terça-feira, 14 de maio de 2019

RESENHA | Imperfeito olhar, de Júlia C. Marques

As palavras são capazes de mudar algumas ações, mas são as atitudes que definem quem nós somos. Em “imperfeito olhar”, publicado pela Editora Coerência, vamos conhecer na flor da pele o poder das palavras.

Júlia C. Marques



O ENREDO

Devido a todo sofrimento que enfrentou nos últimos anos, Anastácia Adams é aquela personagem fechada para a vida e com medo de se abrir para qualquer pessoa. Tem medo que de deixar alguém entrar novamente em seu coração e destruir cada parte de sua existência.

Um certo dia, quando ela conhece um homem e oferece um emprego, Anastácia sabia o quanto aquilo seria arriscado e o quanto isso poderia mudar a vida dos envolvidos, mas o que ela não imaginava era que algo pudesse mudar a vida dela.


"Você nunca acha que está pronto para fazer algo, nunca tem cem por cento de certeza de que vai dar certo, de que vai conseguir. Muito pelo contrário. Seu estômago se contai, se revirando, como se quisesse avisar que há algo de errado, como se quisesse alertar de que alguma coisa não está bem, mas a verdade é que não há qualquer necessidade de lembretes, porque o coração acelerado, os pensamentos de que tudo dará terrivelmente errado, já dizem tudo que você precisa saber." (pág. 07)

Dentro dessa nova casa junto com Kalel, Alec e sua mãe, ela se vê criando um sentindo e um vínculo com todos eles, assim como eles precisavam dessa atenção pois também estão passando por momentos difíceis. O problema é que ela não deveria se deixar levar por todas as emoções!

Júlia C. Marques
Estão pagando-a para outros serviços e não ser amorosa com nenhum deles. Mas o medo, a dúvida e os sentimentos do passado estão conflitando e tudo o que ela deseja é que todas essas sensações sumam e é nessa hora que ela precisa decidir por qual caminho ela deseja seguir.


"As coisas mudam com facilidade demais e as pessoas têm que aprender a lidar com todas as mudanças, tomando cuidado para não permitir ser por elas afogado." (pág. 25)

OS PERSONAGENS

Em “imperfeito olhar” nós temos uma personagem que está perdida em sua vida após tanto sofrimento. Ela não sabe por qual caminho seguir, não sabe se deve seguir definitivamente o coração ou se deve agir com a razão. Uma personagem que precisa de respostas e precisa se encontrar nessa longa jornada.

Assim como temos também Alec, um personagem que está passando por momentos difíceis e precisa pegar toda a força que existe dentro de si para passar ao seu pequeno filho. Após a morte de sua mulher, sua vida não foi mais a mesma. A sensação de vazio e tristeza assombra-o todas as noites.


"Você pode ir embora. Pode se mudar, se esconder na cidade mais distante e inóspita que conseguir encontrar, isso não irá tornar sua vida mais fácil. Não vai ser uma página em branco, como alguns podem imaginar, porque o problema não está necessariamente no lugar, mas sim na pessoa." (pág. 158)

Apesar de todo o sofrimento e todo questionamento de Anastácia, eu não consegui entender qual a idade desses personagens. Durante a narrativa imaginava que eles eram apenas adolescentes, mas em outros imaginava que eram adultos com grandes conflitos. Essa falta de informação foi o que me deixou um pouco confusa e não me apeguei com os personagens.

Em contrapartida, cada dor, dúvida, sofrimento e questionamento de cada um era deixado bem explicito no livro. Isso me fez sentir todas as mesmas emoções que eles e até mesmo me questionar por qual caminho eu seguiria em uma situação como aquela.


"Se expressar significa mostrar quem você é. Significa deixar que as outras pessoas vejam uma parte de você, uma parte que não podem ver quando simplesmente te olham, uma parte que faz com que te enxerguem de verdade." (pág. 198)

Júlia C. Marques

A NARRATIVA

Os capítulos do livro são intercalados entre o presente e o passado, trazendo aquela sensação de que o leitor conhece perfeitamente a trajetória e todos os problemas enfrentados pela personagem e até mesmo justificando o caminho que ela decidiu seguir.

A escrita da Júlia C. Marques ajuda ainda mais nessa transição da personagem! Ela possui uma narrativa leve e com riqueza de detalhes, deixando o leitor totalmente ciente de todos os acontecimentos.


"Não saber o que virá em seguida não significa que não podemos aproveitar o hoje. Não saber o que está reservado para nós não significa que não possamos escolher o que queremos para o agora,não quer dizer que não possamos sentir." (pág. 243)

Apesar dessa riqueza de detalhes ser algo realmente maravilhoso, em muitos momentos tornou-se repetitivo. Acredito que se em alguns pontos não existisse uma repetição de descrição, tudo teria fluído com mais facilidade. Mas isso é só um detalhe; não é algo que irá atrapalhar a obra.

FINALIZANDO...

Júlia C. MarquesImperfeito olhar” é aquele livro cheio de mistério e com romance na medida certa. Muitas coisas acontecem em cada momento da narrativa, prendendo a atenção e fazendo você questionar o que irá acontecer a seguir. Desperta a curiosidade e o interesse em muitos aspectos, principalmente no final.

E por falar em final... ele é surpreendente. Após todos os relatos em cada capítulo, você percebe que será diferente e que Anastácia tomou a sua decisão, o final vem e muda totalmente de rumo. Realmente chocante!


"Afinal, as pessoas mudam, seja por um amor ou pelo destino, o fato é que todo mundo muda em algum momento." (pág. 364)

Este é aquele livro que mostra a importância das palavras, como elas podem ferir e como elas podem ser tudo o que você precisa naquele momento; assim como as atitudes podem demonstrar quem você realmente é e quem você gostaria de ser.

Se você procura uma leitura para te surpreender, leia este livro. Ele vai além do que a capa e a sinopse são capazes de dizer.

"Existem coisas na vida que, por mais que nos preparemos, por mais que planejemos cada detalhe, cada mínimo passo, jamais estaremos preparados o suficiente. Existem decisões que abrem novas feridas, que fazem com que queiramos eternizar um único instante, o último segundo daquilo que foi bom, que foi o melhor que poderíamos imaginar, muito melhor do que teríamos conseguido se tivéssemos simplesmente perdido." (pág. 450)


Avaliação: 3 ❤ - adicione no skoob: imperfeito olhar
*livro recebido em parceria com a editora coerência.

Título original: Imperfeito Olhar
Escritora: Júlia C. Marques
Editora: Coerência
Páginas: 486
Lançamento: 2019
Gênero: suspense / mistério / romance

SINOPSE
Mais que nossas palavras, são nossas escolhas que melhor nos definem. Escolher nunca é uma tarefa fácil e geralmente não afeta apenas quem decide seguir determinado caminho. Escolhas se espalham com o vento, estilhaçando e atingindo a todos que estão ao redor, mesmo, e talvez principalmente, quando não era essa a intenção.
Ferida pela vida, ela escolheu se fechar, se esconder em uma muralha de espinhos, sofrendo com a dor da perda, ele luta para continuar respirando, sabendo que não se trata apenas de si mesmo.
Quando uma escolha os coloca na mesma estrada, tudo que era certo se torna confuso. As certezas evaporam, dando lugar as dúvidas. Novas escolhas serão feitas quando, mais uma vez, os fantasmas do passado resolverem aparecer.
Desta vez, as escolhas envolvem a todos.
Desta vez, tudo será diferente.

18 comentários:

  1. Olá Fabiana!
    Realmente a capa e a sinopse não chamam muito a atenção, mas a riqueza de detalhes surpreende. Achei muito bonita a diagramação, os desenhos no começo dos capítulos, são pequenas coisas que enriquecem a obra. Confesso que achei estranho a autora não mencionar a idade dos personagens, acho que isso iria me incomodar até o final da história.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A riqueza em detalhes é sempre algo maravilhoso. Em questão de não mencionar diretamente a idade dos personagens foi algo um pouco difícil, mas conversei com a autora e ela me informou agora que eles possuem entre 26, 27 anos. Então tudo faz um sentido melhor para o destino escolhido :D

      Excluir
  2. Parece uma história legal, cheia de sofrimento e muita coisa pra superar, amor e os rumos loucos da vida...
    Só fiquei curiosa com isso da idade deles, que estranho...
    Mas o jeito da garota me chamou atenção e já deu aquela vontade de torcer por ela e pelo melhor. Além de ter umas reviravoltas, final que surpreende, isso só ajuda. Acho que iria gostar de ler. No geral parece uma boa história e bem daquelas que gosto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você acaba torcendo mesmo para os personagens, sem dúvidas. Se você gosta dessa pegada do livro, então com certeza vai adorar mesmo!

      Excluir
  3. Olá,
    Confesso que não fiquei muito empolgada para ler esse livro! A capa não parece de livro de romance e a história não me deixou animada em nada. :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade o livro não é um romance. Ele tem uma pitadinha de romance, mas tudo gira em torno de um mistério :)

      Excluir
  4. Pela capa eu tinha certeza que era uma vibe fantasia, ser de romance foi uma surpresa. Gostei da sinopse e da resenha. A autora é brasileira?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele tem romance, mas o foco principal do livro é mistério :) e sim, a autora é brasileira. É um máximo, né?

      Excluir
  5. É tão bom quando a história nos conquista e o desfecho nos surpreende, né? Não conhecia esse livro, mas agora estou curiosa para saber o final. Parece ter sido uma leitura reflexiva e enriquecedora <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro desfechos surpreendentes, principalmente o final! É uma leitura boa, espero que você tenha a chance de ler.

      Excluir
  6. Olá Fabiana!
    Apesar desses deslizes da autora (ok,a idade dos personagens não atrapalha o plot central, mas como vamos imaginá-los, né?), a obra possui seus acertos, em especial a complexidade de Anastácia, cuja insegurança é quase palpápel, o que é compreensível, considerando tudo pelo que a protagonista passou. Pelo desfecho da obra, contudo, me parece que ela escolheu seu caminho.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Adorei tudo! A capa, a composição de história e a resenha. Existem bastantes livros interessantes por aí mas esse me chamou muita atenção!

    ResponderExcluir
  8. Em primeiro lugar, tenho que dizer que a Editora Coerência está de parabéns com essa capa. A cor, os detalhes, ficou perfeita! ❤ Esse é um livro que eu compraria pela capa rsrsrs.
    Nunca li nada da Julia, mas estou empolgada pra fazer essa leitura, agora ainda mais por saber que se trata de um mistério ❤

    ResponderExcluir
  9. Oi Fabiana.

    Confesso que não fiquei muito empolgada com este livro, mesmo você mostrando através da sua resenha que é um livro muito bom para ler. A capa desperta um pouco de interesse. Vou pensar um pouco, quem sabe ele entre na minha lista de desejados. Parabéns pela resenha.

    Bjos
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Que resenha linda!
    O enredo me chama atenção, mas o final me deixou ainda mais curiosa. Quero saber qual decisão Anastácia toma.
    Editora Coerência sempre arrasando nas capas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi! Não conhecia o livro nem a autora, mas achei muito interessante! Gostei como a autora criou a história com vários elementos, um pouco de romance, e uma dose de mistério, deixando a protagonista bem dividida entre fazer o que foi paga para fazer ou seguir seus sentimentos e se envolver com as pessoas da casa. Obrigada pela dica!

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  12. Oiê,

    Não conhecia o livro e adorei conhecer pela sua resenha, confesso que fiquei bem curiosa e adorei o fato de ter uma mistura de elementos com o romance. Acho que é um livro que mexeria com meus sentimentos.

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Por incrível que pareca meio que me identifiquei com a personagem, talvez seja pelo sofrimento ou pela decepção. A historia em si me cativou bastante e estou bastante curiosa para conhecer mais.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir