interessante e um pouco mais adulto do que os outros livros da autora. Fiquei curiosa para ler.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você acha? Eu acho que a maioria dos livros da autora é com um tema mais pesado e mais adulto, principalmente depois que li "é assim que acaba". Espero que leia e curta!

      Excluir
  11. Eu só li um livro da Coollen e foi um livro que me emocionou em tantas nuances que eu não tive coragem de encarar outro, mas o clube do livro que participo escolheu um livro dela para ler e eu tenho quase certeza que vai ser outra leitura que vai me emocionar muito também. estou desejando muito esse, acho que a história abordada será a primeira vez que lerei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prepara o seu coração! De todos os livros que li da Colleen, devo dizer que é impossível não se emocionar. Espero que curta bastante essa leitura.

      Excluir
  12. Este livro resgatou meu amor pela autora. depois de ler dois livros decepcionantes dela, foi esse aqui que me lembrou porque eu gosto tanto de suas histórias.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura que você se decepcionou com ela? :O ainda não tive nenhuma decepção; todos que eu li, amei! Fico feliz que esse livro tenha mudado isso para ti.

      Excluir
  13. Acabei de ler uma resenha desse livro e agora com a sua deu pra sentir realmente a carga emocional que ele carrega.
    Eu nunca li nada da autora! Vi que ela divide opiniões, mas sempre aborda temas importantes de serem discutidos. Acha que devo começar por esse?
    gostei da premissa <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela aborda temas importantíssimos e destrói o coração de qualquer um hahaha espero que você tenha chance de ler e se apaixonar também.

      Excluir
  14. Oi, tudo bem? Tenho visto muitos elogios sobre esse livro. Realmente a Colleen não decepciona. Gostaria de conhecer a escrita da autora mas esse ano tenho tantas leituras pendentes então ficará para 2020. Quanto ao enredo acredito que deve ser muito difícil para um casal passar por essa situação, ainda mais se eles brigam entre si em alguns casos. Imagino que deva ser uma leitura bem intensa. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu garanto que você não vai se arrepender em conhecer a escrita da CoHo. Ela é maravilhosa e não decepciona mesmo! Esse livro tem uma leitura bem intensa. Tem que deixar o coração bem preparado.

      Excluir
  15. Sabe, eu ainda não li nenhum livro dessa autora porque sei que a carga emocional que ela transmite é muito grande e isso meio que me afeta demais, porque sempre tento me colocar no lugar dos personagens. rsrs Acho que por isso ainda não tive coragem de ler ainda, mas espero um dia conseguir derrubar essa barreira e ler - e aí quem sabe eu consiga ler vários livros dela de uma vez.
    bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que consiga quebrar essa barreira, pois os livros da CoHo são sensacionais e sim, tem uma carga emocional enorme. Precisa ler com o coração preparado e um lencinho também.

      Excluir
  16. Oi tudo bem?
    A escrita da autora nao funciona muito bem para mim, mesmo assim acho que as temáticas abordadas por ela são extremamente importantes e precisam ser discutidas, acho que as discussões e reflexões que as obras dela causam, bem como o misto de sentimentos que ele faz com que o leitor lide, são mto importantes.
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena que a escrita não te cative tanto :( a CoHo realmente aborda questões importantíssimas em seus livros e isso vale muito a pena. É realmente necessário.

      Excluir
  17. Estou com dificuldade de engravidar, mas o livro não me assusta até por já conhecer a escrita de Colleen Hoover e achar superficial nas temáticas, entretanto, gosto de sua escrita como entretenimento, leitura rápida para um momento de ressaca literária. Gostei de sua resenha e concordo com você que devemos conversar em um relacionamento, dizer o que se sente e o que pensa.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.