Resenha: O jogo do amor/"ódio", de Sally Thorne

fevereiro 12, 2018

Quando você trabalha com o que gosta é uma sensação maravilhosa, não é mesmo? Mas imagina ter que olhar todo dia para uma pessoa que você não suporta e pior: essa pessoa trabalha na mesa de frente a sua! É o eterno dilema entre Lucy Hutton e Joshua Templeman.



Lucy sempre sonhou em trabalhar em uma editora. Joshua trabalhava em uma editora concorrente. Mas com os grandes acontecimentos, houve uma fusão. Alguns funcionários foram mandados embora; outros permaneceram com o emprego. E foi assim que eles se conheceram e começaram a trabalhar juntos.

Eles realmente se odeiam! E deixam isso explícito por conta do humor, das respostas atravessadas, dos olhares de ódio, de senhas de computadores... e tudo vai agravando quando uma nova vaga aparece no departamento. Ambos irão concorrer essa promoção e o ódio cresce ainda mais!


“Livros eram, e sempre seriam, uma entidade mágica, algo que deveria ser respeitado.” (pág. 08)


Será que todo esse ódio correndo em suas veias poderia ser amor? Lucy acha que isso é impossível. Como ela seria capaz de amar um homem como Joshua? Ele é lindo, mas seu jeito de ser a incomoda completamente e é através de umas brincadeiras entre eles que ela descobrirá quem ele realmente é.

Há uma possibilidade de uma promoção. Lucy está confusa em relação aos seus sentimentos. O que será que ele pensa a respeito dela? Mas ela não deixará que nada, nem mesmo ele, atrapalha seus jogos e sua disputa para essa promoção. Afinal, como tudo isso irá acabar?


“É estranho andar e tentar enxergar as coisas pelos olhos de outra pessoa.” (pág. 181)



"O jogo do amor/ódio" é um livro fofo, engraçado e completamente clichê. Desde o começo você já imagina como tudo irá acabar e conforme a história vai desenrolando, você tem certeza! Mas isso não impediu de ser uma boa leitura e uma boa distração.

Os personagens do livro são completamente carismáticos e mesmo eles se odiando o tempo todo, você é conquistada por ambos. Impossível não rir de Lucy descrevendo seu ódio por Joshua, assim como é impossível não rir de Joshua tentando passar a perna nela para ganhar essa promoção.


“A vida começou a parecer uma grande chance de transformar cada momento em uma memória.” (pág. 303)


Aliás, tudo isso mostra uma grande realidade, não é mesmo? Muitas vezes temos que trabalhar com pessoas das quais não gostamos ou até mesmo viver por situações complicadas por conta do trabalho. E acho que foi isso que me conquistou ainda mais neste livro, além da escrita maravilhosa da autora.

Há cenas sexys no livro e isso realmente me incomoda em qualquer história. Então, aqui vai mais um ponto: o livro gira em torno do ódio entre os personagens e a promoção. Ok. E essa disputa foi acontecendo no decorrer dos capítulos, porém, a explicação final foi dada na última página. 


“Se você soubesse das milhares de coisas que acontecem e podem acontecer toda vez que você respira, não suportaria viver.” (pág. 342)



Exceto isso, Sally Thorne tem uma escrita simples, leve, descontraída e cativante. O livro é narrado no ponto de vista de Lucy e pode ter certeza: a diversão é garantida com ela e seu ódio mortal pelo personagem.


Avaliação: ❤❤❤❤


Título original: The hating game
Escritora: Sally Thorne
Editora: Universo dos Livros
Ano de publicação: 2017
Páginas: 400
Gênero: Chick-lit / romance / literatura estrangeira / ficção

SINOPSE | SKOOB
"Sally Thorne surge na cena literária apresentando um ambiente de trabalho hilário e sensual em uma comédia sobre aquela conhecida linhazinha tênue entre o amor e o ódio. Lucy Hutton e Joshua Templeman se odeiam. Não é desgostar. Não é tolerar. É odiar. E eles não têm nenhum problema em demonstrar esses sentimentos em uma série de manobras ritualísticas passivo-agressivas enquanto permanecem sentados um diante do outro, trabalhando como assistentes executivos de uma editora. Lucy não consegue entender a abordagem apática, rígida e meticulosa que Joshua adota ao realizar seu trabalho. Ele, por sua vez, vive desorientado com as roupas coloridas de Lucy, suas excentricidades e seu jeitinho Poliana de levar a vida. Diante da possibilidade de uma promoção, os dois travam uma guerra de egos e Lucy não recua quando o jogo final pode lhe custar o trabalho de seus sonhos. Enquanto isso, a tensão entre o casal segue fervendo, e agora a moça se dá conta de que talvez não sinta ódio por Joshua. E talvez ele também não sinta ódio por Lucy. Ou talvez esse seja só mais um jogo."

You Might Also Like

13 comentários

  1. Oii!

    Pela resenha achei o livro bem interessante e com uma história um pouco fora da usual, né!
    Vou colocar na minha wishlist. Obrigada!

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Esse parece aquele tipo de filme que a gente já sabe o inicio, o meio e o fim,mas mesmo assim não consegue desgrudar o olho da tv....
    Primeira resenha que leio sobre ele, e já fiquei louca de vontade de ler, parece ser uma leitura leve e divertida de se acompanhar. Uma super dica depois de uma leitura mais pesada e tal.

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Essa sinopse parece muito com o livro da Christina Lauren, não sei se já viu, mas esqueci o nome. Eu quero ler mesmo assim, porque adoro um clichê e também porque a capa é linda demais. Acho que vou gostar!
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  4. Oie!
    Eu adorei esse livro, tinha lido uma resenha rápida sobre ele e já tinha interesse m ler agora mais do q nunca, me agradou bastante o enredo, vai para os favoritos com toda ctz!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Oiieee

    eu ja bem que esperava isso de ser um livro bem clichê, ams realmente tme pinta de ser divertido, até hilário, daqueles que te faz sorrir até nas cenas mais óbvias. Quero ler mais adiante, acho que é uma história fofa que deve valer a pena.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  6. MENINA, EU ADOREI SEU BLOG E JA QUERO ESSE LIVRO, to marcando como desejado
    ahaha adoro um cliche
    marquei no Skoob ja rs
    E essas frases, gente?E QUELIVRO BONITINHO!

    Menina! É super impactante e lindo de viver, né?Dá mesmo uma outra visão de vida, é a coisa mais linda do mundo <3

    Obrigada lindona <3 seu comentário me deu forças para esse dia1
    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
  7. Oii
    Não dá para negar que a história rosa é clichê, mais deve ser uma delícia acompanhar esse casal que vive que nem gato e rato, uma comédia romântica perfeita.
    Não me incomodo com as cenas hots, só quando elas são exageradas, acho que todo romance tem que ter um pouquinho de sensualidade!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oii, achei bem interessante a premissa do livro, não conhecia, amei a resenha
    -Beijos,Carol!
    http://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá.
    Eu adoro chick-lits e achei a premissa desse livro bem divertida e despretensiosa.
    Mesmo já sabendo como a história vai acabar, é sempre bom fazer essas leituras tranquilas e fluidas.
    Já fiquei super curiosa para saber o que Lucy e Joshua aprontam um com o outro. Deve haver muitas cenas cômicas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Não tinha conhecimento desse livro, mas vejo que há uma história muito comovente é bem interessante. Onde sempre há ódio há amor e isso é fato, então com certeza haverá um romance super fofo. Já anotei na lista de leitura.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  11. Logo na primeira frase do post, percebi que a obra era um clichê sem pensar duas vezes. Ah, mas isso não tira o charme do livro, certo? Adorei o design do livro e achei super legal a trama rolar em torno de uma promoção, torna as coisas um tanto mais real.

    ResponderExcluir
  12. Aaaaa adoro esses clichês em que um odeia o outro e depois se amam,super leria esse livro ❤

    ResponderExcluir
  13. Achei um livro bem Clichê porém Fofo é interessante a ideia dos dois serem workaholics eu gosto de quando os protagonistas se odeiam mas acabam se envolvendo amorosamente depois

    ResponderExcluir

curta no facebook

sobre o blog

blog PS Amo Leitura
Blog PS Amo Leitura, 2014
O blog surgiu com o intuito de compartilhar o meu amor pela leitura com todos.

o que estou lendo