Resenha | Mais fortes, mais velozes, mais belos, de Arwen Elys Dayton

by - abril 03, 2020

Mais fortes, mais velozes, mais belos”, publicado pela Plataforma21, vai interconectar seis histórias em um futuro totalmente distópico.

Arwen Elys Dayton
Foto: PS Amo Leitura


Esse é um livro de um gênero que eu gosto muito, porém que foi escrito de uma forma totalmente diferente. Você já imaginou a possibilidade de passar por transformações genéticas e uma forma diferente da extensão da vida?

Mais fortes, mais velozes, mais belos” é dividido em seis contos. Cada conto é narrado de um personagem diferente, com situações genéticas de forma diferente e como a ciência avança ao longo dos anos, mas, que no final, as histórias se conectam, questionando muito sobre a ciência e questões éticas.

Sabe a sensação de quando você se machucou, mas a dor ainda não lhe alcançou? Nesse momento, estou tendo essa sensação. (pág. 22)

Arwen Elys Dayton
Foto: PS Amo Leitura
Se eu contasse um pouco mais de cada acontecimento dos contos, isso, sem dúvidas, entregaria toda a história e acabaria com as emoções e questionamentos ao longo dos capítulos. Tudo que posso dizer é que a ciência está modificando corpos e salvando vidas.

Esse livro me trouxe algumas reflexões como: até onde eu iria para salvar alguém que eu amo? Seria capaz de agir a favor da ciência ou deixaria a minha fé guiar? Precisamos modificar nossos corpos para encontrarmos a felicidade? Até que ponto essas alterações são aceitáveis?



Arwen Elys Dayton
Foto: PS Amo Leitura

Sem dúvidas, a autora Arwen Elys Dayton fez uma obra com um olhar distorcido para o futuro, que instigou em cada página, deixando a sensação de querer ler mais e saber mais do porquê as pessoas estão a todo momento em busca da perfeição.

A escrita da Arwen é realmente boa, o livro é bem fluído e os questionamentos são a peça chave dessa obra, pois o avanço da ciência é enorme e percebemos como pode crescer cada vez mais com o passar dos anos.

Porque o preconceito estava por toda parte. Você não percebia isso até cruzar uma linha invisível e se tornar o centro das atenções. (pág. 53)

Arwen Elys Dayton
Foto: PS Amo Leitura
Para quem está começando ler o gênero de ficção científica e um mundo distópico, recomendo que leia “mais fortes, mais velozes, mais belos”. Ele traz questionamentos e reflexões de como o mundo poderia ser.

Fãs das séries Black Mirror e Westworld vão gostar dessa obra.




Título original: Stronger, faster and more beautiful
Escritora: Arwen Elys Dayton
Editora: Plataforma21
Páginas:360
Lançamento: 2020
Gênero: distopia / jovem adulto / ficção científica

SINOPSE
Seis histórias interconectadas num futuro distópico. Uma obra extraordinária que explora as incríveis possibilidades da manipulação genética e extensão da vida, bem como os dilemas éticos que podem trazer esses avanços. Os resultados vão do divino ao monstruoso. Profundamente reflexivo, comovente, aterrorizante e cheio de ação, um livro inovador tanto na forma como no conteúdo.


You May Also Like

11 Comments

  1. Que obra incrível, não a conhecia e adorei sua opinião sobre ela, fiquei bem empolgada pela leitura, dica anotada pro aqui!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! É um laçamento de março da Plataforma21. Realmente vale a pena!

      Excluir
  2. Olá, tudo bem? Que premissa mais diferente! Não conhecia o livro ainda, mas achei bem interessante e fiquei curiosa para ler. Ótima dica e resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A premissa é diferente mesmo :) e como é um lançamento da editora, merece todo o destaque!

      Excluir
  3. Contos são sempre bem vindos, e se trazem então o conceito da distopia, logo a leitura vai ser em sua mente principalmente e pode prender bastante a atenção. É um lançamento recente, então ainda não havia conhecido, mas graças a sua resenha e indicação irei procurar e adquirir. A obra em si é bem legal como descreve, então vai ser uma boa leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado. E sim, tem um conceito bem distópico e vale muito a pena conhecer. A gente acaba se envolvendo com toda a trama.

      Excluir
  4. Não conheço o trabalho da Arwen, mas parece ser uma leitura interessante, fiquei curiosa em saber como retrataram esse avanço da ciência no livro. Adorei a dica e sua resenha!

    ResponderExcluir
  5. Oi Fabiana.

    Eu estou conhecendo este livro através da sua opinião e parece ser uma história bem interessante. Vou adicionar na lista de desejados pois sabendo que a escrita é boa e fluída aumenta mais a chance de lê-lo em breve. Obrigada pela dica.

    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Parece bem interessante, lembrei de alguns livros que li e fiquei mais curiosa ainda.
    Preciso ler mais esse estilo, ele instiga a imaginação e reflexão sobre o que já existe e o que poderá existir,
    Amei a dica. Parabéns pela leitura ok!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Achei interessante, tanto o livro como a proposta dos contos, conforme fui lendo sua resenha fiquei um tanto pensativa em suas palavras o que eu faria para salvar alguém que amo, isso é reflexivo e profundo só passando pela situação para ter certeza. Parabéns por sua resenha fiquei curiosa em ler esses contos, obrigado pela dica, bjs!

    ResponderExcluir
  8. Achei a proposta do livro diferente e fiquei bem curiosa como essas histórias se ligam e por adorar distopia, mesmo lendo pouco, já inclui o livro na lista de desejados!!!!

    ResponderExcluir