RESENHA | A filha do pântano, de Franny Billingsley

A filha do pântano”, escrito por Franny Billingsley, foi publicado em 2011 apenas em e-book. Em 2018, a editora Novo Conceito trouxe para formato físico, sendo um dos lançamentos do ano da mesma. Para quem gosta de fantasia, com certeza vai se encantar por Briony Larkin, uma bruxa.

Franny Billingsley

O ENREDO


Briony Larkin esconde um segredo por muitos anos. Esses segredos comprometem a saúde mental de sua irmã gêmea, Rose, e os mesmos levaram a sua madrasta à morte.

Esses segredos e todos os mistérios que rodeiam a cidade de Swampsea impede que ela saia de lá. Mas não é só: Briony se sente culpada por todos os acontecimentos que a rodeiam.

"Sou a pior das pessoas, mas pelo menos não minto para mim mesma a respeito disso." (pág. 15)

Franny Billingsley
O seu refugio é quando ela está no pântano, cercada da presença dos Antigos – que são os espíritos que assombram aquele lugar. Ninguém pode ver essa presença, apenas bruxas.

O problema de ser bruxa é que na sua aldeia isso é proibido; leva à morte! Por isso ela vive com medo e tentando ao máximo esconder o seu segredo, pois precisa cuidar de sua irmã e de si mesma.

"O ciúme faz com que você se sinta pequeno como um caco. O ciúme o faz sentir-se vazio." (pág. 55)

Porém tudo muda e começa a dar errado quando Eldric chega na aldeia. Ele é tudo o que ela desejou ser e tudo que desejou sentir. A decisão mais importante de sua vida está em suas mãos. Depende apenas dela qual caminho irá seguir.

A PERSONAGEM

É perceptível durante a narrativa que Briony sente muito medo de revelar seus segredos. E não é para menos! Como viver com isso dentro de você e se sentindo culpada por tudo que já aconteceu e até mesmo pelo o que pode acontecer?

O envolvimento dela com Eldric é onde a estória começa realmente acontecer. Tudo que ela sempre quis viver e enfrentar, ela só consegue na presença dele. E isso vamos conhecer diversos momentos de sua vida e todas as aventuras seguintes.

"É o que as histórias fazem. Ligam os pontos aleatórios da vida na forma de uma figura. É tudo ilusão, porém tente ligar os pontos da vida. Acabará com um rabisco lunático." (pág. 74)

Apesar de todo o sofrimento enfrentado pela personagem, a mesma não me conquistou. Esperava que fosse diferente. Mas preciso dizer: proteger sua família como ela protegeu, isso mostrou seu ato de coragem.

Franny Billingsley

A NARRATIVA

A escrita de Franny Billingsley não me cativou tanto como eu esperava. Adoro fantasias, mas sempre tenho problemas com algumas que não conseguem prender o leitor logo de cara.

Apesar de apresentar uma narrativa em primeira pessoa, alguns acontecimentos me deixaram confusa e tive que retomar a leitura em algumas partes para entender o que estava, de fato, acontecendo.

"Que palavra estranha, anseio. O que é, na verdade? É difícil descrever, apesar de isso me manter acordada a noite toda. É mais complicado do que dor. É uma comichão presa sob a pele." (pág. 109)

FINALIZANDO...

Franny Billingsley
Prender-se à magia ou liberta-se para o amor? Esse é o grande dilema que a Briony encontrará em sua jornada, pois se seus segredos forem revelados, todos que ela ama estarão em perigo. Mas até quando ela se privará do amor?

A filha do pântano” mostra que, às vezes, precisamos esconder o segredo para proteger aqueles que amamos, a culpa que carregamos por algo na vida, os mistérios por trás do pântano e toda a fantasia por trás deste mesmo lugar.

"É isso o que quero. Quero que as pessoas cuidem de mim. Quero que me tragam conforto." (pág. 175)

Mesmo sentindo falta de alguns aspectos que não foram apresentados na estória, para quem gosta de fantasia pode se identificar bastante com este livro.

"A magia da palavra. Se você disser uma palavra, ela se torna verdade. Eu amo você. Eu acredito. Eu acredito que sou amável. Como pode algo tão frágil quanto uma palavra construir todo um mundo?" (pág. 379)


Avaliação: 3 ❤ - adicione no Skoob: a filha do pântano


Título original: Chime
Escritora: Franny Billingsley
Editora: Novo Conceito
Páginas: 408
Lançamento: 2018
Gênero: fantasia / horror / ficção científica

SINOPSE
Há anos, a jovem Briony Larkin esconde alguns segredos... 
Segredos que comprometeram para sempre a saúde mental de sua irmã gêmea, Rose, e que mataram sua madrasta. Mistérios que a impedem de sair de Swampsea.
Consumida pela culpa, Briony só encontra alívio nas profundezas do pântano, cercada pela presença dos Antigos os espíritos que assombram o lugar.
O problema é que só as bruxas podem vê-los, e na sua aldeia elas são condenadas à morte. Por isso, ela vive com medo de que seu segredo seja descoberto, mesmo que ela acredite merecer as piores punições por todo o mal que já fez às pessoas que ama.
A chegada de Eldric faz sua vida mudar, pois ele representa o que ela sempre desejou ser, tudo aquilo que ela teme sentir.
Prender-se à magia ou libertar-se para o amor? Caberá a Briony fazer a decisão mais importante.

36 comentários:

  1. Olá Fabiana!
    Ao ler a resenha foi possível compreender que o que impede A Filha do Pântano de ser uma fantasia original e interessante envolvendo bruxas é a fraca construção da mitologia, sendo que em alguns momentos o leitor simplesmente não entende a necessidade de essa ou aquela atitude da protagonista. É claro, contudo, que um leitor pouco exigente buscando uma fantasia leve pode tirar muito proveito da obra.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, Alison, você disse praticamente tudo que senti em relação à leitura. Talvez se tivesse explorado um pouco mais sobre as bruxas, com certeza a leitura teria sido muito melhor.

      Excluir
  2. Boa noite
    Amei a resenha, apesar de não conhecer o livro, mais vou procurar saber mais sobre ele.

    ResponderExcluir
  3. Parece interessante, mas confesso que também não chamou tanta atenção assim. Gosto do estilo do livro e pelos dilemas parece legal, mas é meio desanimador ver que não prende tanto ou a personagem não cativa. Não foi um livro que me chamou atenção de cara e não sei se leria fácil. Tem uns elementos que achei legal, mas também não muita coisa que chame tanta atenção pra ler =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te entendo perfeitamente. Foi assim que me senti durante a leitura. É sempre importante trazer minha opinião e quem sabe, despertar o interesse do leitor. Uma pena que de certa forma o livro não chame tanto sua atenção.

      Excluir
  4. Confesso que esse livro, pela sinopse e resenhas ja lidas, não me cativa tanto a ponto de ter interesse e le-lo. Gostei da sua resenha pois foi bem sincera no que achou sobre o livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto de sempre transparecer a verdade sobre um livro lido. Acredito que precisamos ler para tirarmos as nossas próprias conclusões, mas uma pena que o mesmo não te cativou tanto.

      Excluir
  5. Oi Fabi,
    Não conhecia o livro, na verdade faz tempo que vejo o catalogo da NC, eles estão meio sumidos e eu ocupada kkk, mas gostei muito da premissa, eu amo fantasia e sempre que posso estou com uma debaixo do braçi, ou seja, dica anotada.

    Beijokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A NC teve poucos lançamentos ano passado e esse ano promete muitos! Fico feliz que tenha anotado a dica e estou torcendo para que o livro te agrade.

      Excluir
  6. Não conhecia esse livro.
    Gostei da resenha, parece uma leitura boa, mas nada que surpreenda.
    Acho que falta algo mais.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo: realmente faltou algo a mais. De qualquer forma, não é uma leitura ruim. Fico feliz que tenha gostado da minha resenha.

      Excluir
  7. Oi, estava curiosa para conferir uma resenha desse livro. Eu gosto de fantasia e mesmo que essa não tenha superado suas expectativas, fiquei curiosa para conferir mais dos segredos da personagem e de sua intenção de proteger a família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha visto minha resenha :D e é uma pena mesmo que o livro deixou um pouquinho a desejar, mas o fato dele ter despertado seu interesse, com certeza pode te prender. Espero que leia e goste muito.

      Excluir
  8. Olá Fabiana!
    Gosto bastante de fantasia e essa me parece bem original, com um universo distinto do qual estamos acostumados. Pude perceber pela resenha que a protagonista carrega uma carga emocional muito grande em seu coração e me senti empática em relação aos dilemas por ela enfrentados. Acho que encararia a leitura para ver se Briony se renderá ao amor.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A personagem realmente tem muitos segredos e com isso acaba gerando muita carga emocional mesmo. Fico feliz que tenha gostado e espero que tenha oportunidade de ler.

      Excluir
  9. Oi, Fabiana!
    É sempre muito chato quando os protagonistas não te conquistam, ainda mas quando a escrita também te decepciona como aconteceu com você ao ler A filha do pântano...
    Gosto de fantasia mas a trama do livro não despertou o meu interesse, não fiquei curiosa para acompanhar e ler sobre o dilema que a Briony enfrenta na história - liberta-se para o amor ou prender-se a magia... por isso eu não leria esse livro. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que para amantes de fantasia, o livro têm que atender muitas expectativas, estou certa? Eu gosto de fantasia, mas não amo infinitamente. Uma pena que o livro não tenha te chamado atenção.

      Excluir
  10. Que sinopse mais tensa! Como viver assim carregando segredos que comprometem a saúde mental da irmã, a dela, que causou a morte da madrasta e ainda se sentir responsável por tudo que acontece no vilarejo?!
    Tenho um pé atrás com histórias que do início ao fim salientam um grande mistério e que este, quando revelado, geralmente, não é algo tão grandioso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super te entendo! Sempre bate aquele receio de ler algo que envolve mistério, mas às vezes ele pode te surpreender!

      Excluir
  11. Antes de mais nada achei a capa linda e o enredo interessante.
    Uma pena ele não ter sido o que você esperava, mas confesso que apesar dos pesares fiquei curiosa, então quem sabe o leia em algum momento para formar minha opinião. Obrigada pela dica e parabéns pela resenha super organizadinha e detalhada. Beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que sempre precisamos ler algo para ter a nossa própria opinião, acho isso ótimo! hahaha Espero que o livro te surpreenda e atenda suas expectativas.

      Excluir
  12. Oi Fabi

    chato qd a história n prende e n nos cativa né?!
    confesso que justamente por isso fiquei curiosa
    kkkkkkkkkkk
    a sinopse não me chamou a atenção mas gostei da capa
    vou anotar o nome com uma ressalva hehehehe quem sabe um dia eu n leio?!

    Bjoooooooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura? hahaha adorei saber que por esse motivo te chamou atenção! Espero que um dia você leia e ele te surpreenda, de alguma forma.

      Excluir
  13. Oi,
    Gostei muito da sua sinceridade na resenha sobre a personagem. É muito chato mesmo quando a história nao nos prende desse o começo. Dessa vez vou passar a dica.
    Abrçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena mesmo :( a gente sempre cria expectativas né? E é sempre bom ser transparente sobre uma determinada leitura. Pode não me agradar, mas pode despertar interesse em outras pessoas.

      Excluir
  14. Oi Fabiana.

    Achei sua resenha bacana de ler porque não conhecia este livro, porém apenas despertou uma leve curiosidade. Caso eu tenha eu consiga uma oportunidade de lê-lo, eu aproveitar a chance, mas não terá tanta prioridade.

    Bjos
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que despertou uma leve curiosidade. Espero que tenha chance de lê-lo e até mesmo se surpreenda.

      Excluir
  15. Oiê,

    Não sou muito de ler fantasia, só aqueles livros que me chamam muito atenção mesmo, que infelizmente não foi o caso desse. Mas adorei ler a sua resenha e conhecer um pouco da história.

    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo. Ler fantasia é algo complicado mesmo porque ou você ama a história ou você odeia. xD

      Excluir
  16. "A magia da palavra. Se você disser uma palavra, ela se torna verdade. Eu amo você. Eu acredito. Eu acredito que sou amável. Como pode algo tão frágil quanto uma palavra construir todo um mundo?" - copiei na agenda. :D

    ResponderExcluir
  17. Quando li a resenha desse livro na primeira vez achei que fosse um livro que prenderia o autor. Mas pelo visto é o contràrio. Mas tem uma història interessante sobre escolhas, é im livro que vou ler mas sem expectativas para não me decepcionar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que vale a leitura. Espero que ele te surpreenda em algum momento.

      Excluir
  18. Oi Fabiana, sua linda, tudo bem?
    Existem autores que prendem a gente na primeira página de tão fluida que é a narrativa. Que pena que esse demora um pouco para nos envolver, estava muito animada quando vi a divulgação na página da editora. Depois da sua resenha, ficarei com os pés no chão e não terei muitas expectativas. Quem sabe assim eu goste? Gostei muito da sua resenha sincera.
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que é ótimo quando começamos uma leitura sem muita expectativa. Com certeza ela pode te surpreender!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.