3 livros para começar a ler ficção científica

by - maio 21, 2020

Sci-fi, também conhecido como ficção científica, é um gênero que, às vezes, me aventuro e confesso que gosto bastante. Por isso, se você não sabe por qual livro começar, separei esse post com 3 dicas!





Todos os nossos ontens

Sabe aquele livro arrebatador e que dá vontade de reler assim que finaliza a leitura? Foi assim que me senti com “todos os nossos ontens”. Aquela vontade de reviver todos os momentos e ser impactada novamente pela jornada da personagem.
O que um governo poderia fazer se pudesse viajar no tempo?
Quem ele poderia destruir antes mesmo que houvesse alguém que se rebelasse?
Quais alianças poderiam ser quebradas antes mesmo de acontecerem?
Em um futuro não tão distante, a vida como a conhecemos se foi, juntamente com nossa liberdade. Bombas estão sendo lançadas por agências administradas pelo governo para que a nação perceba quão fraca é. As pessoas não podem viajar, não podem nem mesmo atravessar a rua sem serem questionadas. O que causou isso? Algo que nunca deveria ter sido tratado com irresponsabilidade: o tempo. O tempo não é linear, nem algo que continua a funcionar. Ele tem leis, e se você quebrá-las, ele apagará você; o tempo em que estava continuará a seguir em frente, como se você nunca tivesse existido e tudo vai acontecer de novo, a menos que você interfira e tente mudá-lo...


Mil pedaços de você (trilogia Firebird)

Posso dizer que essa estória de dois universos me conquistou infinitamente - sem contar nessa capa maravilhosa! - e fiquei super empolgada com infinitas possibilidades e infinitos universos em que você é você, porém com uma vida completamente diferente. 
Marguerite Caine cresceu cercada por teorias científicas revolucionárias graças aos pais, dois físicos brilhantes. Mas nada chega aos pés da mais recente invenção de sua mãe — um aparelho chamado Firebird, que permite que as pessoas alcancem dimensões paralelas.
Quando o pai de Marguerite é assassinado, todas as evidências apontam para a mesma pessoa: Paul, o brilhante e enigmático pupilo dos professores. Antes de ser preso, ele escapa para outra realidade, fechando o ciclo do que parece ser o crime perfeito. Paul, no entanto, não considerou um fator fundamental: Marguerite. A filha do renomado cientista Henry Caine não sabe se é capaz de matar, mas, para vingar a morte de seu pai, está disposta a descobrir.
Com a ajuda de outro estudante de física, a garota persegue o suspeito por várias dimensões. Em cada novo mundo, Marguerite encontra outra versão de Paul e, a cada novo encontro, suas certezas sobre a culpa dele diminuem. Será que as mesmas dúvidas entre eles estão destinadas a surgirem, de novo e de novo, em todas as vidas dos dois?
Em meio a tantas existências drasticamente diferentes — uma grã-duquesa na Rússia czarista, uma órfã baladeira numa Londres futurista, uma refugiada em uma estação no meio do oceano —, Marguerite se questiona: entre todas as infinitas possibilidades do universo, o amor pode ser aquilo que perdura?


Mais fortes, mais velozes, mais belos

Esse livro me trouxe algumas reflexões como: até onde eu iria para salvar alguém que eu amo? Seria capaz de agir a favor da ciência ou deixaria a minha fé guiar? Precisamos modificar nossos corpos para encontrarmos a felicidade? Até que ponto essas alterações são aceitáveis?
Seis histórias interconectadas num futuro distópico. Uma obra extraordinária que explora as incríveis possibilidades da manipulação genética e extensão da vida, bem como os dilemas éticos que podem trazer esses avanços. Os resultados vão do divino ao monstruoso. Profundamente reflexivo, comovente, aterrorizante e cheio de ação, um livro inovador tanto na forma como no conteúdo.





You May Also Like

1 Comments

  1. Oie! Esse é um dos meus gêneros literários favoritos!
    Amo todas as facetas da ficção científica, desde narrativas mais voltadas à tecnologia até as que se aproximam mais do distópico.
    Gostei das recomendações, apesar de não conhecê-las :D

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir