Resenha | Especial, de Ryan O'Connell

Você já se sentiu especial alguma vez? Seja por ter alguma doença, seja por sua opção sexual, seja por qualquer coisa. Já se sentiu assim? “Especial”, escrito por Ryan O’Connell, é um dos lançamentos de julho do Grupo Editorial Record e deu origem à série Special, da Netflix.

Ryan O'Connell


Ryan é um garoto considerado da geração Millennial. Como se já não enfrentasse todas as situações complicadas, desafios e clichês dessa geração, Ryan era um jovem gay e ainda precisava lidar com a sua paralisia cerebral.

Um tempo de sua vida, Ryan passou estagiando para Divas Delirantes, tomando remédios devido a sua doença e buscando o amor verdadeiro. Mas durante tantas tentativas de buscar o certo, muitos erros foram cometidos e sua vida tomou um novo rumo.

Ryan O'Connell

Especial” é um livro autobiográfico do autor.

Nele ele apresenta como foi a sua vida, sua jornada e como enfrentou todos os problemas da geração millennial. Mostra como o mundo pode ser cruel com os jovens que são superprotegidos pelos pais.

Isso me faz pensar: será que as próximas gerações serão assim? Uma proteção excessiva, diversos dilemas, problemas, dificuldades e não conseguindo lidar com a realidade do mundo lá fora? Afinal, a vida é totalmente diferente do mundo digital.


"À medida que crescemos, começamos a procurar coisas que nos definam, que nos digam quem somos, porque ainda não somos capazes de descobrir por nós mesmos." (pág. 37)

Infelizmente o mundo de hoje é apenas likes e seguidores. Os jovens procuram aceitação na internet de pessoas desconhecidas, fazem isso como uma disputa de quem é mais popular que o outro e vive apenas em função disso. Será que isso realmente vale a pena? O mundo é tão maior além disso. Você realmente precisa de aceitação do desconhecido?

Ryan O'Connell



A reflexão que o livro traz é ótima, mas é só.

Você realmente começa a pensar nas próximas gerações, em como o mundo ficará daqui uns dias e tudo mais. Em contrapartida, o livro tem uma linguagem bem grosseira.

Apesar de tratar de assuntos importantes em nosso cotidiano, o autor Ryan O’Connell apresentou tudo de uma forma simplificada e uma linguagem na qual não estou acostumada e, sinceramente, não gostei.


"A rejeição resultante da busca por seus sonhos pode ser devastadora, mas é compensada por esses breves instantes, quando você se dá conta de que pode não ser tão fodido assim, afinal de contas." (pág. 98)

Para entender um pouco melhor, em um capítulo ele conta como ele foi utilizar o banheiro, entupiu a privada e a sua mãe teve que fazer o trabalho sujo. Um adolescente de vinte e poucos anos precisando da ajuda de sua mãe para limpar sua própria sujeira (literalmente)?! E ainda relatado de forma explicita?! Um incomodo sem fim.

Ryan O'Connell

Infelizmente “especial” não teve nada de especial para mim.

Foi uma leitura difícil de concluir, com acontecimentos rasos, sem profundidade e uma linguagem totalmente fraca. Apesar do livro relatar a vida do próprio autor, acredito que se tivesse narrado de uma forma diferente, aprofundando nos momentos certos e contado um pouco mais de alguns fatos que realmente eram legais de narrar, a história teria tomado um rumo diferente e me cativado.

Um livro com um adolescente se conhecendo, se descobrindo e descobrindo como viver nessa geração; buscando o amor verdadeiro, cometendo erros e acertos. É um livro de autobiográfico, mas também de autodescoberta.


"Não me arrependo de nada. E você também não deveria. Você deveria se lembrar de tudo." (pág. 220)


Avaliação: 2,5 ❤ - adicione no skoob: especial
*livro recebido em parceria com a editora.


Título original: Special
Escritor: Ryan O'Connell
Editora: Galera Record
Páginas: 224
Lançamento: 2019
Gênero: biografia / LGBT

SINOPSE
Como se os desafios de ser um jovem gay com paralisia cerebral não fossem o bastante, Ryan O’Connell viveu todos os clichês de um Millennial. Ele passou a segunda década de sua vida estagiando para divas delirantes, engolindo todos os remédios que conseguia encontrar pelo caminho e tentando achar o amor verdadeiro — coff coff — no Grindr. Mas depois de tanta tentativa e erro, Ryan pode dizer, com propriedade, que mancou elegantemente todo o caminho para a vida adulta. Especial, seu (hilário) relato autobiográfico, é uma reflexão sobre o mundo cruel que espera jovens de vinte e poucos anos superprotegidos pelos pais e uma lição de como encontrar a si mesmo em meio às disputas por likes e seguidores.

Resenha | Especial, de Ryan O'Connell Resenha | Especial, de Ryan O'Connell Reviewed by PS Amo Leitura on julho 23, 2019 Rating: 5

20 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Já vi a série algumas vezes na Netflix, mas não tive tempo para acompanhar.
    O livro para ser ótimo e aparenta trazer uma mensagem bem válida.
    Adorei a resenha.

    Beijos
    https://construindoestante.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois de ter lido o livro e não me cativado tanto quanto eu esperava, eu acabei desistindo de ver a série :( espero que você curta!

      Excluir
  2. eu ja vi a serie do Netflix e adorei!! com certeza fiquei bem curiosa pra ler o livro tbm

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  3. Nao vi a serie mas achei bem interessante o que autor fez. Fazer um livro e ter uma serie não é qualquer um que consegue.

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? Que amor de capa! Não conhecia a série nem o livro ainda, que, aliás, pela premissa, tinha tudo para ser bom; é uma pena mesmo que a obra não tenha nada de "especial", acredito que eu me sentiria bem incomodada pelos mesmos pontos que tu.

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente ela não me agradou em nenhum aspecto e ficou uma leitura bem massante :( mas realmente... a capa é ótima!

      Excluir
  5. Oi Fabiana.

    Não conhecia este livro e também não sabia sobre a série. Infelizmente o livro não despertou meu interesse. Ainda mais sabendo que não tem nada de especial. Vou deixar para pegar outra dica na próxima visita.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena mesmo :( espero que dá próxima visita você encontre uma resenha que te agrade mais :D

      Excluir
  6. Eu achava que era um ya, não uma biografia. Eu achei um livro curto até pra um ya, imagina pra ser biografia. Realmente, deve ter sido bem raso medmo o que é uma pena né. Achei péssimo isso do banheiro kkk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa parte do banheiro foi marcante, mas não de um jeito bom hahaha.

      Excluir
  7. Oi, eu vi a série e estava curiosa para saber mais sobre o livro, essa cena da privada tem na série também. Acho que as vezes a gente espera algo motivador e tal, mas é só a realidade, e talvez ela não nos encante tanto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério que tem na série? Realmente não curto coisas assim :/ achei que foi muito "explícito", sabe? É a realidade, mas às vezes queremos fugir dela, né? haha

      Excluir
  8. Olá!

    Uma pena o livro não ter rolado para você :( estou vendo falarem muito desse livro, o que está aumentando minhas perspectiva sobre eles. Suas fotos ficaram liiiindas.

    Beijos,
    Blog Diversamente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, vi inúmeros comentários positivos e aí foi ler e puft! Dei de cara. Uma pena mesmo, mas quem sabe você curta?! :D Depois me conta. E muuuito obrigada <3

      Excluir
  9. Não conhecia o livro e confesso que nem sabia da série da Netflix. Inicialmente, lendo a resenha, fiquei até curiosa, justamente por ser um relato pessoal, mas concordo contigo, a forma como a narrativa acontece é super importante, então se ela não é boa, fica difícil de ler mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente :( talvez se tivesse sido escrita de uma forma diferente, ela teria me cativado mais.

      Excluir
  10. Adorei a sua sinceridade ao falar as suas impressões com a leitura! Eu estou bem curiosa com esse livro e espero poder ler em breve, gostei da proposta dele e acredito que possa ser uma boa experiência para mim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que é importante a gente sempre falar o que sentiu durante a leitura, né? Eu espero, de coração, que seja uma boa leitura para ti.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.