Livros com até 250 páginas para ler nas férias

julho 17, 2018

Demorou, mas saiu! Fiz uma seleção dos livros que já li e tem até 250 páginas para você se aventurar nessas férias.

Não está de férias, mas procura uma leitura rápida? Essas dicas também são para você! 

Aproveitem para conferir os 14 livros que separei.

dica de livros

Bela deseja para sua vida muito mais do que a pequena cidade provinciana de Villeneuve pode oferecer. Lá, ela se destaca da multidão com um ponto de vista único, uma independência vigorosa e um notável amor pelos livros. Ela anseia por viagens e aventuras, e por uma vida tão empolgante quanto as histórias que lê, mas, quando seu amado pai é aprisionado por uma fera em um castelo encantado, o destino de Bela muda para sempre. Ao arriscar sua liberdade e seu futuro, ela assume o lugar do pai, jurando-lhe que escaparia em segredo. No entanto, conforme aprende mais sobre a Fera e seu misterioso castelo, Bela descobre que pode haver mais sobre a história dele – e sobre a sua própria – do que ela jamais poderia ter imaginado.




1941. A União Soviética anexa os países bálticos. Desde então, a história de horror vivida por aqueles povos raras vezes foi contada.
Aos 15 anos, Lina Vilkas vê seu sonho de estudar artes e sua liberdade serem brutalmente ceifados. Filha de um professor universitário lituano, ela é deportada com a mãe e o irmão para um campo de trabalho forçado na Sibéria.
Lá, passam fome, enfrentam doenças, são humilhados e violentados. Mas a família de Lina se mostra mais forte do que tudo isso. Sua mãe, que sabe falar russo, se revela uma grande líder, sempre demonstrando uma infinita compaixão por todos e conseguindo fazer com que as pessoas trabalhem em equipe.
No entanto, aquele ainda não seria seu destino final. Mais tarde, Lina e sua família, assim como muitas outras pessoas com quem estabeleceram laços estreitos, são mandadas, literalmente, para o fim do mundo: um lugar perdido no Círculo Polar Ártico, onde o frio é implacável, a noite dura 180 dias e o amor e a esperança talvez não sejam suficientes para mantê-los vivos.
A vida em tons de cinza conta, a partir da visão de poucos personagens, a dura realidade enfrentada por milhões de pessoas durante o domínio de Stalin. Ruta Sepetys revela a história de um povo que foi anulado e que, por 50 anos, teve que se manter em silêncio, sob a ameaça de terríveis represálias.



“Nós temos cabelos castanhos. Olhos castanhos. Pele clara. Somos saudáveis, fortes e inteligentes. Mas só uma de nós já teve um segredo.”
Dahlia 16 vê seu rosto em toda multidão. Ela não tem nada de especial – é apenas uma entre as outras cinco mil garotas que foram criadas visando o bem da cidade. Ao conhecer Trigger 17, porém, tudo muda. Ele a considera interessante. Linda. Única. Isso significa que ele deve ser defeituoso.
Quando Dahlia não consegue parar de pensar nele – nem resistir a procurá-lo, ainda que isso signifique quebrar as regras – ela percebe que deve ser defeituosa também. Mas, se ela for defeituosa, todas as idênticas também são. E qualquer genoma com defeito descoberto deve ser recolhido. Destruído. Ser pega com Trigger não apenas selaria o destino de Dahlia, mas o das cinco mil garotas com o mesmo rosto. No entanto… e se Trigger estiver certo? E se Dahlia for mesmo diferente? Subitamente, a garota que sempre seguiu todas as regras começa a quebrá-las, uma a uma…



Bianca acabou de largar um curso de graduação de que não gostava, seus pais vão se divorciar e seus irmãos pequenos estão cada dia mais barulhentos. A oportunidade perfeita de escapar surge quando seu namorado, Miguel, resolve ir a Roma abrir uma empresa para o pai. Bianca decide que aprender italiano, arrumar um trabalho temporário e ajudar Miguel em seu negócio será um bom começo. O que parecia um sonho, porém, torna-se uma incerteza ainda maior quando Miguel fica sempre fora de casa, os empregos de Bianca não duram mais que uma semana, e, cada dia mais próxima de Enzo – o melhor amigo de Miguel, com quem moram –, ela começa a questionar seus sentimentos.





Conheça Harry, filho de Tiago e Lílian Potter, feiticeiros que foram assassinados por um poderosíssimo bruxo, quando ele ainda era um bebê. Com isso, o menino acaba sendo levado para a casa dos tios que nada tinham a ver com o sobrenatural pelo contrário. Até os 10 anos, Harry foi uma espécie de gata borralheira: maltratado pelos tios, herdava roupas velhas do primo gorducho, tinha óculos remendados e era tratado como um estorvo. No dia de seu aniversário de 11 anos, entretanto, ele parece deslizar por um buraco sem fundo, como o de Alice no país das maravilhas, que o conduz a um mundo mágico. Descobre sua verdadeira história e seu destino: ser um aprendiz de feiticeiro até o dia em que terá que enfrentar a pior força do mal, o homem que assassinou seus pais, o terrível Lorde das Trevas.
O menino de olhos verdes, magricela e desengonçado, tão habituado à rejeição, descobre, também, que é um herói no universo dos magos. Potter fica sabendo que é a única pessoa a ter sobrevivido a um ataque do tal bruxo do mal e essa é a causa da marca em forma de raio que ele carrega na testa. Ele não é um garoto qualquer, ele sequer é um feiticeiro qualquer; ele é Harry Potter, símbolo de poder, resistência e um líder natural entre os sobrenaturais. 



O pai dela surtou e foi internado. A mãe disse que ia viajar por uns dias e nunca mais voltou. Wren, sua irmãzinha, parece bem, mas já está tendo problemas na escola. Lucille tem só 17 anos, e todos os problemas do mundo. Se não conseguir arrumar um emprego para pagar as contas e fingir para os vizinhos que está tudo em ordem, pode perder a guarda da irmã. Sorte a dela ter Eden, uma amiga tão incrível que se dispõe a matar aulas para ajudá-la. Azar o dela se apaixonar perdidamente justo agora, e justo por Digby, o irmão gêmeo de Eden, que é lindo, ruivo... mas comprometido.
Essa luz tão brilhante é a história de uma garota que descobre uma grande força dentro de si enquanto aprende que a vida e o amor podem ser imprevisíveis, assustadores e maravilhosos – tudo junto e misturado.



Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.






Aos onze anos, Annie é uma garotinha corajosa o suficiente para encarar sozinha as ruas de Nova York perseguindo seu grande sonho: encontrar os pais. Deixada por eles em um orfanato quando ainda era um bebê, com pouco mais que um bilhete informando que voltariam para buscá-la, a menina leva uma vida difícil sob o comando da malvada Srta. Hannigan, diretora do lugar. Cansada de esperar que os pais retornem, Annie foge do orfanato e enfrenta as mais inesperadas desventuras. Sua sorte parece estar prestes a mudar quando ela é escolhida para passar as festas de fim de ano na mansão de um rico empresário. Mas será que Annie finalmente conseguirá realizar seu sonho e escapar da dura vida do orfanato?




Sorrisos Quebrados gira em torno de três personagens: a jovem Paola, a pequena Sol e seu pai, André. Os três são vítimas de violências distintas, que deixaram marcas profundas em cada um. Trata-se de uma história de superação de dores, magia, estrelas e de como importantes laços humanos podem se formar a partir da autoaceitação, da arte e da tolerância no cotidiano.











Seria muito simples, narrar pra vocês os períodos de primavera, em que sorri, ou corri atrás das borboletas. Seria muito simples, falar que o encanto da vida, se resume apenas em fases felizes. Não são assim os contos de fadas? Eu bem sei disso, afinal, antes de ser uma mulher, sempre fui uma menina.
Com sonhos, dentre tantas as outras, e com um punhado de ideologias como ser a garota perfeita. Logo chegaria a famosa fase das paqueras, o primeiro beijo, o casamento. AI MEU DEUS! E se eu não estivesse preparada? E se… a menina que existia dentro de mim, não estivesse pronta pra crescer?
Milhões de dúvidas, muitos caminhos a serem seguidos, e a grande expectativa. Eu vou conseguir (sobre)viver com todos esses anseios?
Depois de todos esses anos, eu resolvi contar a todos o que eu sei. O que eu vivi na pele, e todos os caminhos que ultrapassei para ser quem hoje, eu sou.
Embora espero que esteja ciente que este livro não é uma obra baseada em fatos reais. É mais que isso. Este livro é a minha vida. Ou chame-o de uma bela jornada do casulo, ao primeiro voo da borboleta.
Talvez você se encontre nele. Talvez chore com ele. Talvez esteja ainda vivendo o tempo do casulo. Mas quero trazer uma simples e breve mensagem a você;




A última coisa de que Mia se lembra é a música. Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... E o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas.








Será que vale a pena arriscar uma grande amizade em troca de um amor inesquecível?
Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento.
Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que eles morem sob o mesmo teto sem nunca ter vivido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro — pelo menos não para se envolver.
Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém seria mais ideal do que seu melhor amigo para lhe mostrar os prazeres da vida de solteiro… certo?
Mais que amigos é uma comédia romântica irresistível!




No congelante inverno do Ártico, Lumikki Andersson encontra uma incrível quantidade de notas manchadas de vermelho, ainda úmidas, penduradas para secar no laboratório de fotografia da escola. Cédulas respingadas de sangue.
Aos 17 anos, Lumikki vive sozinha, longe de seus pais e do passado que deixou para trás. Em uma conceituada escola de arte, ela se concentra nos estudos, alheia aos flashes, à fofoca e às festinhas dominadas pelos garotos e garotas perfeitos.
Depois que se envolve sem querer no caso das cédulas sujas de sangue, Lumikki é arrastada por um turbilhão de eventos. Eventos que se mostram cada vez mais ameaçadores quando as provas apontam para policiais corruptos e para um traficante perigoso, conhecido pela brutalidade com que conduz os seus negócios.
Lumikki perde o controle sobre o mundo em que vive e descobre que esteve cega diante das forças que a puxavam para o fundo. Ela descobre também que o tempo está se esgotando. Quando o sangue mancha a neve, talvez seja tarde demais para salvar seus amigos. Ou a si mesma.




Marin deixou tudo para trás. A casa de seu avô, o sol da Califórnia, o corpo de Mabel e o último verão agora são fantasmas que ela não quer revisitar. O retrato de uma história em que já não se reconhece mais. Ninguém nunca soube o motivo de sua partida. Nada se sabe sobre a verdade devastadora que destruiu sua vida.
Agora, ela vive em um alojamento vazio e está sozinha no inverno de Nova York. Marin está à espera da visita de sua melhor amiga e do inevitável confronto com o passado. As palavras que nunca foram ditas finalmente se farão presentes para tirá-la das profundezas de sua solidão.








Você pode gostar também: Livros com até 100 páginas

You Might Also Like

13 comentários

  1. Olá!
    Quantos livros maravilhosos! Praticamente todos que você citou estão na minha listinha de leitura. Já vi o filme ''Se eu ficar'', mas ainda não li o livro, mesmo tendo muita vontade.

    Adorei a lista!
    Beijos,
    Cantinho da Escrita

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Recomendo muito a Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista, é um dos livros que conquistou muito meu coração. E o mais incrível é que ele é tão curtinho, mas consegue envolver tanto! Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
  3. Oi!

    Gostei bastante da seleção, especialmente porque a grande maioria são livros que eu não conhecia. Desses só li "A Probabilidade Estatística do Amor a Primeira Vista" e faz muito tempo, mas lembro que gostei bastante e foi uma leitura rápida e muito gostosa.
    Dicas anotadas!

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá!!
    Morro de vontade de ler Dezesseis, ando lendo muitos livros do gênero ultimamente!
    Adorei a ideia do post <3.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  5. Amo leituras rápidas e fico feliz por ter lido grande parte da sua lista.
    Fiquei com vontade de ler Mais que amigos. Vi muitos elogios sobre a obra e fiquei com vontade de dar uma chance, mesmo sendo um gênero que não leia com frequência <3
    Adorei as dicas


    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  6. Adorei seu post e suas escolhas, alguns eu já li e amei, outros estou louca para ler, vou tentar nas férias agora. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Ahhhhhh!
    Melhor escolha de livros que você já fez aqui ♥
    Dezesseis é um livro incrível, eu ainda não sei porque parei a leitura. "Mais que amigos", "Essa estrela tão brilhante", "A Probabilidade estatística do amor a primeira vista" e "Sorrisos Quebrados" são livros que precisam de atenção, porque além de ter uma leitura "leve", eles tem um enredo que podem deixam o leitor com ressaca.

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  8. Arrasou nas dicas!
    Já li alguns dos livros (Sorrisos Quebrados, Vermelho como o Sangue, A Pedra Filosofal e Se Eu ficar) e outros estão na lista de desejados. Minhas férias já acabaram (aqui em Salvador as férias são em junho por conta das festas juninas), mas já anotei suas dicas pra ler no final do ano.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  9. Só dica boa! A propabilidade é um dos livros mais amorzinho que já li! Amo essa história e sinto saudades dela, acontece tão rapidamente que a gente nem percebe haha Eu to pra ler Estamos bem mas sei que preciso de preparo porque vai ser uma obra que vai mexer comigo.

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Amei suas indicações, é sempre bom ter um livrinho fininho para ler nas férias. É claro que o melhor da sua listinha é Harry Potter (melhor livro da vida!), mas Mais que Amigos também é uma fofura!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Achei legal este post e anotei os livros que me interessei. A Bela e a fera eu tenho, mas ainda não li. Já Dezesseis e amei! Quero ler Mais que amigos e acho que vou gostar de Estamos bem.

    Bjos
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  12. Olá...
    Adorei o post!
    Amei suas dicas... Dos livros que só li MAIS QUE AMIGOS e gostei bastante! Anotei várias dicas aqui ;)
    Belo post!

    ResponderExcluir
  13. Boa noite
    Caramba, até 250 páginas é algo difícil com meu gosto literário kkk, já tinha lido o Harry Potter e visto uma resenha sobre o Dezesseis que parece muito bom mesmo e fiquei interessado pelo Vermelho como o sangue.

    ResponderExcluir

Instagram

NO FACEBOOK

SOBRE

blog PS Amo Leitura
PS Amo Leitura surgiu em 2014 com o intuito de compartilhar o meu amor pela leitura com todos.

o que estou lendo

Skoob