Como é ter parcerias?

Faz tempo que venho pensando em escrever um post sobre parceria, só não sabia como começar e nem como escrever. Muitas pessoas me olham recebendo livros das editoras e falam “é fácil ter livro de graça”, mas aí que está: existe um compromisso por trás disso tudo. Vem, vamos conversar.


parcerias com editoras

Ter parceria é algo ruim?

Antes de qualquer coisa se pergunte: você está disposto a ler, resenhar, divulgar um livro? Você tem tempo e consegue conciliar e levar isso como prioridade? Parceria não é só livros de graça; parceria é dedicação e compromisso; parceria é como um trabalho só que não remunerado (há publicidade paga, mas isso é um assunto para outro post).

Pense na seguinte situação: você é uma autora iniciante e gostaria de que as pessoas lessem seu livro. Você encaminha para alguns blogs famosos e eles simplesmente ignoram o seu conteúdo. Não divulgam, não resenham, não fazem nada. Como você se sentiria? Péssima, não é? Então lembre-se da reciprocidade.

Ou até mesmo se coloque no lugar da editora. Você sabia que existe uma cota de valor estipulado para parceiros?  Pois é. Ela está te enviando um livro em troca de divulgação, então nada mais justo que ajudar com isso, não é mesmo?
Nesses 5 anos de blog já tive muitas parcerias, algumas em ações específicas, mas já presenciei vários métodos de parceria e algumas não tão saudáveis, apenas uma ilusão aos olhos dos apaixonados por livros.

Vou dar um exemplo: o que adianta você ter uma parceria que te cobra diariamente por divulgação ou te pede exclusividade? Se você é autor e está lendo isso, por favor, não faça isso com influencers. A própria palavra já diz PARCERIA, então você tem que ser amiga/parceira daquela pessoa que você está confiando para ler seu livro. Você não pode cobrá-la por algo e muito menos exigir exclusividade.

Quando isso começa acontecer, a parceria praticamente vai por água abaixo. Você quer ser cobrado por algo que não é remunerado? Em uma empresa, quando você é cobrado pelo seu chefe, você compreende e segue com a vida, mas nesse caso, você está fazendo por hobby. Então, vale a pena?


parcerias editoriais


Ser sincero não vai te fazer perder parceria

Já me questionaram se eu sou sempre verdadeira nas minhas resenhas e a resposta é sim. Sempre! Assim como a editora/autor quer a minha sinceridade sobre determinado livro, eu quero passar com transparência para os leitores.

Mas cuidado! Você não vai perder uma parceria porque não gostou de um livro. Você precisa fazer uma crítica desde que seja construtiva. Nada adianta você dizer que o livro é péssimo, uma droga e só esbanjar palavras como essas. É necessário ser sincero, mas para isso você não precisa detonar a obra de ninguém.

Eu já li livros que não gostei de editoras e mesmo assim a parceria segue firme e forte. Então você não precisa dizer que amou um livro se não gostou. Você só precisa ter bom senso e escrever algo construtivo.


parcerias editoriais

Como são minhas parcerias

Hoje em dia eu tenho cinco editoras parceiras e se me perguntasse: “você precisa abrir mão de uma, qual seria?”, eu diria nenhuma. Por quê? Porque eu não tenho cobrança. Eu faço as coisas no meu tempo, do meu jeito, de modo sincero e todas estão ali sempre.

Muita gente tem curiosidade de saber como funciona, porém, cada editora funciona de um jeito. Algumas você solicita livros todo mês, outras você recebe todos os lançamentos sem solicitar, outras recebe esporadicamente... então não há uma regra.

Única coisa que volto a frisar aqui é que, apesar de não ser cobrada por nenhuma delas, eu tenho o meu tempo, o meu prazo e o meu compromisso com cada uma. Eu sei da minha responsabilidade como parceira e sei o quanto isso é importante para a editora, afinal, um livro não vem de graça; a editora tem o seu custo mensal para “gastar” com um parceiro.

Eu trabalho com marketing em uma empresa e nós também temos os nossos influencers e mensalmente nós temos um valor X para enviar de produtos para todos. E é assim que funcionar para as editoras e qualquer outra empresa que te procura para algum tipo de parceria.

Lembre-se: a editora te notou, você foi reconhecido em muitas inscrições, então ela vê potencial em você e no seu projeto. Abrace isso e cultive como se fosse uma plantinha. Faça o seu melhor, dedique seu tempo para a leitura, seja sincero na sua opinião e não se cobre. Apenas se dedique e aproveite a leitura.


💬 O que acharam do post? Foi bem diferente do que costumo postar por aqui, não é? Quero falar mais sobre o assunto e até mesmo sobre as #publis. O que vocês acham? Digam aí nos comentários.

Como é ter parcerias? Como é ter parcerias? Reviewed by PS Amo Leitura on julho 22, 2019 Rating: 5

40 comentários:

  1. Olá, Fabiana!

    Desde que eu comecei o meu primeiro blog, lá em 2014, sempre tive o interesse e a curiosidade de saber como é ter uma editora parceira. Infelizmente, nunca tive a experiência, mas ainda não desisti disso. Concordo com tudo o que você disse, o mais importante nessa troca é o comprometimento de ambos os lados! Eu adoraria saber mais sobre esse universo dos blogs literários, se puder, comente sobre as parcerias pagas.

    Beijos :)
    Cantinho da Escrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você nem deve desistir! Se você faz seu trabalho com muito amor e dedicação, continue fazendo e o reconhecimento virá. É muito importante ter esse comprometimento, afinal, ler um livro e opinar sobre ele é uma responsabilidade e tanto.

      Já tenho um post meio estruturado para parcerias pagas, mas vou pensar em mais assuntos bacanas para abordar nesse universo <3 muito obrigada.

      Excluir
  2. Olá, tudo bem? Adorei essa postagem, bem diferente e muito válida. Eu tenho pavor quando digo que recebo livros para resenhar no blog e alguém diz "nossa, que legal, tu ganha livros de graça", porque não é bem assim, como tu disse existe muito compromisso e responsabilidade por trás de "ganhar livros".

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, isso é algo que infelizmente pesa muito, né? Apesar do livro ser "de graça" para a gente, para a empresa não é e como disse no post: tem responsabilidade, dedicação e muito mais! Infelizmente muitas pessoas não percebem isso :(

      Excluir
  3. Olá, tudo bem Fabiana?

    Parceria é tudo de bom, mas no caminho muitas pessoas se perdem e querem cada vez mais e vez. O grande problema disso é lidar com o volume de livros, com a quantidade de obras que devem ser lidas, resenhadas e divulgadas. O que é algo prazeroso pode tornar-se algo extremamente chato e com uma pressão constante.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que pode ser uma pressão se você tiver uma pressão da outra parte. É como eu disse no meu post: as editoras que eu tenho parceria não me cobram e nem nada; eu que me cobro (o que não é legal), mas tudo é feito no meu tempo e com muito carinho. Então acredito que isso é o que vale, sabe? Agora a pessoa se perder por conta de parceria, é uma outra questão rs.

      Excluir
  4. ter parcerias no blog é mesmo super bacana, mas tem que ser escolhidas a dedo pra ser benéfico pras duas partes e nao acabar em cilada

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que nem tanto de escolhidas a dedo, sabe? Você precisa ver se a editora na qual você está encaminhando formulário de parceria tem o estilo de livro que você gosta. Se não, do que será válido? Se não há cobrança, ela praticamente já é benéfica. É necessário sempre prezar pelo o que você acredita.

      Excluir
  5. Parceria e algo legal até certo ponto, pois como você citou no seu post e necessário dedicação e tempo, ás vezes vai acontecer de ter de priorizar as leituras dos livros dos parceiros fazendo com que você não tenha tanto tempo livro para ler outros livros que gostaria. Mas, como sempre digo tudo tem um lado positivo e o negativo. Eu não tenho parceria, como sou colaboradora de um blog recebo alguns livros de vez em quando de parceiros e é muito legal esta ali no meio do coletivo com outros blogueiros trocando experiência com certeza e uma chance que nos ensina muita coisa. Eu amei a ideia do post e com certeza gostaria de saber mais sobre esse meio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já pensei nesse ponto também: "tô lendo livros de parceria, mas não os que eu gostaria", mas já parou para pensar que se você recebeu de parceria e está lendo já é algo valioso? Demorei para realmente pensar nisso hahaha mas eu sempre tento intercalar com parceria e outros da estante, sabe?

      Deve ser interessante colaborar em um blog. Às vezes penso nisso também, mas acabo me dedicando apenas ao meu. Acho que nesse ponto eu não daria conta hahaha.

      Excluir
  6. Amei esse post, Fabi! Sempre admirei muito o seu trabalho e não é à toa:responsável, profissional,humilde, sincera, e o mais lindo, está nessa porque realmente ama a leitura. Dá pra ver isso nos seus posts, você se conecta com o que faz. =) Só tenho elogios a ela porque quando comecei, esse blog me recebeu de braços abertos, sem o menor preconceito por ser meu primeiro livro. Hoje já tenho outros e meu respeito só cresceu pelo seu trabalho. Obrigada e, para quem não sabe ainda, é uma honra ter parceria com essa linda aqui ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho admiração por você! Por todo carinho e confiança que você sempre depositou em mim e no blog <3 Acho que quando fazemos algo por amor, tudo fica sincero, transparente e melhor! Ter conhecido seu livro foi uma das melhores coisas! Histórias incríveis e cativantes. Você merece tanto sucesso...

      Excluir
  7. Parceria é uma boa coisa, e sim, acho que pode ser sincero sobre se gostou ou nao do livro (no caso) com a parceria, mas se nao gostou tb nao precisa detonar. Vi uma booktuber detonar um livro, e agora a editora nao ta mais fazendo parceria com a mesma, ta dando um gelo nela e ela ta achando ruim ainda...vai entender.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho detonar uma falta de ética e respeito já. Nesse caso é até compreensível o que as editoras estão fazendo. Você não é obrigado a gostar de um livro, mas você precisa expor o seu real sentimento com a leitura. Sempre fiz isso e nunca tive nenhum problema e o melhor: passo transparência para os leitores.

      Excluir
  8. Aí mana, eu nem sei o que falar.
    Eu nesse um ano de blog consegui 3 editoras que eu realmente queria e autores que eu amo.
    Eu concordo com você, que não pode ter uma coisa da exclusividade e o outro lado entender que a gente tem que fazer as coisas no nosso tempo é importante.
    Eu, pelo menos, prezo pela flexibilidade. Porque eu estudo e trabalho mas tenho sempre um tempo separado pra ler e eu quero que eles entendam que eu não vivo disso...
    Adorei a proposta do post, adoro coisas assim! Já sai divulgando pra todo mundo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Trabalhar, estudar e ainda cuidar de um blog não é fácil (eu sei disso haha). Nós não vivemos disso, por isso cobrar exclusividade é algo realmente complicado. Isso, sim, acaba sendo algo tóxico, entende? Mas o fato de você fazer as coisas por amor e ser reconhecida por isso, não tem preço <3

      Fico muito feliz que tenha gostado do post haha estou ansiosa para compartilhar mais posts assim!

      Excluir
  9. Oiii!


    Obrigada por estar me seguindo, vou retribuir. Em relação a parcerias concordo com você disse, mas também há outros fatores. Já tive parcerias com algumas editoras e sei quais algum dia iria renovar ou não. Hoje não me foco mais nisso, vou lá compro o livro e resenho. Basicamente, tem muitos pontos que são utópicos. Dentre eles alguns critérios utilizados pelas próprias editoras, evidente que não se engloba a todas, mas uma grande parte vai pelo número de pessoas envolvidas e engajadas com o seu blog, quer dizer, alguns aspectos como números de curtidas das fanpage, número de inscritos no blog, e, assim por diante. Obviamente, que dentro desses critérios entra outras particularidades, mas é basicamente isso. Afinal, o livro precisa atingir o maior número de pessoas, independente se o blogueiro saiba ou não expressar corretamente as informações daquela obra em um post. Inclusive, já vi experiências de editora massacrar o indivíduo pq a resenha foi construtiva mais no aspecto negativo. Então, concordo, mas tem outras nuances.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O bom de ter parcerias é isso: você vai conhecendo melhor sobre as editoras e isso é ótimo! A forma como as editoras escolhem os parceiros é realmente algo difícil de compreender. Eu trabalho com marketing e posso dizer a forma como nós da empresas escolhemos. Infelizmente muitas vezes o número conta, sim, mas o que realmente conta é a interação. O que adianta a pessoa ter mais de 10k no instagram, por exemplo, e menos de 100 curtidas ou nenhum comentário? O engajamento acaba sendo bem baixo.

      Agora editora massacrar alguém por não gostar de um livro... isso realmente é novo para mim! :O e inaceitável. Isso, por exemplo, já é algo que não vale a pena manter.

      Excluir
  10. Oi, esse é um tema bem interessante. Concordo com a necessidade de ser sincero numa resenha negativa sem ser ofensivo. Eu tenho repensado bastante as parcerias que faço, priorizando aquilo que realmente quero ler, já tive parcerias bacanas e outras nem tanto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sempre importante priorizar mesmo. Se a editora tem lançamentos dos quais você curte e você vai gostar, por que não arriscar? Agora, infelizmente, muitas pessoas só pensam em ter parceria sem se importar com o necessário.

      Excluir
  11. Oi Fabiana.

    Eu tenho quatro anos de blog e praticamente não tive parceria. Os livros que leio e resenho eu comprei ou ganhei de presente ou sorteio. Eu muita vontade, mas é muito difícil. Esse assunto que você abordou é interessante porque algumas pessoas acham que ter um blog é só para ganhar livros e pronto. Não imagina a dedicação que precisamos ter constantemente.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comprar o seu livro é muito bacana, pois você não fica com aquele receio "e se eu não gostar?", sabe? Mas quando fazemos algo por amor, isso é o que realmente importa.

      Eu gostei de abordar o assunto e ver tanto feedback positivo. Fiquei empolgada em escrever mais posts assim hahaha.

      Excluir
  12. a primeira parceria com editora que consegui foi no ano passado e sinceramente foi a melhor coisa me aconteceu.
    tenho dado sorte de ter ótimas editoras comigo e que além de respeitar meu tempo, respeitam minha opinião.
    eu amo e faço tudo para que nunca perca nenhuma delas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É importante se dedicar sempre a editora que você tem contigo, mas sempre prezar a sinceridade em uma resenha, afinal, o seu público está lendo isso e se ele te segue, espera que você seja transparente com ele <3

      Excluir
  13. Oiii Fabi

    Até aqui só tive boas experiências nas parcerias com editoras, tive uma ano passado que foi maravilhosa e neste ano estou com duas editoras que são super bacanas, até aqui tem sido uma via de mão dupla e fico muito contente com a atenção e o apoio que ambas as editoras tem tido com o blog. Infelizmente, já não faço mais parcerias com autores, porque já vi muitos conflitos ocorrendo com blogueiros e eu mesma tive uma experiência um pouco chata com uma autora, então decidi fazer apenas com editoras . Acho que nunca parceria é importante a gente buscar a editora que mais se adequa ao nosso perfil, grande parte das parcerias frustradas que conheci foram justamente porque a pessoa fez a parceria e o catálogo da editora nem era o estilo daquele leitor, ai o ler acaba se tornando um fardo, um peso e a parceria não flui bacana pra ninguém. Acho que quando a gente encontra com uma editora que é "nossa cara" a experiência tem tudo pra ser sensacional.

    Beijos, Alice

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É maravilhoso quando temos parcerias incríveis, não é? Eu me sinto dessa mesma forma! É exatamente isso que você falou: nada adianta você mandar parceria para uma editora que não tem o catálogo que você curte, porque isso realmente vai ser um peso. Exceto isso, tem muito para ser uma parceria maravilhosa mesmo.

      Em questão de autores, estou me limitando bastante também. Eu tenho autoras desde quando comecei o blog e que permanecem até hoje porque eu realmente gosto do trabalho e admiro. Eu ainda faço parceria, mas penso bastante também.

      Excluir
  14. Olá, tudo bem? Mega bacana sua postagem. Eu estou na blogosfera desde 2016, e até me considero pequena quando comparada a outros blogs, no entanto esse "tabu" parceria sempre foi algo comentado desde o início. Confesso que nesse pontapé inicial não quis nem procurar saber pois assim como você concordo que seja um compromisso e responsabilidade. Hoje consegui as minhas primeiras, e concordo com muita coisa que disse. Adorei a postagem diferente e espero que traga mais coisas do tipo <3
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me considero um grãozinho de feijão no meio do nada hahaha acho que é normal essa sensação, principalmente com blogs que crescem infinitamente a cada mês. De qualquer forma, a gente conseguiu nossa parceria e fazemos tudo por amor, não é? Isso é bem importante <3 E nem me fala... é muito compromisso com a editora e isso é algo que precisamos sempre relatar.

      Fico feliz que tenha gostado da postagem! Estou com várias ideias e vou colocá-las no papel em breve. :D

      Excluir
  15. Parceria é algo incrível, mas desde que seja benéfico para ambos os lados.
    Gosto da empresas com quem trabalhei e continuo trabalhando. No entanto, quem está de fora não compreende que temos responsabilidade e compromisso =)

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Quem está de fora realmente não vê esse compromisso que nós temos com as empresas, mas muita gente decide iniciar nessa vida de blog por conta de "livros de graça", e, infelizmente, "quebram a cara", entende? Por isso foi super libertador escrever esse post haha.

      Excluir
  16. É muito real isso, as pessoas acham que parceria é livro de graça e pronto, mais nada. Quando na verdade é compromisso, responsabilidade e precisa de MUITO tempo da nossa parte, é dificil conciliar a nossa rotina com esse trabalho, então tem que amar muito os livros para manter isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito difícil manter nossa rotina + um blog, né? Sei bem como é. Por isso que quando dizem "você ganha livros de graça" eu fico realmente espantada. Gostei de trazer meu ponto de vista aqui e espero que mude a percepção de algumas pessoas.

      Excluir
  17. Oi, tudo bem?
    Adorei seu post e concordo com tudo que falou! Já perdi as contas de quantas vezes me perguntaram como fazer para ganhar livros de graça ou falaram que é muito fácil ganhar livro sem esforço. As pessoas não entendem o compromisso que assumimos com as editoras e o trabalho que isso envolve. É preciso se organizar, pensar no conteúdo, preparar os posts, as fotos, etc, o que demanda tempo e, muitas vezes, dinheiro. Acho que as parcerias são oportunidades maravilhosas, mas as pessoas precisam entender que envolve muita responsabilidade e dedicação.
    Ah e achei maravilhoso você mencionar a questão da sinceridade das resenhas. Muita gente pensa que sempre falamos bem dos livros por causa da parceria, mas não é assim. As resenhas precisam ser honestas e bem fundamentadas, tanto por respeito aos nossos leitores quanto pelas editoras, que precisam saber o que os leitores realmente estão achando das obras.
    Parabéns pelo ótimo post!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A simples pergunta de "como fazer para ganhar livros de graça" já mostra que a pessoa não está preparada para isso. É bom ganhar livros? Sem dúvidas, mas tem que estar preparado para todas as responsabilidades e compromissos por trás disso. E sim, realmente envolve dinheiro algumas vezes. As pessoas tem que estar disposta para tudo.

      Simmm! Sinceridade na resenha é algo fundamental e prezo muito por isso. Afinal, se tenho seguidores, eles querem transparência, certa? E as editoras também. Esse negócio de falar super bem de coisas que não curti, não é pra mim :( E fico muito feliz de ver mais pessoas seguindo assim também.

      Muito obrigada <3 eu amei escrever esse post! Já quero trazer outros diferentes haha.

      Excluir
  18. Olá!
    Amei esse post, amei como foi bem sincera sobre os dois lado, o da editora, que tem esse custo com a gente e o nosso, de blogueiros parceiros, que possuímos responsabilidade e um trabalho que também merece ser valorizado pelos outros. Amei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho sempre importante ser verdadeira em diversos aspectos, sabe? Eu, como profissional do marketing, posso dizer com firmeza o custo que isso gera para a empresa. Por isso sempre esperamos divulgação, dedicação e responsabilidade do parceiro. Fico muito feliz que tenha gostado :D

      Excluir
  19. Muita gente vê parceria como "ganhar livro" e não percebe que por trás disso há muito trabalho para se produzir conteúdo não apenas com as parcerias, mas um bom conteúdo para o público mesmo. Sobre publis, já fui muito criticada por cobrar para divulgar, mas comprar pão com abraço ou leite para a criança com um "bom dia" ninguém quer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Acredito que a partir do momento que você começa um trabalho de parceria e divulgação, você ganha seguidores por aquele conteúdo, você precisa entregar algo para eles e precisa de parar, pensar e produzir. Sobre as publis: acho erradíssimo quem julga por isso. Acho que cada um deve fazer o que julgar necessário, sabe? Eu já estou com o post prontinho sobre isso para postar em breve.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.