Resenha | O lado feio do amor, de Colleen Hoover

O lado feio do amor” foi publicado em 2015 pela Galera Record e foi mais um livro da Colleen Hoover que entrou para a minha lista de lidos, porém foi o que mais me causou uma série de emoções.

Colleen Hoover
Foto: PS Amo Leitura




Às vezes é fácil esquecer o quanto você sente saudade de alguém até ver essa pessoa novamente.

Eu sempre falo em minhas resenhas que a CoHo tem o dom de partir o coração do leitor em milhões de pedaços, né? Claro que nesse não foi diferente, porém isso demorou muito para acontecer (mais precisamente nos últimos capítulos).

Em “o lado feio do amor”, o leitor conhece Tate que é uma jovem que acabou de se mudar para o apartamento do irmão para se dedicar ao mestrado de enfermagem, mas que assim que chega no local, depara com um cara totalmente bêbado em sua porta.


É assim quando alguém se sente atraído por uma pessoa. Ela não está em lugar algum e, de repente, está por todo canto, quer você queira ou não.

O que ela acaba descobrindo é que esse cara em sua porta é Miles, piloto de avião e também conhecido como amigo de Corbin, seu irmão, e agora vizinhos. Seria ironia do destino ter um vizinho como ele?

Miles e Tate acabam sentindo uma atração à primeira vista e começam a se envolver, porém ele sempre deixou claro que não poderia amá-la, não poderia ter um futuro com ela; seria apenas sexo e nada mais. O que Tate tinha a perder? Seus desejos falam mais alto e ela acaba se entregando nessa paixão.





Às vezes, não dizer nada fala mais do que todas as palavras do mundo. Às vezes, meu silêncio está dizendo: não sei falar com você. Não sei o que está pensando. Converse comigo. Me diga tudo que já disse na vida. Todas as palavras. Desde a primeira.

Colleen Hoover
Foto: PS Amo Leitura
No começo dessa resenha eu falei que esse livro me causou uma série de emoções e é verdade. De todos que já li da Colleen Hoover, esse foi o que menos me conquistou e os personagens não conseguiram me cativar.

Pela premissa do livro é possível perceber que é um livro cheio de cenas hots, um casal que só pensa apenas em sexo como solução dos problemas e não há nenhum envolvimento. Não conseguimos entender do passado de Miles (já que ele é totalmente reservado a isso), mas ao mesmo tempo que vemos Tate quebrando a regra de não se apaixonar.


O amor nem sempre é bonito, Tate. Às vezes você passa o tempo inteiro desejando que um dia ele mude. Que melhore. E aí, antes que perceba, você já voltou para a estaca zero e perdeu seu coração em algum lugar no meio do caminho.

Como os capítulos são intercalados na visão de cada personagem, então aos poucos vamos entendendo o que aconteceu com Miles há seis anos atrás e entendendo o porquê ele tem medo de se apaixonar. Quando isso realmente acontece, quase nos capítulos finais, devo dizer que deixou meu coração apertadinho.

Foi nesse momento em diante que achei a leitura muito boa. Conhecer os medos, receios e todas as feridas de seu coração foi algo que me envolveu, me conquistou, mas que não compensou o livro todo que só tinham cenas quentes.



 A CoHo é maravilhosa e isso eu sempre falei para vocês porque ela tem uma escrita envolvente e fluída – tanto é que li esse livro em dois dias, apesar de não estar completamente envolvida com os personagens, mas por conta da sua escrita.

O lado feio do amor” não foi um livro que me fez chorar. Ele me causou esse misto de emoções por conta de que eu achei a relação de Tate e Miles um pouco tóxica e ele um tanto quanto possessivo mesmo sem ter nenhum vínculo com a garota. Em muitos momentos eu só conseguia pensar: “Como assim? Vocês não são um casal!” e isso me incomodou muito, assim como as cenas de sexo.


A diferença entre o lado bonito e o lado feio do amor é que o lado bonito é bem mais leve. A pessoa se sente como se estivesse flutuando. Ele ergue a pessoa. Carrega-a consigo.

Apesar de tudo, é um livro que vai mostrar que o amor não é sempre belo; o amor tem seu lado feio, tem suas feridas e que esse lado feio pode causar uma grande mudança em sua vida.

adicione no skoob: o lado feio do amor
*e-book disponível no kindle unlimited

Título original: Ugly Love
Escritora: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Páginas: 336
Lançamento: 2015
Gênero: New adult / romance
SINOPSE
Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor. O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.

Resenha | O lado feio do amor, de Colleen Hoover Resenha | O lado feio do amor, de Colleen Hoover Reviewed by PS Amo Leitura on janeiro 27, 2020 Rating: 5

24 comentários:

  1. Olá!

    Eu tive o mesmo problema nesse livro, mesmo tendo uma carga emocional achei pouco para a Autora. Os personagens não me cativaram, a edição física é péssima. Mas acredito que O lado feio do amor foi um livro de transição da autora para algo mais adulto, ela errou a mão algumas vezes, mas não totalmente. Adorei a resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você. Infelizmente, comparado à outras obras da CoHo, esse deixou bem a desejar em muitos aspectos.

      Excluir
  2. Semana passada indiquei livros da autora na Livraria que faz uns posts hahahaha.
    Nunca li nada dela. Não gosto de livros com cenas picantes.
    O Lado Feio do Amor tem uma premissa legal, tipo descobrir o motivo que leva Miles a não se apaixonar.. Isso gostaria de saber, imagino que seja um baita coração partidio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sou fã de cenas hots e confesso que neste livro, a autora explorou praticamente isso e deixou alguns pontos de lado. Espero que você tenha a chance de ler alguma obra dela, mas indico que comece por outros.

      Excluir
  3. Olá, tudo bem? Esse foi o único livro que li da Colleen Hoover até agora, e simplesmente amei; é uma leitura que nos causa muitos sentimentos mesmo. Adorei tua resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro divide opiniões mesmo, mas infelizmente, não me agradou. Espero que você leia outras obras da autora. Garanto que vai gostar ainda mais que esse.

      Excluir
  4. Olá, tudo bem ?
    Eu gosto muito da autora e sempre elevo muito minhas expectativas com ela, é algo muito natural. Diferente de você, eu gostei bastante deste livro, embora eu concorde que seja um livro mais hot e eu não goste muito do excesso de apelo sexual, eu me envolvi na trama e me emocionei até com o fim e nos conflitos vividos por eles.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O final me emocionou também. Achei bem intenso, assim como a CoHo gosta de explorar, mas esperava que ele fosse assim o livro todo rs. De qualquer forma, esse livro divide muuuitas opiniões.

      Excluir
  5. Pensei que o livro teria outro foco, sabe? Uma pena que não foi o que imaginei. Essa ideia de só pensar em sexo como solução dos problemas e não possuir algum envolvimento me faria largar a história muito rápido. Acho melhor começar a ler CoHo com "Confesse" que me chamou mais atenção!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, comece e ler CoHo por outro livro. "Confesse" foi uma leitura maravilhosa, então garanto que vai te agradar bem mais.

      Excluir
  6. ola
    ainda nao li nada dessa autora sempre tao elogiada por todos
    Gosto quando a autora coloca equilibrio em seus personagens
    mas por tudo que leio sobre seus livros e uma autora que sabe conquistar os coraçoes dos leitores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, esse deixou a desejar em muitos pontos, mas vale a pena conhecer a escrita da autora por outras obras.

      Excluir
  7. Li faz um tempão e amei. Foi com esse livro que conheci a Colleen e me apaixonei por ela. Sou fã de romances com cenas hot, com dramas de fazer chorar. Foi maravilhoso esse livro pra mim. Ainda assim amei sua resenha haha você é muito verdadeira com as palavras. Acho que tenho uma quedinha por romances tóxicos, infelizmente. Mas foi um bom livro esse e é um dos que mais indico pra quem quer ler algo da CoHo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro sempre divide opiniões, né? Venho percebendo isso hahaha. Infelizmente não foi um livro que me agradou muito, mas acho que todos deveriam ler para tirar suas próprias conclusões. E obrigada! Às vezes tenho até medo de ser tão sincera haha.

      Excluir
  8. Oi!
    Não tem como não ter um bom livro da autora, porque ela mexe com todos os nossos sentimentos através das personalidades e vulnerabilidade das personagens que cria.
    Imagino o tanto que Tate deve ter sofrido por amar alguém que quer apenas sexo.
    Quero descobrir que lado feio é esse do amor, porque no trailler vi apenas um Miles lindíssimo, mas, como não sei nada sobre o passado dele, preciso ler o livro.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A autora sabe como mexer com os sentimentos do leitor, isso sem dúvidas. Esse livro, infelizmente, não me conquistou tanto quanto eu esperava. De qualquer forma, é necessário ler e conhecer um pouco mais para entender todas as questões abordadas.

      Excluir
  9. Olá...
    Compartilho da mesma opinião que você!
    Depois que conheci os verdadeiros sentimentos dos personagens e pude conhecê-los melhor comecei a amar a leitura e até me emocionei em alguns pontos. Porém, as cenas de sexo me incomodaram muito e achei desnecessário tantas descrições, além, é claro, de Miles ser um tanto possessivo e isso me incomodou também! Se não fosse essas questões, acho que teríamos um livro perfeito da CoHo.
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente isso! Quando ela aborda sobre a dor do Miles e tudo mais, isso me fez começar a gostar da leitura e até mesmo entender alguns pontos, mesmo que não justificasse as atitudes possessivas dele.

      Excluir
  10. Olá, tudo bem? Realmente esse livro da autora é bem problemática, mas não é o meu menos preferido dela. Concordo que temos uma relação tóxico que tem que amadurecer ou acabar, e vou admitir que queria continuação para ver como as coisas desenrolaram depois e em que pé está o relacionamento. Sua resenha está muito bem pontuada, principalmente os pontos que curtiu ou não. Adorei!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que uma continuação seria ótimo, ainda mais depois que ela começa a descrever a dor do personagem e como tudo terminou. Seria bem interessante mesmo!

      Excluir
  11. Eu amo forte esse livro! Faz alguns anos já que li, mas lembro de me sentir muito tocada pela história. A Colleen tem um talento para me tocar com suas narrativas que nem sei como explicar.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo que a CoHo sabe fazer um livro maravilhoso, repleto de drama, mas esse, infelizmente, não me conquistou.

      Excluir
  12. Olá!!!
    Eu tenho que ler os outros livros da CoHo porque no momento eu só li "Talvez Um Dia" e fiquei acabada de forma que até hoje não sei explicar.
    Eu já ouvi falar muita coisa boa desse livro, mas essa é a primeira vez que ouço alguém falando que o livro não conquistou e é uma surpresa.
    Mesmo assim que bom que o livro tenha seus pontos positivos.

    lereliterario.bligspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura? Antes de começar essa leitura, vi muitas resenhas negativas e positivas. Na verdade, esse livro divide muito as opiniões. De qualquer forma, acredito que é questão de ponto de vista. Espero que você dê uma chance e ele te conquiste de alguma forma. E ah! Já li "talvez um dia" e amei.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.