Resenha | Um caminho para a liberdade, de Jojo Moyes

Viajar pelas montanhas do EUA para compartilhar leitura e enfrentar todos os preconceitos da época por simplesmente ser mulher, é o que a autora Jojo Moyes vai apresentar no seu novo livro – um caminho para a liberdade – que foi publicado primeiramente pelo clube do Intrínsecos, da Editora Intrínseca.

Jojo Moyes

Realmente um caminho para a liberdade

O título do livro não poderia ser mais verdadeiro. Ele vai contar a história de quatro mulheres que buscavam os seus direitos acima de tudo; buscavam compartilhar literatura, mostravam que eram capazes de qualquer atividade, assim como os homens, e também que não tolerariam nenhuma agressão, seja ela física ou mental.

A personagem principal é Alice Wright que descobre que se casar e partir para os Estados Unidos não era o que ela esperava. Ela não imaginou que deixar a sua família e morar com o marido poderia ser uma prisão e isso se deve, principalmente, pelo seu sogro por achar que mulheres não possuem nenhum valor.

O que você faria para se livrar desses problemas? Alice cria um projeto de biblioteca itinerante a cavalo, onde ela irá viajar pelas montanhas do EUA para compartilhar a leitura e muito amor para todos, fazendo com que a leitura seja um refúgio para muitos.

Apesar de ser algo narrado em um cenário do Kentucky rural pós-Depressão, é algo que vemos muito nos dias de hoje, onde muitas vezes as mulheres não podem expor a sua opinião, não tem direito de sua liberdade de expressão. E é com uma escrita rica em detalhes que a Jojo Moyes vai contar a história de Alice e essas três mulheres, e de muitas outras.

Jojo Moyes

De todos os livros da autora, esse, sem dúvidas, é uma obra mais política

O que achei incrível em “um caminho para a liberdade” foi a forma como Jojo Moyes retratou todos os preconceitos da época, mas que – infelizmente – permanecem até hoje. Apesar de elas viajarem e compartilharem a leitura, dando refúgio para muitas pessoas através das páginas, elas são as que mais se beneficiam com isso, pois o conhecimento é maior poder que podemos ter.

Imagina que se hoje em dia ainda temos problemas de liberdade de expressão, imagina em 1936 que é quando os acontecimentos são narrados? Naquela época, as mulheres eram apenas para casar-se e pronto. Não podiam ter um hobby, não podiam tomar decisões, não podiam fazer nada. É difícil imaginar como deve ter sido uma época difícil.

Apesar de todos os acontecimentos, o livro não me conquistou da forma como eu esperava. Claro que Jojo é maravilhosa e tem uma delicadeza em sua escrita, pois ela é completamente rica em detalhes. A autora tenta detalhar tudo e incluir o leitor no cenário apresentado, porém, achei a leitura um pouco cansativa.

O fato de não ter me cativado como eu esperava, talvez tenha sido porque coloquei muita expectativa em uma obra, mas isso é apenas a minha opinião porque esse livro precisa ser lido. Essa obra, como já relatei, apresenta temas que precisam ser discutidos e precisam que todos conheçam.

Jojo Moyes

É preciso ter coragem para enfrentar seus maiores receios

De todas as lições do livro, a que mais marcou foi que você precisa enfrentar todos os problemas, encarar tudo de frete, lutar por aquilo que você acredita e ama, e jamais deixar que o medo fale mais alto ou alguém fale por você.

Um caminho para a liberdade” é um livro que vai causar um misto de emoções, desde raiva até suspiros e você vai conhecer muito de uma época onde lutar pelos seus direitos era algo quase impossível.

Jojo Moyes


adicione no skoob: um caminho para a liberdade | 3,5 ❤
*livro recebido em parceria paga com a editora.


Título original: 

Escritora: Jojo Moyes

Editora: Intrínseca
Páginas: 368
Lançamento: 2019 (primeiro pelo clube de assinatura Intrínsecos)
Gênero: romance 

Os sonhos de Alice Wright se transformam numa estranha realidade quando ela descobre que se casar e partir rumo aos Estados Unidos não significa exatamente o que imaginava. Não demora para a inglesa perceber que a liberdade que teria ao se afastar da família e ir morar com o marido se torna, na realidade, uma prisão - grande parte por conta de um sogro incapaz de perceber as mulheres como seres pensantes e autônomos. Um caminho para a liberdade tem como cenário o Kentucky rural pós-Depressão, mas o drama vivido por Alice e outras quatro mulheres, inconformadas com o lugar de submissão que lhes é imposto, é um problema dos dias de hoje.
Na história, a reação de Alice vem sob a forma de um projeto de biblioteca itinerante a cavalo, liderado por Margery, mulher abominável e rebelde do ponto de vista daqueles que defendem "a moral e os bons costumes", mas que logo se mostra uma amiga fiel e inspiradora.
Ao levar entretenimento e informação aos lares mais remotos, Alice e suas companheiras logo entendem que quem mais se beneficia com esse esforço são elas mesmas. O preconceito, o racismo e o obscurantismo persistente se mostram frágeis quando confrontados com o poder do conhecimento. Mas como resistir à pressão daqueles que lutam pela manutenção dos velhos costumes e preferem permanecer nas sombras? É o que esse grupo de mulheres vai descobrir, em uma história por vezes romântica, por vezes engraçada, mas que também é a obra mais política de Jojo Moyes, como ela própria afirma em entrevista à revista intrínsecos. A mais recente obra de Moyes é, a um só tempo, tanto uma ode à literatura quanto uma viagem de autoconhecimento que emancipa aqueles que a escolhem.
Resenha | Um caminho para a liberdade, de Jojo Moyes Resenha | Um caminho para a liberdade, de Jojo Moyes Reviewed by PS Amo Leitura on setembro 27, 2019 Rating: 5

36 comentários:

  1. Eu amo a escrita da Jojo, então estou bem ansiosa para esse.
    Achei linda a capa da edição normal, e acho que a editora arrasou na escolha do título.
    Essa premissa está muito convidativa e gostei de conhecer sua opinião sobre o livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagina quando o livro chegar às livrarias? Vai chamar muita atenção! E realmente, tem uma premissa bem convidativa e cheia de emoções.

      Excluir
  2. O livro me parece bem atual, trazendo além dos problemas sociais e políticos, a luta da mulher para impor suas vontades e não se deixar intimidar.
    Gosto da Jojo e já quero ler.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, de todos os livros da Jojo, esse sem dúvida é bem político. Apesar de tratar de assuntos antigos, são tão atuais também, né?

      Excluir
  3. Dessa vez o Intrinsecos está arrasando mesmo. Já conheço a autora e li algumas obras dela, estou bem curiosa para ler seu novo livro!

    Beijos
    Imersão Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nem tenho o que falar hahaha adorei essa novidade! Espero que tenha a chance de ler essa obra.

      Excluir
  4. Olá, adorei sua resenha, eu adorei essa edição do clube e to louca para ler meu exemplar, gostei das suas considerações sobre o livro de forma geral espero ter uma boa leitura!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nem tenho o que falar, pois fiquei totalmente apaixonada nessa caixinha da intrínsecos! Espero que leia e curta também.

      Excluir
  5. eu nunca me interessei pelos livros da autora, mas achei bem interessante isso de fazer personagens femininas mais fortes, eu realmente tô numa busca por livros assim, que mostrem a força que a gente tem.
    Adorei isso de envolver politica, força, feminismo numa época que essa palavra nem existia, muito legal mesmo! Amei a dica e já quero ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, espero que dê uma chance a autora, pois ela tem histórias maravilhosas para contar. O fato desse ter te chamado atenção, é ainda melhor! Então, leia Jojo <3

      Excluir
  6. Eu amo a Jojo
    Já li todos os livros dela
    E agora esse sobre empoderamento feminino, e livros??
    Não posso deixar de ter♥️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é bem diferente dos livros que estamos acostumados a ler da autora, mas é um livro que vale a pena.

      Excluir
  7. Oii! :)
    Eu só li dois livros dela até hoje, mas gosto bastante da forma como consegue contar uma história. Esse livro com certeza vai entrar para minha lista! Adoro livros assim, porque sempre me deixam com vontade de mudar as coisas e evitar que voltem a acontecer. Com certeza é um livro que merece ser lido!

    Beijos
    www.ventodoleste.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E com certeza merece ser lido! Espero que leia e a leitura te cative de alguma forma.

      Excluir
  8. As mulheres sempre estão lutando por seus direitos, é interessante ver sempre as obras retratando isso principalmente em épocas passadas, quando seus direitos eram bem menos que na atualidade. Essa ideia da Alice de levar livros até as pessoas para que possa ser tipo um refugio é linda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! A ideia é realmente maravilhosa e são assuntos tão atuais! Espero que você dê uma chance ao livro e curta a narrativa.

      Excluir
  9. Olá!
    Eu tenho um certo preconceito com a Jojo, pois me da a impressão que os livros dela são todos iguais, entretanto esta resenha me chamou a atenção de uma maneira diferente. Muito bom ela colocar um tema mais politico em seu livro, mesmo que o assunto seja romance tem que ser algo para "ensinar", por assim dizer, seus leitores que são mulheres em sua maioria.
    Não sei se é um livro que eu leria, esta é a primeira resenha ainda que vejo, mas é interessante e irei aguardar novas opiniões.

    Silviane, blog Memento Mori • @kzmirobooks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De todos os livros da Jojo, esse realmente é bem diferente dos outros. Eu acredito que sempre aprendemos algo com os livros, sabe? Mas esse ensinou coisas de forma diferente. Espero que encontre mais resenhas em breve e te motive a ler.

      Excluir
  10. Oiii ❤ Nossa, numca me interessei tanto por um livro da Jojo Moyes! Gostei muito da premissa dessas mulheres encontraram um refúgio nos livros.
    Ms agrada muito que essa obra traga a falta de direitos e liberdade da mulher como tema.
    É tão triste que ainda hoje as mulheres não tenham seus direitos completamente igualado ao dos homens, que sejamos vistas como inferiores aos homens. Que antigamente as mulheres "serviam" apenas para casar e ter filhos, que não pudessem tomar suas próprias decisões.
    Gostei dessa lição de que devemos enfrentar o nosso medo, pois isso é algo muito importante.
    Com certeza vou querer fazer essa leitura, ainda mais por falar de temas que gosto de ler sobre.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa :( os livros da Jojo são realmente maravilhosos, vale muito a pena conhecer. Espero que leia esse livro e ele te conquiste. É realmente aquele livro que traz muitas lições mesmo.

      Excluir
  11. Olá!
    O meu primeiro contato com a autora foi Como eu era antes de você e para mim foi a melhor leitura, me teve uma boa ressaca literária. Ao ver que ela lançou mais um novo livro e com temas interessantes, parece ser incrível. Já vi esse lançamento, mas não tinha conhecimento sobre a trama, agora sim fiquei curiosa por ela. Espero muito poder ler!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Como eu era antes de você" é um livro incrível mesmo! Um dos meus favoritos, mas esse livro é totalmente diferente, mas que vale a pena conhecer.

      Excluir
  12. Olá! ♡ Tenho que confessar que antes de ler sua resenha eu não tinha muita vontade de ler algo da Jojo Moyes, mas depois de ler seu post me vi muito interessada em conhecer essa história.
    Achei muito bonito o projeto que a Alice criou para compartilhar a leitura, pois de fato, a leitura é um refúgio maravilhoso, que nos permite sonhar ♡
    É tão triste e revoltante que as mulheres ainda sofram tanto, que vivamos em uma sociedade tão patriarcal e machista, que sempre quer nos calar e nos privar da liberdade de expressão. Não consigo nem imaginar o quão difícil era ser mulher na época em que o livro se passa, se hoje em dia as coisas são difíceis, imagine como antes.
    Quero muito fazer essa leitura, a autora tratou no livro temas tão importantes e que precisam ser trabalhados!
    Obrigada pela indicação! Beijos! ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente triste que são assuntos antigos, mas que ao mesmo tempo é tão atual. Espero que você dê uma chance para a Jojo e se apaixone por ela, assim como eu.

      Excluir
  13. Olá, tudo bem? Só li um livro da autora, que amei, então com certeza pretendo ler outros dela, inclusive esse. É uma pena que a história não tenha sido tão boa quanto tu esperava. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguns pontos deixaram a desejar, mas de qualquer forma, é um livro que vale a pena conhecer, principalmente dos temas abordados.

      Excluir
  14. Não li nada da Jojo além de Como Eu Era Antes de Você e esse livro parece ser bem diferente. Que pena que não te conquistou, a história parece boa.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro me conquistou em algumas partes, sim. Não como eu esperava, mas é uma boa história :)

      Excluir
  15. Ainda não li nada da autora mas já peguei emprestado na biblioteca da minha mãe, pretendo ler ainda esse ano. Esse novo ainda não tinha lido nenhuma resenha e a sua me deixou bem curiosa. Que projeto lindo esse da personagem levar livros a lugares isolados. Amei!!!
    Parabéns pela leitura e resenha. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um projeto incrível mesmo e fico imaginando como tudo era feito naquela época. Espero que tenha a chance de conhecer a escrita da Jojo e se apaixone.

      Excluir
  16. Oi Fabiana.

    Adoro quando o livro causa um misto de emoções, especialmente quando eu ainda não tive nenhuma informação sobre ele. Sua resenha é a primeira que leio e você deixou muito pontos positivos da história. Vou adicionar na minha lista de desejados.

    Bjos
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado e espero que o livro te surpreenda positivamente também.

      Excluir
  17. Oi!
    Não conhecia esse livro, adorei o título acho muito original, pelo que se trata o conteúdo. Ainda vivemos num tempo que muitas mulheres não tem escolha, é uma luta constante pelos direitos e as vezes até pela sobrevivência.
    Fiquei curiosa em ler o livro por causa de sua resenha, me intrigou em saber mais das personagens e dos desafios na sua frente e em como vai terminar esse livro, obrigado peal dica, parabéns pela resenha. Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me diga! É um livro que se passa em 1916, mas que ao mesmo tempo relata muitos assuntos da atualidade. Fico realmente feliz que minha resenha tenha te despertado interesse. Espero que curta a leitura.

      Excluir
  18. Olá!
    Quero muito ler este livro apesar de não gostar muito da escrita da autora, mas sim por saber que é o livro mais politico dela e por trazer uma personagem tão forte! Uma pena que a trama não te conquistou, espero que comigo seja um pouco diferente para que eu consiga gostar mais da narrativa da Jojo!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho a escrita da Jojo incrível demais! Espero que esse, de alguma forma, te conquiste e surpreenda.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.