terça-feira, 21 de maio de 2019

RESENHA | Um verão na Itália, de Carrie Elks

Um verão na Itália” foi um dos grandes lançamentos de 2018 da Verus Editora e vai contar toda a trajetória de uma personagem em busca de seus objetivos e até mesmo de sua descoberta.

Carrie Elks

 O ENREDO

Vamos nos aventurar pela Itália? Neste enredo nós conhecemos Cesca Shakespeare, uma mulher que tinha um grande sonho em ver a sua peça produzida, porém seus planos desabaram quando um rapaz destruiu todos seus sonhos não aparecendo neste papel principal.

Seis anos se passaram e até hoje Cesca não sabe o motivo que aconteceu tudo aquilo; tudo que ela sabe é que não consegue ter sentimento algum por esse cara e que sua vida desmoronou após esse incidente, e que seu bloqueio para criar uma outra peça permanece até hoje.

Pensando em espairecer um pouco e após uma grande insistência de seu padrinho, Cesca decide que é hora de viajar para a Itália para cuidar de uma casa enquanto os empregados estão de férias por alguns, tentar colocar sua vida em ordem e escrever um novo roteiro, mas tudo muda quando ela se vê no mesmo lugar que o seu maior inimigo: Sam Carlton.

Sam é aquele cara que destruiu a sua vida e agora ela é obrigada a dividir o mesmo teto com ele por algumas semanas. Como tudo irá acabar?  Será possível aguentar aquela pessoa que ela mais odeia?



OS PERSONAGENS

Cesca é aquela mulher que está desanimada com a vida e está buscando uma inspiração. Sam é aquele cara que está com a vida toda arruinada por conta de uma fofoca entre o mundo dos famosos. Duas pessoas diferentes, mas que estão totalmente conectadas.

Eu não sei muito o que pensar dos personagens. Por um lado, temos uma mulher que desistiu totalmente de criar histórias e deixou o bloqueio tomar conta da sua vida por longos anos; por outro temos um personagem que está preocupado apenas com ele naquele momento. Mas quando o caminho deles se cruzam, a história começa a partir para outro nível.

Sabemos que ambos os personagens se odeiam, certo? Mas convivendo na mesma casa por algumas semanas é de se esperar que alguma coisa vai acontecer entre eles. E como todo clichê, isso não foi diferente. Apesar de todo ódio entre eles, após algumas conversas e realmente entender o que aconteceu seis anos atrás, o clima entre eles muda completamente e eles começam até mesmo a enxergar um ao outro com outros olhos.

Apesar de amar clichê e toda a história por trás disso, devo dizer que nesse livro eu não fui totalmente conquistada pelos personagens. Muitos momentos eu sentia vontade de fazer parte da história e gritar com os personagens por conta de suas atitudes. Nesse aspecto eu esperava um pouco mais.

Carrie Elks

A NARRATIVA

Como citei acima, os personagens não me conquistaram nem de cara e nem mesmo no decorrer de cada capítulo, porém a narrativa da Carrie Elks é boa. Ela narra os detalhes com bastante sutileza e deixa o leitor vivenciar os diversos momentos da trama.

Neste livro nós conhecemos um pouquinho da Itália e nos apaixonamos por todo o cenário descrito pela autora. Isso é maravilhoso! Eu não conheço, mas pude sentir cada pedacinho daquele lugar e me encantar. Se fiquei com vontade de conhecer? Demais! Me despertou muito mais interesse.



FINALIZANDO...

Uma leitura leve e simples, Carrie Elks apresenta uma personagem, Cesca, que precisava de inspiração para escrever um novo roteiro e essa inspiração veio através do amor, assim como o Sam, outro personagem, precisava se encontrar e descobrir as coisas reais da vida através da fama.

No decorrer de cada capítulo é possível perceber toda a mensagem que a autora quis passar em cada página: a importância do amor e da família nos momentos mais difíceis. A família e todo o amor envolvido é a base de todas as situações.

Um verão na Itália” é aquele livro clichê para ser lido em um fim de tarde. Você conhece alguns lugares da Itália, se apaixona e vive todos os dilemas junto com os personagens e, no final, torce para tudo dar certo.


Avaliação: 3,5 ❤ - adicione no skoob: um verão na Itália

Título original: Summer's lease
Escritora: Carrie Elks
Editora: Verus 
Páginas: 280
Lançamento: 2018
Gênero: romance / jovem adulto

SINOPSE
Férias de verão gratuitas em uma bela Villa na Itália. A condição? Dividir a casa com seu maior inimigo... O primeiro volume da série As irmãs Shakespeare. Cesca Shakespeare chegou ao fundo do poço. Depois de escrever uma peça de teatro premiada que acabou em desastre, o bloqueio criativo se instalou, sem previsão de ir embora. Seis anos mais tarde, ela acabou de perder mais um emprego pavoroso e está prestes a ser despejada de seu apartamento. Pior ainda, suas irmãs não fazem ideia de como sua vida vai mal.
Assim, quando seu padrinho lhe arruma uma temporada de verão em uma bela villa italiana, sem ter de pagar nada por isso, Cesca concorda, meio a contragosto, em ir para lá e tentar escrever uma nova peça. Isto é, antes de descobrir que a casa pertence a seu arqui-inimigo, Sam Carlton.
Tendo acabado de ver seu nome em todas as manchetes pelas razões erradas ― mais uma vez ―, o galã de Hollywood Sam Carlton precisa de um lugar para se esconder. Que opção melhor do que a linda villa desocupada de sua família à beira do Lago Como? Só que, quando ele chega, descobre que a casa não está tão desocupada quanto ele esperava. Ao longo do quente verão italiano, Cesca e Sam terão de confrontar o passado. E o que começa como uma hesitante amizade rapidamente se torna uma atração intensa ― e depois uma aventura ardente.
Uma coisa é certa: este será um verão abrasador... Esta é a nova e deliciosa série da autora best-seller Carrie Elks. Você vai conhecer a família Shakespeare: quatro irmãs, quatro histórias... quatro maneiras de encontrar o amor verdadeiro.

30 comentários:

  1. Oi Fabiana, tudo bem? Adoro livros que sejam ambientados em países que nem sempre são tão explorados na literatura, especialmente quando traz algumas descrições que levam o leitor àquele lugar. Eu já tinha me encantando pela capa desse livro que é uma delícia de ver e quero muito conferir a história de amor de Cesca, deve ser uma história sessão da tarde bem gostosa mesmo.
    Beijos, Adri
    Espiral de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Definitivamente é um livro da sessão da tarde haha. Adoro conhecer novos lugares através dos livros. Garanto que você vai amar (ainda mais) a Itália.

      Excluir
  2. Eu olhei pra esse livro e falei: clichê. Mas gosto de umas coisas assim e tem detalhes nele que já me atiçaram a curiosidade. Os personagens quebrados, passando por uns momentos nada bons já chama atenção. O clichê...Dá vontade de saber como tudo vai acabar pra cada um. Parece uma leitura ao menos fácil de ler, mesmo que os personagens não acabem conquistando tanto assim. Acho que iria gostar de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma leitura fácil, sim, assim como também é um clichê. Mas é um livro gostosinho, perfeito para passar a tarde, sabe?

      Excluir
  3. Não li nada dela, mas as historias dela me lembra muito os livros da Stephanie Perkins, que adoro. Mas os livros dela mesmo assim, não me anima tanto a ler como da Perkins.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já li os livros da Perkins e gosto bastante. Acredito que as histórias naõ são parecidas, talvez apenas no clichê. De qualquer forma, espero que leia da Carrie e goste :)

      Excluir
  4. Oiii ❤ Essa parece ser uma comédia romântica bem gostosa de ler, do tipo sessão da tarde. Adoro livros em que os personagens são inimigos, mas que no fim acabam se apaixonando.
    Não vejo a hora de ler esse livro e descobrir qual será o desfecho.
    Achei a ideia da autora do livro se passar na Itália incrível, pois assim podemos saber mais sobre o país. Além do mais, acho a Itália o país perfeito pra um livro de romance ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Itália realmente é perfeito no quesito romântico! Acredito que esse livro vai te encantar em diversas formas. E sim... é uma comédia romântica, com uma leitura fácil e rapidinha.

      Excluir
  5. Olá Fabiana!
    Que capa linda! Adorei o cenário desse livro, a Itália é um dos meus países favoritos (embora eu nunca tenha ido lá rs) e é o local perfeito para desenvolver um romance. É meio frustrante tanto clichê, por mais que eu goste, achei a história sem muita originalidade. Claro que o lema do amor familiar vale a pena ser ressaltado como um ponto positivo, mas a obra não me conquistou.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro não deixa de ser um clichê, mas é um bom livro. É incrível como conseguimos amar tanto um país sem nunca conhecer, né? haha E garanto que após essa leitura você amaria um pouco mais.

      Excluir
  6. Olá,
    Eu amo a Itália, apesar de nunca ter ido lá HAHAHA Já amei o livro, só por se passar lá.
    A história em si não me deixo muito empolgada, mas quero dar uma chance sim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente sempre ama um país sem conhecer, né? Entendo perfeitamente haha mas espero que dê uma chance. É uma história clichê, mas que vale a pena.

      Excluir
  7. Olá Fabiana!
    Apesar de pouco original (o plot "os protagonistas precisam viver juntos e acabam despertando sentimentos..." é um clássico, né?), a obra chama atenção pela excelente caracterização da ambientação, que pela resenha é capaz de transportar o leitor para a Itália. Não posso deixar de mencionar também que mensagens que enfatizam o poder do amor podem até soar repetitivas, porém sempre vão válidas.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso realmente acontece muito em clichês, mas sim... ressaltar o amor é sempre importante. Acho que, apesar de tudo, é uma leitura válida.

      Excluir
  8. Eu acho as capas dessa série lindíssimas, mas confesso que não sinto tanto interesse.
    Eu amo um bom clichê, mas no momento estou seletiva em relação a isso.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou apaixonada nessas capas! Uma pena que no momento não está lendo clichê :(

      Excluir
  9. Olá!
    Por vezes é complicado lermos um livro em que, certo modo, as personagens não nos prendem!
    Mas temos sempre a aprender com cada um deles, nem que seja, como disse, na criação de laços com a família e vermos o quanto o amor é importante!
    Beijinho


    http://tudosoblinhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente sempre aprende algo com os personagens ou até mesmo com o enredo, né? Por isso acho sempre importante ressaltar os pontos positivos de uma obra.

      Excluir
  10. Oi Fabiana!
    Adoro livros clichês, pena que essa trama não te conquistou, fiquei curiosa para saber o que realmente aconteceu com os personagens para se odiarem, as vezes quando os personagens não são muito trabalhados não ficamos íntimos deles, é por isso que não nos prende ao caráter deles. Parabéns pela resenha, dica anotada, bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que você adoraria toda a trama envolvida. Espero que dê uma chance e o livro te conquiste bastante :D

      Excluir
  11. Olá!
    Eu meio que já vi esse livro mas não lembro se li algo dele. A historia é encantadora, tem uma premissa ótima e fiquei bem curiosa por conhecer mais. Como em todo clichê os personagens que se odeia sempre acaba se gostando, isso já até normal para mim..

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem clichê mesmo haha mas é uma boa história. Espero que leia e o livro te conquiste em diversas formas.

      Excluir
  12. Oiê, eu li esse livro e confesso que ele não me conquistou como eu esperava, apesar de ter uma boa história. Concordo com as coisas que você pontuou!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então... é uma história boa, mas tem suas ressalvas mesmo. Uma pena!

      Excluir
  13. Oi, Fabiana!
    Chato quando os protagonistas não despertam nossa simpatia, não é mesmo?!... Eu amo clichê, principalmente o do tipo de clichê onde os protagonistas se odeiam mas depois acabam se gostando, contudo, sinceramente não me interessei em conhecer a história de Cesca e Sam, por isso dificilmente eu leria Um verão na Itália... Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro esse tipo de clichê, mas algo não me fez gostar dos personagens como eu esperava, sabe?

      Excluir
  14. Oi! Eu já tinha lido algumas resenhas sobre o livro, e todas falaram que é um romance bem água com açúcar mesmo, sem muitas promessas e que dá pra ler rapidamente. Eu não leio tantos romances assim, YA principalmente, mas é sempre meio decepcionante quando a gente lê e não consegue achar nada que prenda de verdade durante a leitura. Obrigada pela resenha!

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é bem água com açúcar. Mas talvez você tenha que dá uma chance a ele e ele pode te surpreender, sabe? Espero que sim <3

      Excluir
  15. Olá! O clichê de personagens que se odeiam e depois se apaixonam é um dos meus favoritos!
    Adoro livros que se passam em outros países, diferentes dos que estamos acostumados a ver. Espero poder visitar a Itália um dia!
    Também não gosto quando os personagens tomam atitudes que nos irritam.
    Adorei o fato de a escritora ter passado a importância da família, principalmente nos momentos difíceis.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então você vai amar esse livro hahaha espero que tenha a chance de lê-lo <3

      Excluir