sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

RESENHA | Red Quinn - clube secreto para cavalheiros, de C. Nan Bianchi

O que você faria se sentisse que sua vida estivesse arruinando? Até onde você seria capaz de ir para dar a volta por cima?


C. Nan Bianchi

Miriam vivia em sua cidadezinha junto com sua mãe. Elas não tinham muito dinheiro e sua mãe se esforçava o dia inteiro para conseguir uma grana e até mesmo dar um excelente futuro para sua filha. Ela sonhava que Miriam se casasse com alguém decente e tivesse a vida que sempre mereceu. O problema é que os planos mudaram...

Miriam era apenas uma adolescente quando se apaixonou pelo rapaz da sua cidade. Ele tinha fama de galanteador e não queria saber de um relacionamento sério, porém aos olhos dela, ele era um príncipe. As palavras mais doces e lindas ditas por ele só a deixou ainda mais encantada.


"A leitura é como o meu navio, minha esquadra de exploração particular. É nela que embarco toda vez que quero descobrir mais sobre o mundo que me cerca e, quanto mais eu leio, mais meu vicio nessa viagem e mais longe quero ir."

Só que o mundo não é um conto de fadas, não é mesmo? Após Miriam se entregar totalmente nessa relação cheia de juras de amor e promessas, e ter seu coração partido em milhões de pedaços, chegou a hora de partir para a nova vida. É hora de um recomeço!

+Leia também Aquilo que realmente importa


Sete anos depois ela está de volta à Inglaterra: vestida de vermelho da cabeça aos pés, totalmente diferente daquela garotinha assustada que saiu de lá tempos atrás e mais poderosa do que nunca! Ela decide que é hora de abrir um clube para cavalheiros e deixar seu corpo falar.


"Uma pessoa não deve viver pelos interesses de ninguém exceto os seus. Amar não devia ser abrir mão de sua independência, sua integridade física e psicológica!"

Neste clube há algumas regras e uma delas é que mulheres são proibidas. Diferente do que muitas pessoas pensam, não é um lugar para sexo; é um espaço apenas para os homens aproveitarem o seu tempo livre e relaxar.

Um clube cheio de segredos; o que será que ele nos reserva?

💭
C. Nan Bianchi

Eu tenho tantas coisas maravilhosas para falar sobre este livro que, sinceramente, não sei por onde começar. Vou começar agradecendo, mais uma vez, a autora C. Nan Bianchi pela confiança e por me deixar embarcar nesse novo romance e me encantar ainda mais pela sua escrita.

Sabe uma coisa que admiro muito na escrita da autora? Ela sabe como abordar um romance em diversos cenários. Quando li seu primeiro livro, “aquilo que realmente importa”, eu me apaixonei completamente por aquela personagem aventureira e apaixonada pela vida! Quando tive o prazer de ler sua segunda obra, “golden boys”, me encantei com aquele universo cheio de música e famosos. E agora, nesse seu novo livro, foi impossível não se encantar com esse clube e tudo o que a personagem fez para aceitar a sua nova vida.


"Amizade é uma coisa realmente preciosa, pode transformar qualquer momento, por mais difícil que seja, em algo melhor."

Para quem me acompanha há um tempo sabe que aos poucos estou me aventurando em romances de época e ler “red quinn” foi uma excelente experiência. Neste enredo temos uma personagem forte, determinada e que está além do tempo narrado. Você consegue imaginar no passado alguém ultrapassando todos os obstáculos, sozinha, e ainda abrindo um clube para cavalheiros? É quase impossível imaginar, mas a autora soube fazer isso perfeitamente.

+Leia também Golde Boys


A Carol me confessou que sua parte favorita do livro são aquelas noites no Red Quinn e preciso dizer que eu gostei bastante, principalmente quando a personagem começa a se envolver emocionalmente com o Duque Westminster. Ele, sim, é um perfeito cavalheiro e eu me apaixonei pela delicadeza e amor que ele passava para a querida Miriam. Era impossível não se apaixonar por seus encantos.


"Mas então descobri que existiam outros mundos por aí, centenas, milhares de realidades possíveis esperando para serem vividas e que sou livro para ir e vir."

Mas preciso confessar que o começo do livro sobre a vida da Miriam, antes dela se tornar essa personagem forte, também me cativou e muito! Logo quando acabei já comecei imaginar o desfecho que tudo isso levaria, mas nada comparado com o que a autora me apresentou. Eu fiquei surpresa e gostei de toda sensualidade envolvida no enredo. É uma sensualidade bem descrita, com uma ótima narrativa e que cativa o leitor.

Este livro mostra como como algo pode mudar a nossa vida para sempre. Não precisamos deixar o passado para trás, afinal, ele faz parte da nossa trajetória, mas temos que aprender com os nossos erros e dar a volta por cima em qualquer circunstância e tudo que nos prenda a ele.


"Acreditei cegamente no amor uma vez e minha vida inteira foi ladeira abaixo."

Abra as portas do seu coração e deixe Red Quinn dominá-lo e mostrar todos os segredos que nele se esconde.

Avaliação: 4 ❤


Título original: Red Quinn
Escritora: C. Nan Bianchi
Editora: Independente
Ano de publicação: 2018
Páginas: 233
Gênero: Romance / jovem adulto / literatura nacional / romance de época

SINOPSE
Miriam era uma garota ingênua e sonhadora aos dezesseis. Suspirava pelos romances arrebatadores que lia, mas quando o primeiro amor bateu à sua porta, não era nada parecido com aquilo que aprendera nos livros.
Sete anos depois, ela está de volta à Inglaterra, vestida de vermelho da cabeça aos pés e com ideias para lá de ousadas que vão chocar a conservadora e, até então, pacata sociedade londrina.
À frente do Red Quinn, o clube de cavalheiros mais secreto e exclusivo da capital, Miriam se verá no meio daqueles que são os solteiros mais cobiçados da aristocracia inglesa, entre eles, o sombrio anjo da morte, o todo poderoso Duque de Westminster.
Contando inúmeras histórias a fim de enredar aquele homem tão importante e intimidador, ela mal imagina que também esteja escrevendo a sua.
Um romance histórico sensual e envolvente, com uma protagonista cheia de atitude e dona de um humor afiadíssimo, que vai te fazer perder o sono e querer virar mil e uma noites em sua emocionante companhia!

Um comentário:

  1. Oi, tudo bem? Eu sou fã de romances de época, mas ainda não conhecia esse. Geralmente as histórias do gêneros são repletas de clichês e os personagens não fogem muito deles (parece que nessa história se encontram alguns também), mas adorei que essa tem uma identidade própria, apresenta uma história singular.
    Beijos, Adri
    Espiral de Livros

    ResponderExcluir