Resenha | A padaria dos finais felizes, de Jenny Colgan

A padaria dos finais felizes”, publicado pelo selo Romances de Hoje da Editora Arqueiro, apresenta uma história divertida, com recomeços e mostra que a felicidade está nos pequenos detalhes.

Jenny Colgan

Quando li “a pequena livraria dos sonhos”, outro livro da autora Jenny Colgan, eu percebi que a autora gosta de falar sobre recomeços, se reencontrar em um novo lugar e batalhar sempre pelos seus sonhos. Com “a padaria dos finais felizes” não foi diferente.

Neste livro temos uma personagem que vivia um relacionamento horrível e que decidiu largar tudo e buscar um novo lugar para recomeçar e nessa jornada ela acabou se reencontrando em Cornualha, na Inglaterra.

Apesar de ter alugado um apartamento pequeno e não muito aceitável para morar, ela decide que vai viver essa aventura da mesma forma, afinal, será por pouco tempo (ao menos é o que ela espera).


No meio dessa nova jornada em um balneário, Polly encontra uma loja abandonada e decide dar uma nova vida a ela. Apesar de ter apenas uma padaria na região e lidar com a dona é algo muito difícil, ela se arrisca nesse novo hobby e começa a preparar pãezinhos fresquinhos, assim como várias especiarias.

Descobrindo neste hobby a sua nova paixão, Polly percebe que ali é o seu lugar. Mas quem diria que seria fácil? Nessa jornada em busca de autoconhecimento, ela encontrará pessoas que mudaram a sua vida, assim como terá que tomar cuidado com os boatos daquela pequena cidade.

Jenny Colgan

Após ter lido os dois lançamentos da autora, ambos publicados pelo selo Romances de Hoje da Editora Arqueiro, e não fazer parte de nenhuma continuação, pude perceber que Jenny gosta de abordar assuntos como recomeços.

Afinal, o que seria da vida se a gente não pudesse recomeçar? Tentar novos lugares, descobrir novas paixões, conhecer pessoas diferentes e que mudam o nosso jeito de pensar, sofrer, chorar, sorrir... inúmeras emoções que podemos descobrir ao longo de um novo caminho.


A padaria dos finais felizes” traz muitas lições, principalmente aquela que se a pessoa te trata com dez pedras na mão, retribua com amor. Por mais difícil que isso pareça, é possível criar um vínculo entre você e aquela pessoa e até mesmo superar essas barreiras invisíveis durante o percurso.

E não é só, porque livros assim são capazes de nos fazer sentir diversas emoções e nos fazer refletir sobre o nosso dia-a-dia. Quantas vezes ficamos parados esperando que as coisas aconteçam ao invés de correr atrás do que desejamos? É preciso batalhar por aquilo que lutamos e acreditamos.

Jenny Colgan

Comecei a leitura deste livro com as expectativas lá em cima, pois para quem me acompanha sabe que “a pequena livraria dos sonhos” foi uma das melhores leituras de 2019, mas infelizmente, “a padaria dos finais felizes” não me cativou como eu esperava.

O livro é bom, tem muitas questões importantes abordadas e traz reflexões. Isso é algo que percebi na escrita da autora desde o outro livro que li, mas de certa forma, nesse eu não consegui me conectar com a personagem. Senti que faltava algo para deixar a história mais envolvente.



De certa forma, vale a pena a leitura. Mostra como mudança de cidade pode mudar a vida de alguém e como um hobby pode se transformar em paixão e isso é super fácil de se identificar. Eu me identifiquei com ela, apesar de ter um hobby diferente.

Jenny Colgan

Uma história divertida, cheia de altos e baixos, recomeços, paixões e tudo que um chick-lit pode proporcionar.


adicione no skoob: a padaria dos finais felizes | 3,5 ❤
*livro recebido em parceria com a editora.

Título original: Far from the tree
Escritora: Jenny Colgan
Editora: Arqueiro
Páginas: 336
Lançamento: 2019
Gênero: chick-lit / romance / romances de hoje


SINOPSE
Um balneário tranquilo, uma loja abandonada, um apartamento pequeno. É isso que espera Polly Waterford quando ela chega à Cornualha, na Inglaterra, fugindo de um relacionamento tóxico.
Para manter os pensamentos longe dos problemas, Polly se dedica a seu passatempo favorito: fazer pão. Enquanto amassa, estica e esmurra a massa, extravasa todas as emoções e prepara fornadas cada vez mais gostosas.
Assim, o hobby se transforma em paixão e logo ela começa a operar sua magia usando frutos secos, sementes, chocolate e o mel local, cortesia de um lindo e charmoso apicultor.
A Padaria dos Finais Felizes é a emocionante e bem-humorada história de uma mulher que aprende que tanto a felicidade quanto um delicioso pão quentinho podem ser encontrados em qualquer lugar.


Resenha | A padaria dos finais felizes, de Jenny Colgan Resenha | A padaria dos finais felizes, de Jenny Colgan Reviewed by PS Amo Leitura on outubro 08, 2019 Rating: 5

7 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Tenho muita vontade de ler os livros dessa autora, pois ultimamente estou vendo falarem super bem das obras dela. Adorei saber que a história, além de ser divertida, traz lindas reflexões. Amei as fotos e a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  2. Eu amo essa capa e essa premissa apesar de fora da minha zona de conforto me atraiu muito.
    Suas impressões chamou minha atenção e espero poder ler em breve.

    Livros assim são bons justamente por dar trazer reflexões e também nos divertir de determinadas maneiras!

    ResponderExcluir
  3. Uma pena que esse livro não a conquistou tanto quanto o anterior.
    Gosto quando as séries podem ser lidas de forma independentes.
    Tão bom quando lemos um bom livro no momento exato, trazendo uma montanha russa de emoções e riso frouxo.
    Já me apaixonei por Neil...kkkk Aliás, amo animais e fico sempre interessada quando eles fazem parte da trama.
    Mesmo que o romance não seja o foco, e sim a vida de Polly, é sempre mais um atrativo.
    Gostei.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Acho super fofo a Arqueiro investir nesses romances juntamente com a coleção de romances de época. A premissa do livro é bem bonitinha e ele parecer ser o tipo de livro que te deixa suspirando em alguns momentos. Espero que venha mais títulos legais.

    Silviane, blog Memento Mori • Participe do Top Comentarista de Outubro

    ResponderExcluir
  5. Toda vez que eu entro no instagram, tem aluem falando desses livros!
    Confesso que ainda não tinha parado pra ler sobre eles, mas achei ele super bonitinho e parece ser um daqueles livros que a gente senta pra ler e acaba lendo o livro todo numa tacada só!
    Mesmo não sendo algo que eu ame, vou apostar, tô precisando de coisas mais levinhas!

    ResponderExcluir
  6. Oi, pena que não se conectou tanto quanto no outro livro, mas me parece mesmo ser uma leitura bem legal ao abordar a questão dos recomeços.

    ResponderExcluir
  7. Esse novo selo da editora arqueiro está arrasando, já vi que minha lista de desejo vai aumentar.
    Ainda não li nada da autora mas estou bem interessada. É normal ficarmos encantada com o primeiro livro de um novo autor e quando lemos o segundo já criamos expectativas maiores. Mas fica tranquila é assim mesmo. O importante foi que mesmo sem se conectar tanto com a personagem você conseguiu concluir a leitura e listar o que agradou mais ou menos. Enfim parabéns pela leitura e valeu pela indicação.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.