[Resenha] Para depois que eu partir

dezembro 05, 2017

Sabe aquele livro triste, mas que ao mesmo tempo apresenta uma grande mensagem e pode ser lido em apenas um dia? "Para depois que eu partir" é esse livro.




"Mesmo que a vida possa ser dolorosamente injusta, às vezes você tem a capacidade de lutar contra a adversidade e recuperar um pouco de controle." (pág. 12)

Heather McManamy foi diagnosticada com câncer de mama aos 35 anos e já em estágio terminal. Sua vida começou a desmoronar após a essa trágica notícia. Sua vida mudou completamente de rumo, virou de cabeça para baixo e começou a passar por diversas quimioterapias e cirurgias para combate-lo.

Após o choque inicial, Heather começou a ver a vida com uma nova perspectiva: ela precisava viver cada dia como se fosse o último; precisava dedicar mais tempo a sua filha Brianna de apenas quatro anos, mais tempo para o seu marido, aproveitar melhor suas amigas e os momentos que a vida ainda tinha para lhe proporcionar.


"Nós todos temos de fazer coisas que não queremos fazer. Às vezes, respirando fundo, distanciando-nos da pesada carga emocional da situação e abordando-a de forma mais clara ou diferente, ela pode se tornar mais tolerável e mais fácil de lidar." (pág. 46)

Com esse novo pensamento, ela escreveu diversas mensagens de como enfrentar alguns momentos difíceis da vida, o primeiro dia de aula, a morte de um animalzinho querido, o dia do casamento, o aniversário de 21 anos... Heather deixou diversas mensagens para diversos momentos da vida de sua amada filha e seu marido saberia o momento ideal para entregar cada uma.



Uma história completamente real e comovente. Você já imaginou ser diagnosticada com câncer já em fase terminal e seus dias serem contados até a sua morte? Heather enfrentou momentos difíceis, mas mostrou que é possível aproveitar a vida da melhor forma possível enquanto ainda há tempo.

É completamente triste ver como ela descreve os cartões que ela deixou para a sua filha. Ela sabe que não estará presente em muitos momentos da vida dela, então ela quer lhe dar apoio nesses momentos de alguma forma, fazendo com que esteja sempre presente na vida e no coração de Brianna.


"Não existe isso de tempo "certo" para fazer o que você quer fazer. Sim, temos algum controle sobre nossas vidas, mas sou a prova viva de que grande parte do nosso destino está além do nosso controle." (pág. 59)

Nesse livro também somos apresentados aos momentos vividos pela Heather e como ela aproveitou o último ano de sua vida. Mostra todas as experiências que ela aprendeu desde que o câncer tomou conta dela e faz tudo isso com humor.

A mensagem mais linda que esse livro representa é para você viver sua vida o máximo que puder: chore, sorria, grite, se diverta, seja feliz! Faça tudo que desejar no momento que desejar. Não deixe para outro dia porque não sabemos o nosso caminho, não sabemos o dia de amanhã. Aproveite o máximo da vida!


"Vida o momento. Esqueça o passado. Esqueça o futuro. Eles não importam. O que importa é o agora. Viva. Ria. Ame." (pág. 86)

Essa é uma história sensível e completamente tocante. Aborda um tema forte, mas apresenta também amor, esperança e compaixão, e mostra que, apesar do câncer ser devastador, o amor de uma mãe é capaz de superar qualquer dor e sofrimento.





Avaliação: ❤❤❤❤
*Livro cedido em parceria com a editora.



Título original: Cards of Brianna
Escritora: Heather McManamy & William Croyle
Editora: Universo dos Livros
Ano de publicação: 2017
Páginas: 192
Gênero: Biografia, autobiografia, memórias / literatura estrangeira / não-ficção


SINOPSE | SKOOB
"Com trinta e cinco anos, após ser diagnosticada com câncer de mama em estágio terminal, Heather McManamy sentiu como se sua vida estivesse desmoronando. Sua rotina virou de cabeça para baixo e foi substituída por várias cirurgias e dezenas de sessões de quimioterapia que poderiam estender um pouco mais sua vida, mas não impedir a morte iminente. Com espírito vivaz e uma nova perspectiva, Heather começou a experimentar cada dia como se fosse o último. Ela aprendeu a aproveitar cada momento, apreciar a beleza ao seu redor e agradecer por suas bênçãos. Ponderou também a respeito da jornada futura de sua filha sem a mãe e, com dignidade, fez os preparativos para isso. Heather começou a escrever mensagens comemorativas para a filha,
   Brianna, com quatro anos na época. Mensagens para o seu primeiro dia de escola, para o seu aniversário de dezesseis anos, para o dia de seu casamento. Mensagens para quando as coisas estivessem indo bem e para quando não estivessem. Mensagens para quando Brianna precisasse de sua mãe – fosse dali a cinco ou a cinquenta anos – e Heather já não estivesse mais lá para lhe dar apoio."

You Might Also Like

2 comentários

  1. Oiieee

    Eu imagino que esse livro seja tocante, daqueles que sim ou sim tem que ler com uam caixa de lenços do lado mas te confesso que de momento ando fugindo de leituras assim, sou chorona demais já e esse tipod e assunto mexe comigo até porque eu perdi uma pessoa que foi como um pai pra mim recentemente de cancer, então é um assunto que prefiro não ficar relembrando ou tocando na ferida porque me super afeta ainda. Mas fico feliz em saber o quanto a leitura valeu a pena e te emocionou.

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meus sentimentos por sua perda :(
      E esse livro é realmente tocante. Quando tiver preparada para ler algo sobre o tema, leia esse livro. Prepare os lencinhos e principalmente o coração. É muito tocante!

      Beijos.

      Excluir

Instagram

NO FACEBOOK

SOBRE

blog PS Amo Leitura
PS Amo Leitura surgiu em 2014 com o intuito de compartilhar o meu amor pela leitura com todos.

o que estou lendo

Skoob